MENU

quarta-feira, 22 de outubro de 2014 - 16:55F-1

SEM RUBENS

rbnagloboSÃO PAULO (não é mole, não…)Rubens Barrichello não é mais comentarista de F-1 da TV Globo. Segundo a emissora, o contrato previa um número X de corridas, esse número teria sido atingido em 2014 e, assim, o compromisso foi concluído.

Não sei bem o que o público em geral achava de Barrichello como repórter e comentarista nestes dois anos de atuação como ex-piloto de F-1 que faz o papel de jornalista. Minha base para avaliar é o que as pessoas escrevem aqui. E é claro que no comparativo com a audiência das corridas na TV, é uma amostragem muito reduzida, embora tenha alguma importância — afinal, é o tal público segmentado que vem a este blog e que visita o Grande Prêmio.

Em maio do ano passado, quando pela primeira vez Reginaldo Leme foi preterido numa transmissão para que Barrichello assumisse a função, escrevi algumas linhas sobre o que penso de ex-atletas trabalhando como jornalistas. Não mudo uma vírgula. E como não estou a fim de repetir, quem quiser ler que vá ao texto.

Sobre o caso específico, nunca achei Barrichello um bom comentarista, muito menos repórter. No grid, suas participações limitaram-se a piadinhas sem graça, trocas de sorrisos e perguntas banais. Bem, mesmo, ele foi no GP do Brasil de 2012, quando foi para a pista pela primeira vez. Mas era o inusitado da situação que estava ajudando. Na verdade, ele era a atração, mais do que os entrevistados. Afinal, tinha parado de correr no ano anterior, era sua primeira aparição em Interlagos para um GP de F-1 sem ter um carro para pilotar, acabou funcionando.

Depois, quando se fez necessário algum preparo para exercer a sacra missão do repórter, sucumbiu. Primeiro, porque nunca teve tal preparo. Segundo, porque a Globo não se preocupou muito em prepará-lo. E, a partir daí, o que vimos foi o festival de amenidades, futilidades e “concertezas” que nada acrescentou à já capenga transmissão dos GPs que a emissora leva a cabo há anos.

De qualquer forma, não sei se isso foi fundamental na decisão global de não renovar o contrato. Também não sei se Burti segue, uma vez que as traduções de rádio, se a FIA realmente limitar o conteúdo dessas conversas, serão cada vez menos necessárias — não precisa ninguém criado em Oxford para traduzir “box, box, box”.

O que sei é que Rubens não gozava de enorme prestígio internamente na TV, e que algumas pessoas envolvidas na cobertura e nas transmissões de F-1 na emissora não eram propriamente apaixonadas pelo estilo do atual vice-líder da Stock. Digamos que o ambiente era permeado por alguma tensão e algumas pessoas no Jardim Botânico e na Berrini não vão dormir chateadas hoje.

150 comentários

  1. Glacio disse:

    Acho que o problema do Rubinho era com o Reginaldo Leme, o Reginaldo comete muitas gafe e o Rubinho corrigia ele no ar….aquela do país que veio o Magnussen foi muito forte o Leme foi humilhado. O Galvão é bem mais político.

  2. A Globo pensou que estava abafando quando contratou Barrichello e acabou dando um tiro no pé. Na verdade o Rubinho Chorão Barrichello nunca quis se repórter ou comentarista, mas ele quer sim, ser piloto até depois de morto.

  3. Batista Lara disse:

    Já vai tarde!!!!

  4. Andre disse:

    Quanta dor de cotovelo nesses pilotos de teclado…

  5. Israel disse:

    Deve ser um saco trabalhar na globo. Acredito que nos banheiros da Globo exista guia prático para uso de papel higiênico. E se você enrolar o papel de forma errada na mão algum sensor apita e diz que será perigoso sujá-la de cocô.
    Esse tipo de “apito” nas transmissões deve ter torrado a paciência do Rubinho.

  6. EduardoRS disse:

    Eu acho o Barrichello muito mala. Tem muito conhecimento técnico, mas ele como comentarista não funciona, e talvez não funcionaria nem com treinamento pois ele não tem perfil pra coisa.

