MENU

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015 - 18:46F-1

SACANAGEM

SÃO PAULO (tudo errado) – Uma brecha num regulamento mal escrito vai permitir que Ferrari, Renault e Mercedes desenvolvam seus motores (OK, unidades de força, saco) ao longo da temporada em alguns componentes, que representam 48% dos conjuntos formados pelos motores turbo V6 e seus dois auxiliares elétricos. A Mercedes ficou puta, mas vá lá. Terá as mesmas possibilidades.

Só que a Honda, não. O que é uma clara sacanagem da FIA. Como é fornecedora nova, segundo Charlie Whiting, não se enquadra no regulamento ao qual as outras foram submetidas. Os japoneses terão de homologar sua unidade de força até 28 de fevereiro e não vai poder mexer mais.

Claro que a McLaren está igualmente puta. A Honda, idem. É ridículo a FIA discriminar a montadora. Que, se não conseguir reverter o quadro, começa o ano claramente atrás da concorrência. Primeiro, porque está chegando um ano depois das demais, que já conhecem a fundo o que têm nas mãos. Depois, porque enquanto as três poderão corrigir eventuais falhas, a Honda terá de ir até o fim da temporada com aquilo que homologar no fim de fevereiro.

Espero que a FIA volte atrás. Porque fazer isso com quem está chegando, numa categoria tão derrubada e em crise, é uma cagada federal.

41 comentários

  1. Rodrigo Martinez disse:

    Certíssimo, a Honda esperou um ano para entrar e não se enquadrar na política dos motores congelados, ficarám um ano desenvolvendo o motor enquanto as outras sofriam! O tiro saiu pelo culatra! Quer entra? Um ano de motor congelado! justo!!!

  2. Dyego disse:

    Tem que voltar atrás! Não é possível..
    Cada dia a F1 perde mais a graça.. Cheio de regras toscas que no final das contas, como sempre, só beneficiam meia dúzia. Lamentável!

  3. Fernando Monteiro disse:

    Se a FIA continuar com isso, a Honda pula fora, afinal ela só voltou para F1 porque achou interessante a nova tecnologia dos motores. Se mudar, é bem capaz de se transformar somente em um simples fornecedor e a McLaren que se vire no desenvolvimento. A Mercedes levou cinco anos para vencer, se continuar vencendo, até vai engolir essa nova regra aí, do contrário, se começar a levar ferro de Renault e Ferrari também vai chiar bastante. E convenhamos, as montadoras não pensam duas vezes para pularem fora do circo.

  4. HAST disse:

    É a FIA fazendo de tudo para acabar com a F1. Já não basta tirar as corridas da europa e mandar para ÁSIA ????

  5. Ricardo Bigliazzi disse:

    Pergunta imbecil: Mas a Honda não ficou um ano inteirinho estudando a F-1 e desenvolvendo o seu motor?? Ainda por cima, quer queira ou não tendo acesso irrestrito aos carros da Mclarem equipados com os Mercedes (nesse caso que ficou putissima da vida foi a Mercedes).

  6. Boca disse:

    Se tivessem avisado isso ano passado, a Honda homologava junto com as outras o motor q ela tinha na época e agora mudava os 48% possíveis….

  7. Roberto disse:

    Quem me recomenda uma nova categoria de ponta para acompanhar? Qual seria? Em qual canal passa? Categoria com motores de verdade e, de preferência, com monopostos. A F1, está ficando cada vez mais difícil tragar. Em 2014, não vi quase nada.

    • Alexandre disse:

      Desculpe-me mas vc não me engana. Não tem essa de dizer que vai assistir outra categoria que vc nem sabe qual. Eu, por exemplo, assisto F1, Stock e F-E, Tb pedri um pouco de interesse pela F1, mas, se eu não gostar de uma delas, eu já sei que tem a Indy, a Nascar, a GP2, Gp3, WEC, Word Series…..

      Quem gosta de automobilismo sabe o que passa.

