MENU

terça-feira, 14 de abril de 2015 - 15:54F-1

PUTZ

SÃO PAULO (ufa e ufa e ufa) – OK, Colin Kolles não é exatamente a fonte mais crível da F-1, mas a história que ele contou sobre a Sauber chega a ser cruel. Porque ele disse que Jules Bianchi tinha assinado com a equipe antes do GP do Japão do ano passado, corrida na qual sofreu gravíssimo acidente que o deixou em coma — está até hoje, e não se sabe o que vai acontecer com o jovem francês.

Colles diz também que a Sauber, desesperada, tinha nada menos do que seis contratos meio que assinados ao fim da temporada de 2014: com os então titulares Gutiérrez e Sutil, com Nasr e Ericsson (que, afinal, foram confirmados para 2015) e com Bianchi e Van der Garde (que processou o time e ganhou uma gorda indenização).

Gutiérrez se arrumou na Ferrari e Sutil, na Williams — ambos como pilotos de testes. Bianchi, nunca saberemos se essa história é verdadeira. Já Van der Garde expôs as entranhas do time suíço e admitiu que, depois dessa, sua carreira na F-1 acabou.

6 comentários

  1. Mello disse:

    Em se tratando de Peter Sauber, parece inverossímil. Mas depois da história do van der Garde…

  2. Gustavo disse:

    É a F-1 sem graça dentro, e fora, das pistas.

  3. Flavio Bragatto disse:

    Sei lá… eu acho que é paia!

    Eu duvido muito que seis contratos assinados, que eu creio que devam ter cheques caução bem gordos, fiquem por isso mesmo.

    Duvido mais ainda, que dos seis pilotos envolvidos, apenas um tenha jogado tudo no ventilador e arriscado sua carreira na F1 para recuperar o prejuízo. Eu acho que VDG era o único que foi passado para tras. Ainda mais com Bianchi em coma, com a familia precisando de grana… duvido!

    Vamos esperar para ver… se isto for verdade, vai aparecer antes da metade da temporada.

  4. PAULO F1 disse:

    Eu não duvido de nada não. Cingapuragate, roubo de dados de outras equipes, contratos privilegiando pilotos e mais outras sujeiras no ambiente da F1, só me fazem pensar o seguinte: “A pior sujeira é aquela que não vemos, mas que um dia vai aparecer”. Algo semelhante com a baia de Guanabara, onde não adianta tirarem os detritos grandes (sofás e coisas menores, mas visíveis) e declararem que limparam a baía. Depois, mais a frente, descobriremos que “ignoraram a sujeira que não se vê”…bactérias, coliformes, metais pesados e afins, Por fim, no caso da F1 (e em vários outros) não duvido de nada mesmo. Os seres humanos (sem ser radical aqui.,,é logico que existem milhares de pessoas de bem e ainda bem que existem) já demonstraram e demonstram que são capazes de usar todos os meios para atingirem os “fins” que acham “corretos”….jurando, batendo o pé e afirmando que fizeram a “coisa certa”….

  5. antonio carlos disse:

    Infelismente neste pais mentes brilhantes sempre vao ficar em segundo plano.atualmente para se dar bem no radio e tv tem que ter rosto bonito peito e bunda.

  6. Pedro Araújo disse:

    verídico ou não, esse é mais um episódio da decadência da F1

    a categoria é top, mas os times acabam tendo atitudes pra garantir a sobrevivência que são muito mais cambalachos do que gestão empresarial/esportiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>