    Pra ficar bom de vez, só falta botar um narrador de automobilismo mesmo no lugar do Galvão/Luiz roberto/Cléber machado, um cara do ramo, e não um que narre desde futebol até jogo de peteca. Reginaldo e Burti já compõem bem o time.

  7. disse:

    Não duvido que processo a Globo. Deve dar uma boa grana na trabalhista.

  8. Paulo Pinto disse:

    No lugar do guarda-sol, Massa e Barrichello poderiam usar um escudo.

    Ô piadinha sem graça… hihihi.

  9. Alex Santos disse:

    Acho que unirão o útil ao agradável.

    A Globo vem seguidamente dando os tiros no pé, primeiro cortando boa parte do Treino, não vai transmitir o GP dos EUA ao vivo, mandaram o Rubinho embora. Achava o Rubinho café com ele, às vezes fazia alguns comentários legais, mas ele força mto a barra fazendo piadinhas sem graça e se achando amigo de todo mundo, isso me irrita. Acho que realmente faltou preparo para ele, parece que falaram: “Pega o microfone, faz umas macaquices lá que vai dar tudo certo”.

    E o outro lado, acho que o convívio do Barrichello lá, não devia estar dos melhores, dizem que se conviver com o galvão o indivíduo tem que ter bolas de de ouro. Dizem que só o Arnaldo as têm. Barrichello está numa vibe família, está bem na Stock e com certeza ele vai focar total nesse final de ano, imagina se ele for campeão?? Pelo menos vai provar que não será o eterno vice, creio que ele está se lixando para a Globo, e isso é bom para a vida dele.

    Nesse ramo ex pilotos eu admiro o Piquet, apesar de não ter tido idade (uma pena) suficiente para acompanhar a década de 80, mas vendo as entrevistas dele, acho demais! Largou sem rabo preso com ninguém e fala o que da na telha, sem frescura e mimimi global! Que para mim era o único defeito do Senna.

  10. Daniel Lemes disse:

    Qualquer pessoa com o mínimo de vivência dentro do carro é bem-vinda nas transmissões, porque aguentar Galvão e cia. papagaiando coisas aleatórias e não vendo lances óbvios é dose. Não sei o Barrichello era o ideal pra isso, mas duvido que fique muito melhor sem ele.

  11. Seinfeld disse:

    Problemas de relacionamento, conflitos contratuais e o fato de usar suas viagens comentando provas para se oferecer a equipes da Fórmula 1 foram determinantes para a saída de Rubens Barrichello da Rede Globo. Apesar de um rompimento amigável, houve discordâncias profundas que motivaram o fim do contrato da emissora com o piloto da Stock Car, que iria até dezembro, mas já foi encerrado.

    Segundo o UOL Esporte apurou com pessoas ligadas a Globo, o relacionamento de Rubinho com o Galvão Bueno e demais membros da equipe de automobilismo da emissora andava muito ruim. Rubinho queria fazer mais do que lhe era proposto, e essa intenção não foi vista com bons olhos. O piloto tinha dificuldades para acatar ordens e chegou a bater de frente com integrantes da alta cúpula da Globo e pessoas próximas a Galvão, que trabalham há anos com o narrador.

    Barrichello também não concordava, por exemplo, com a orientação comercial da emissora. A Globo, por exemplo, denomina a equipe Red Bull de RBR e isso incomodava o ex-piloto da Ferrari.

    Pelo lado da Globo, a insatisfação se deveu ao fato de Rubinho ter se oferecido como piloto de testes da Mercedes para a próxima temporada durante o fim de semana do Grande Prêmio de Cingapura, realizado entre os dias 19 e 21 de setembro. Segundo pessoas de dentro da emissora, Barrichello nunca se aceitou como um ex-piloto da Fórmula 1. Coincidência ou não, aquela foi sua última participação nas transmissões.

    No ano passado, um episódio isolado começou a criar desconforto. Em outubro, Rubinho conversou com a Sauber para assumir um posto na equipe Suíça e cogitava até disputar o Grande Prêmio do Brasil. Rubinho não chegou a comunicar a Globo sobre o fato, causando irritação na emissora. O acordo com a escuderia suíça jamais aconteceu.