  8. alexandre disse:

    Não é isto. Acontece que depois de homologado o motor não pode mais mudar e para correr tem que ter motor homologado. As outras equipes vão correr com o motor 2014 para testar algumas peças de 2015. Mas no fundo, este motor 2014, mesmo com modificações, não vai ser bom como o de 2015 porque as mudanças estão limitadas. A Honda teve um ano a mais para fazer testes. Poderia ter (se não fez) colocado o motor em mulas para testá-lo. Então, enquanto os outros tiveram o ano de 2014 inteiro com o motor congelado, a Honda via (pela McLaren) os defeitos dos outros e podia modificar. É claro que certamente Ferrari e cia tb fizeram isto (em mulas). Eu acredito que a Ferrari e cia logo homologarão o motor de 2015 porque se iniciarem com o de 2014 já será uma de quatro unidades força utilizadas.

    • alexandre disse:

      Vou dar um exemplo, durante o ano, todos descobriram que a vantagem do motor da Mercedes era principalmente ter a turbina distante do compressor. A Ferrari e Renault não puderam mudar isto e não poderão se iniciarem com o motor 2014 porque o trabalho em cima do motor 2014 é limitado a melhorias e não outra concepção. Já a Honda, certamente na hora imitou a Mercedes e vai ter um motor com a correção destes problemas.

      • cfmorais disse:

        Pelo que li, é exatamente isso. Talvez alguma fabricante arrisque correr 3 ou 4 corridas com o motor de 2014, enquanto tenta otimizar o de 2015, mas terão desvantagem em relação a quem homologar o motor de 2015 logo antes da primeira corrida. Decisão difícil.

  9. Adalberto disse:

    Flávio, somos peões no jogo da corporativo da vida, mas penso há tempos que o propósito da FIA é esse mesmo: matar a F1 em nome de uma “revolução” no esporte, que seria a F-e. Porque não é possível que os caras consigam organizar tão bem uma categoria nova e metam os pés pelas mãos na categoria rainha, despropositadamente. A esperar e ver.

  10. Maurício disse:

    Que é sacanagem, é… mas, certamente os japoneses já fizeram um motor igual ou melhor que os da Mercedes que foram a referência que tiveram. Então, se não puderem melhorar durante o ano, também não vão passar vergonha, afinal, ainda será um ano de aprendizado. O problema é se a McLaren vai fazer um bom carro ou não pois estão devendo nisso.

  11. ALEX B. disse:

    Pra mim é mais um “tiro no pé” autofágico da categoria! Estupidez não tem limite mesmo…

  12. David Santos disse:

    Eu acho que, na mesma esdruxulo-regulamento, a Honda pode alegar que não-há-nada-escrito que a montadora que ingressa em 2015, será obigatoriamente impedida de desenvolver a sua UP. Éh sem dúvida, uma tremenda-&%$#nagem com a Honda! Ela tem sim de pedir explicações a a Dona-FIA. Esta F1 esta kda vez mais parecida com a politica brasileira!

  13. Mefistófeles disse:

    A FIA alega estar usando o mesmo critério utilizado no ano passado, Renault, Ferrari e Mercedes-Benz homologaram seus motores até o final de fevereiro de 2014. Durante o ano passado não foram permitidas modificações. A Honda provavelmente teve acesso aos motores Mercedes-Benz utilizados pela sua parceira McLaren em 2014, e observou em competições os outros 3 motores, então quem está tendo vantagem lançando seu motor um ano após os demais fabricantes, tendo observado e coletado dados do motor alheio na garagem de sua parceira e em competições?

  14. luiz alberto disse:

    Muito provavelmente o grupo FIAT,dono da equipe de Maranello deve ter dado uma mexidinha no seu boneco mameluco que ocupa o posto de “presidente da FIA”,podem dizer : Más só a Honda foi prejudicada !
    Más um concorrente a menos já é alguma coisa, ainda mais um que ela conhece muito bem o potencial. Alguém pode informar quantos campeonatos a equipe do Cavallino Rampante ganhou enquanto a Honda era fornecedora de motores para a equipe inglesa ; por ai já da para ter uma ideia da “PAURA” pois terá que enfrentar além dos tedescos ,também os japoneses ,outro povo que é obstinado por bons resultados e tem igualmente com alemães capacidade técnica ,organização,liderança(tipo marcial) , muita determinação e quase sempre costumam achar o caminho para o sucesso , coisa que a italianada parece bater cabeça ,apesar de terem boas cabeças por lá também,talvez não sejam as que decidem , más tem ; quem sabe ????????