    Além disso, o fato de Rubinho ter se tornado apresentador no canal “Acelerados” no YouTube não agradou à emissora, que o enxergou como uma concorrência. A Globo viu a situação como uma clara violação de cláusulas colocadas em seu contrato, que previa uso exclusivo de sua imagem em todas as mídias. Foi uma “brecha” encontrada para se romper o acordo de forma unilateral.

    O UOL Esporte entrou em contato com a assessoria de imprensa de Rubens Barrichello, mas não obteve resposta até o fechamento desta reportagem. A Globo se pronunciou através de nota: “O contrato da Globo com Rubens Barrichello previa um número determinado de participações como comentarista da Fórmula 1 na temporada 2014, que seriam feitas de acordo com a agenda do piloto. Com o fim dessas participações, o contrato se concluiu. Para os últimos Grandes Prêmios da temporada, a Globo conta com Reginaldo Leme e Luciano Burti em seu quadro de comentaristas do esporte”.

    O piloto Luciano Burti também foi procurado para comentar a saída de Barrichello das transmissões, mas não quis se manifestar.

    Camila Mamede, Fábio Aleixo, Gustavo Franceschini e Mauricio Stycer

    • Seinfeld disse:

      Sem noção. Sem vergonha na cara. Sem respeito pelo contrato com a emissora.

      Aí os BRASILEIROS ainda estão nessa de “Rubinho coitadinho”, Schumacher vilão “dick vigarista” e Alonso “mau” e “antiético”.

      Taí, se oferecendo depois de aposentado da F1. Se deixar toma o até a vaga do Felipe Nasr como piloto de testes.

      RB mais uma vez tentando atrapalhar ocupando a vaga que pode ser de um jovem piloto…

      Vergonha nacional.

      • Seinfeld disse:

        RB mais uma vez tentando atrapalhar ocupando a vaga que pode ser de um jovem piloto…

        Em qualquer equipe, seja qual for o jovem piloto.

      • Jonas disse:

        kkkkk muito recalque junto hein rapaz… hahahaehheaea

        E dai que a pessoa se ofereça pra ser piloto de testes? Desde quando isso vai atrapalhar a Globo? Até melhor pra ela ter mais alguém dentro de novo do mundo da F1.

        O cara querendo uma transmissão mais profissional, sem papagaiada de RBR, maquiar resultados de Brasileiros, etc… e vc acha que a Globo que é escrota? Kkkkkk hein

  12. eraldo disse:

    O Reginaldo Leme é meu ídolo: ganha um p* grana, trabalha a cada 15 dias, viaja o mundo inteiro de graça pra fazer o que gosta e ainda era amigo do George Harrison.

  13. Sidney Lombardo disse:

    Focando apenas na situação “Rubens como repórter/comentarista” (excluindo as análises de pessoa, piloto, dançarino, etc…), particularmente acho que não funcionou. Neste quesito concordo com o post. Faltou preparação do piloto ou então um direcionamento do que se esperava dele. Nesta análise acredito que não tenha havido nenhum tipo de perseguição, apenas constatações.

  14. Allez Alonso! disse:

    Ainda acho que rolaram a cabeça errada. Galvão já deveria ter sido desligado há décadas, né? E Força nas Caixinhas (MPU’s)!
    #ObrigadoGalvão!

  15. FAB1000 disse:

    Uma coisa que o Galvão e o Reginaldo tem que parar de falar, e que o Barrichello já o contrariou uma vez, é a tal história de acelerar tudo nas voltas anteriores a ida aos boxes, “a la Schumacher” para ganhar tempo.

    Caceta, será que até agora ele não se tocou que isso acontecia antes porque o combustível estava acabando, pois as paradas eram também para abastecimento, e com o carro mais leve, ganhariam mais tempo.
    Enquanto hoje, na verdade a quase 3 anos, ganha-se mais tempo parando antes porque como não tem mais reabastecimento e o combustível já está lá, só uma borracha nova vai fazer o carro andar mais rápido?
    Alguém que por ventura tenha contato, por favor explica isso pros dois porque eu não aguento mais ouvir essa burrice?

    • Pedro Jungbluth disse:

      Mas Rubens não conseguia fazer “flying laps” antes dos boxes. Aliás, era o momento que ele mais se desconcentrava e perdia 2, 3 segundos em 2 voltas, perdendo posições a cada parada.
      Schumacher começou a usar essa tática contra Senna, pois ele não conseguia ultrapassar na pista e viu essa deficiência no brasileiro que perdia muito tempo antes de parar.

      • Edvaldo disse:

        Isso não tem nada a ver com Rubens conseguir ou não fazer isso, e sim com isso não existir mais desde 2010, e os tontos ainda acham que um piloto que fica na pista mais tempo “voando” vai ganhar a posição de quem parou antes.

        SÓ se quem parou antes for atrapalhado pelo tráfego, caso contrário nada feito.

    • Seinfeld disse:

      Então espertões, vocês esquecem que a “teoria” das flying laps do Schumacher era facilmente comprovada toda corrida pela CRONOMETRAÇÃO AO VIVO DA VOLTA DO CARA?

      Deixem de ser tontos e darem crédito (ainda) pela conversa mole do INCOMPETENTE do Barrichello.

      Quando ele não faz uma coisa direito, tira o mérito de quem faz. Até hoje é assim. Se for ouvir esse mané do RB, os títulos do Schumacher não tem mérito nenhum, quem acertava o carro do Schumacher na Ferrari era o Barrichello e mimim mimi mimim… PÁRA!

      E agora essa que “niguném” tenta fazer uma volta mais rápida possivel antes de entrar nos boxes!

      PQP! Vão perguntar ao Piquet, o Fittipaldi. Nem lembram do Senna né?

      Dá até raiva ler tanta idéia estúpida.

  16. Ulisses disse:

    As vezes trazia informações sob o ponto de vista “interno”, de quem conhece os sistemas mecânicos, eletrônicos e políticos.
    Acredito que talvez tenha faltado a ele um roteiro, alguma direção, alguma indicação sobre o que ele deveria comentar. Tive a impressão que disseram para ele, sente aí e comente quando o Galvão abrir espaço e perguntar..
    Concordo com você Flávio, sobre atletas substituírem jornalistas, mas acredito que existe lugar para os dois. Atletas vivenciaram a coisa, quando bem escolhidos e dirigidos, complementam com ótimas informações, principalmente no automobilismo, onde existe uma quantidade espetacular e imensa de variáveis.

  17. disse:

    Flávio, para o Barrichello foi ótimo sair da F1, o que tinha de bom pra fazer ele já tinha feito! e agora sair da Globo é outro passo enorme para o Barica pra se livrar daquele monstro profano do plin-plin!, com certeza p Barika será uma pessoa e um profissional muito melhor e muito mais feliz longe da Vênus Platinada!
    Abraços!!!

  18. lincoln falcao disse:

    reginaldo leme : um mito!!!!!!!!!! luciano burti: muito bom ouvi-lo falar e com seriedade sem macaquices huckianas ou leifertianas… barrichello: deslocado igual jiló em feijoada,,,

  19. Carlos D. disse:

    Na boa, o Rubinho é um pouco mala, mas ele passava um conhecimento técnico e prático das ´pistas que é muito importante. Eu gostava da presença dele nas transmissões. Galvão e Reginaldo não percebem muitas coisas que estão acontecendo ao longo da corrida, como estratégias, paradas no box, etc. E com todo o respeito que o nome do Reginaldo merece, ele fala muita coisa óbvia também. Por isso o Rubinho vai fazer falta.

  20. Orbilo Cherque disse:

    o que o valoroso jornalista assinante desta escreve , discordo quase que completamente ; Independente do que acham os Dirigentes e Jornalista da Emissora , Eu achava legal (Sou o Público alvo) e de relevância , haja visto que dificilmente a Globo conseguia se aproximar das ‘ Estrelas ‘ do evento no Pit Lane e mais , afirmo ainda que nem o valoroso e bom trabalho da Repórter Mariana Becker recebe o merecido valor .
    Em tempo : Acho a questão do Reginaldo Leme fora desta esfera (Barrichello) e penso ser mais problema de inveja , birra e ciúmes por parte do “Palvão ” .

    Ps.; Tem ainda um fato relevante no meio de tudo , parece que o Rubinho (como sempre brincando ou não) se ofereceu para Pilotar um determinado Carro e a Direção da Emissora desaprovou . Enfim !