  15. Dennis disse:

    Pelo que entendi a Honda tem que homologar o motor antes da temporada justamente porque não correu o ano passado. As demais devem correr com o motor “velho” até homologarem o motor deste ano, então não será muita vantagem postergar o desenvolvimento da unidade deste ano.

  16. Acarloz disse:

    E assim a F1 vai morrendo…. 10 anos mais e babau na minha opinião….

  17. GUS disse:

    Seria uma sacanagem sem tamanho; e sem sentido algum!

  18. Rafael Banzales disse:

    É lamentável a falta de respeito ao esporte este tipo de ação tomada pela F1. Se a F1 passa por dificuldades em conseguir novos parceiros, assim só irá espantar os que talvez tivessem a intenção de competir no futuro. Analisando bem o gerenciamento desse esporte, vejo que as propostas da F1 mudam ao longo de uma noite de sono de um senhor que “delira” de vez enquando. As regras mudam conforme, sei lá, o bom ou mal humor do seu chefe. Não tem organização e parece ser gerenciado por um bando de mimados que não sabem mais o que fazer para chamar atenção. Esportes consolidados como NBA, NFL, Nascar e outros, seguem uma receita de um bom tempo. Muitas vezes complexa aos olhos dos leigos, mas funciona.. Dá dinheiro, todo mundo gosta e no final das contas, forma mais uma legião de fãs.

  19. Brunolustosa82 disse:

    Infelizmente no automobilismo sempre há essas cagadas federais.. Já Eh um clichê.. Sacanagem com a honda.. Seria medo da nova parceria? Não sei.. Mas alguém dúvida dos japas? São sempre mt bons

  20. Eduardo_SC disse:

    Partindo que as demandas de desenvolvimento de qualquer coisa na F1 ainda vem principalmente da quilometragem em corrida, isso é uma trolha sem tamanho. A Honda mais do que nunca terá que provar que tem Engenheiros e Advogados. E Psicólogos para o Alonso.

  21. Norson Botrel disse:

    E mais uma vez, Alonso está no lugar errado na hora errada.

  22. Chupez Alonso disse:

    Todo castigo pro Al Caponso é pouco.

  23. Felipe Montoya disse:

    FIA da puta.

  24. josé marinho disse:

    Não penso assim a Honda teve este ano para ver os problemas dos outro e pode estudar o motor Mercedes da Mclaren, acho é que eles estão em vantagem chorando de barriga cheia, sacanagem é com a Mercedes.

  25. Victor Moraes disse:

    Se fizerem isso, jesus… A F1 só faz cair em audiência, interesse do público e de equipes/montadoras. Já que existe a falha e isso vai liberar esse desenvolvimento parcial, que inclua a Honda também. Parece que existe uma má vontade gigantesca com quem está chegando na categoria, não importa o porte de quem chega.

  26. Fabio disse:

    Nesse momento imagino alguem nas Asturias planejando ressucitar a Marussia. Coitado do El Fodón!

  27. Lucas disse:

    Se é para ferrar o Alonso não to nem ai!

  28. Miguel Passos disse:

    É incrível como os “burrocratas” que dirigem o automobilismo (em especial a F1) adoram tomar decisões que vão contra o esporte.

  29. Celio Ferreira disse:

    Ué no começo de 2014 , nos comentários , falavam que a Honda , levaria
    vantagem de obter informações da Mac Laren , do motor Mercedes durante
    o ano . Agora acho justo um ano de ferrada , igual a ferrari e renault , levaram
    da Mercedes , a não ser que já fizeram um canhão, aí a história será outra.

  30. RobertoM disse:

    Puto mesmo ficaria a fabricante dos anos 80 Judy, lembram? Excelente motor. So não foi campeão porque o chacis dos carros eram ruins.

  31. Roberto Fróes disse:

    Cagadérrima!
    Só o fato de não permitir mudanças (desenvolvimento) já é uma decisão tremendamente imbecil, mas permitir para uns, e proibir para outros, sei não…
    Parece que querem acabar com a F1.
    Desse jeito, acabam conseguindo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>