  21. willian hoffmann disse:

    fiquei sabendo que o Luciano Hulk vai fazer os comentários no próximo GP BRASIL, será que é verdade?

  22. Carlos Tavares - Campinas SP disse:

    Já foi tarde. Era um verdadeiro bobo da corte

  23. Estevão disse:

    Não faz falta alguma. Já vai tarde, muito tarde, aliás.

  24. Gustavo Oliveira disse:

    Ah, então era do Rubinho aquela voz desconhecida que as vezes eu ouvia nas corridas?!

  25. Seinfeld disse:

    Barrichello era o “Amaury Junior” da Globo ao entrevistar no grid. rsrsrs

    Se sai o Barrichello, também não sentira falta da Mariana Weckert (aquela que INTERROMPE na hora errada todo e qualquer raciocínio, comentário e narração de disputa na pista com suas “entrevistas” e comentários BESTAS), também o diretor da transmissão da Globo deveria programar para que assim que entre o rádio box-piloto, TODOS os microfones da cabine de transmissão da corrida deveriam ser cortados até o fim da conversa piloto-box-piloto, pra não termos o narrador e o comentarista atropelando uma informação ali na hora, de interesse de quem assiste, com suas divagações…

    Sem Luiz Roberto narrando F1 também, por favor!

    Já seria um bom recomeço. Reginaldo Leme (para ter um jornalista mesmo por lá) GB (fazer o quê, mas com “limites” no pachequismo) e o Burti, de vez em quando.

    Não colocando o Tino Marcos e o Regis Roesling com suas matéria “pachecas poeticas” já está muito bom também.

    Não vai mudar muita coisa, mas tirando o “excesso”, já melhora um pouco.

  26. Guto disse:

    Eu gostava do Rubens nas transmissões.
    Trazia informações que os outros três, Galvão, Reginaldo e Burti, não eram capazes de dar. Não ficava inventando coisas. Conseguia ver detalhes na pilotagem que passavam desapercebidos aos nossos olhos… ao menos os meus.
    Claro, não deixava de falar algumas besteiras também.

    Uma pena. Acho que as transmissões perdem um pouco

  27. MARCOS disse:

    ridículo, chorão e invejoso e o Massa esta indo pro mesmo caminho…

  28. Sergio disse:

    Essa ambiente de TV é um querendo puxar o tapete do outro.

  29. Gus disse:

    Dentro da cabine, ele e o Burti contribuíam com informações bem pertinentes, de quem esteve lá dentro…coisa que o Reginaldo e o Galvão nunca passaram. Acho que é uma pequena perda na qualidade da transmissão, mas repito, dentro da cabine, não fora fazendo sala para os pilotos no grid.

  30. Marcos Finardi disse:

    A verdade é que nem o Rubinho aguenta do Galvão.

  31. Maicon Libardoni disse:

    Na minha opinião é muito mais do que ele ser infantil e etc, como muitos falam aqui. O cara sabia do que falava e uma coisa que acho que foi crucial para o Rubens sair foi de ele simplesmente não concordar com certas analises de corrida que o Galvão falava nas transmissões. Vejam os barracos de Galvão na SporTV e veja e entendam o que estou falando. O cara é muito egocêntrico e ver sua imagem de “entendedor” ser contestada por rubens indiretamente, fez ele não aguentar mais.

  32. Paulo Pinto disse:

    Rubinho, “concerteza”, foi demitido pelos números do Ibope. A Globo descobriu que a maioria dos fãs da categoria, ligavam a TV na volta de apresentação.

  33. Chato de galocha disse:

    Sempre fui fã do Rubens como piloto. Como comentarista, foi mau. Deu muita mancada neste ano com as regras. Eu imaginava ele falando mais sobre um comportamento dos carros, sobre a diferença de potência, ou seja, dados secretos da F1. O que ele falou, qualquer comentarista falaria.

    Faltou, como vc falou, preparo. Faltou, no Grid, coragem de fazer perguntas pertinentes. Esse medo de levar fora a atual reporter não tem, portanto ele estava sendo desnecessário lá.

  34. Mauricio Camargo disse:

    Concordo. Rubinho é boa praça, é muito querido no ambiente da F1 pelo que me pareceu, mas daí a ser reporter tem muito o que aprender. Aprendi na minha vida que ninguém é melhor que ninguém o correto é ter as pessoas certas nos lugares certos, e isso vale para qualquer um.

  35. Eduardo_SC disse:

    Impossível trabalhar em duas funções. Uma delas tem de ser bico. No grid, tudo parecia meio constrangedor quando Rubens ficava mendigando por uma entrevista. A questão é que a química entre ele e Burti/Reginaldo/Galvão era muito baixa. Melhor transmissão que eu vi foi com o Sergio Maurício sendo que tudo transcorreu com muita naturalidade e informação.

  36. RODRIGO BOTANA disse:

    teo jose narrando f-1, ou felipe motta e celso miranda em 2016 como reporteres da f-1 seria dez, fora f-1 da globo em 2016 se deus quiser, não quer exibir o treino inteiro globo repasse os direitos a outro canal exibir e respeite os fãs de f-1, rede esgotooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo de televisão

  37. RODRIGO BOTANA disse:

    formula fora da globo em 2016 e sportv e se deus quiser outro canal exiba em 2016 no brasil, no sportv so serjio mauricio se sdalva o resto os comentaristas, daniel mauricio é um lixo a transmissão da sportv da f-1,sera que até no gp brasil gente a globo mostrara so o q 3 do treino classificatorio do gp brasil?e que custava a globo deixar de mostrar um jogo do brasileiro se a bandeirantes exibe o mesmo jogo e exibir ao vivo o gp dos estados unidos, ams não ela deixa de exibir o gp para exibir um jogo que a bandeirantes também exibe e que custava a globo manda no brasil, a globo entrar num acordo com a cbf e no dia do gp de austin os jogos começarem as 16 horas ai daria para globo mostrar o gp de austin, alguém sabe se a rede esgoto vai mostrar o gp de austin pelo menos a noite em vt depois do fantastico?f-1 se deus quiser pelo bem e respeito a nós fãs de f-1 fora da rede esgosto de televisão em 2016, que outro canal a exiba no brasil

  38. RODRIGO BOTANA disse:

    se deus quiser em 2016 f-1 fora da globo e em outro canal é o que nós fãs de f-1 mereçemos, ridiculo,a globo mandar galvão bueno, a gostosa da mariana becker,burti ou luis roberto en loco para os gps sendo que o treino oficial é passado pela sportv, sendo que a equipe do sportv nara os treino classificatorio de estudio no rio, , então para que mandam a equipe toda cobrir en loco os gps?isso de a globo mostrar só o q 3 ja encheu o saco, isso é uma falta de respeito total,e daniel pereira é um lixo como narrador de f-1 como queria ver a f-1 na band com teo jose e celso miranda narrando em 2016 ou na record com eder luiz narrando, pelo bem de nós fãs da f-1 no brasil que se deus quiser a f-1 saia da globo, a globo ta fazendo nós fãs da f-1 de palhaço e pouco caso com a categoria, ridiculoooooooooooooooooooooooooo mostrar só o q3 isso é a coisa mais ridicula que ja vi até hoje na parte de esportes da rede globo, se deus quiser em 2016 que outro canal exib a f-1 no brasil e ela saia da globo, a globo ta estragando a f-1 no brasil, a globo é rede esgosto de televisão.

  39. anônimo disse:

    Sai Barrichelo e entra Piquet. Deixa o Galvão e três litros de uísque. Daí arranca o botão de silêncio dos microfones. Nem precisa de corrida e a audiência explode. É bandeira vermelha na 5a. volta.

  40. Lineu disse:

    Apesar do jeito engraçadinho demais, as vezes, ele trouxe informações técnicas que nunca ouvimos. Mesmo o Burti, baita cara, não tinha o mesmo nível de atualização. E o Reginaldo não dá pra comparar, são coisas distintas, acho que um não exclui o outro, ele pode ficar ali relembrando o passado. O Galvão não tem jeito, é o melhor locutor, mas tem isso de falar demais. Ruim com ele? Muito pior sem ele. Pelo menos afastaram o Cleber Machado, muito ruim. Rubinho está com a vida feita – dele e das próximas gerações – e tem mais é que focar na Stock Car agora. Talvez, num futuro distante, lhe seja dado o reconhecimento e valor que deveria ter hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>