MENU

quinta-feira, 28 de maio de 2015 - 12:12Automobilismo internacional

DEU RUBENS

SÃO PAULO (em primeiro, desta vez) – O Grande Prêmio consultou seus leitores para saber deles quem foi o melhor piloto sul-americano surgido depois da morte de Senna. Ganhou Barrichello, seguido por Montoya e Gil de Ferran.

Não sei se concordo com esse resultado, não. Gil teve uma carreira sólida. Ganhou em Indianápolis, foi bicampeão da Indy. Montoya, idem. Com boa passagem pela F-1, muito menos na Nascar — o que depõe contra sua escolha. Rubens, OK, foi mais homogêneo e está sabendo se reinventar.

São três bons nomes. Com qual deles vocês ficariam?

113 comentários

  1. Vicente disse:

    Barrichello, sem dúvida. Um grande injustiçado pelo público brasileiro e pela mídia.

  2. titus disse:

    Apenas dois pilotos peitaram Schumacher nos bons tempos do alemão: Alonso e Montoya. Então não vejo dificildade em apontar quem foi o melhor sul-americano depois de Senna. Montoya era rápido, arrojado, porém um cara tosco, e isso deve ter atrapalhado a carreira dele na F-1.

  3. O Gil de Ferran foi o melhor piloto brasileiro depois do Senna até agora, mas tem muita gente no Brasil que nem sabe que ele foi um piloto da Indy e muito menos campeão, isso porque ele não foi visto correndo dentro da telinha daquela tal Globo. O Montoya é o melhor piloto sul-americano disparado no momento. O pessoal vai sempre votar no Rubinho por um pouco de pena de suas frustrações, choradeiras, e até piadas que marcaram sua longa carreira na F-1.

  4. Fontana o poderoso disse:

    Faltou o Christian Fittipaldi.

  5. Toshi disse:

    Pós Senna. Está difícil escolher. Gostaria de deixar este relato sobre o que tem ao lado do túmulo do Senna para que o fato não se perca ao longo dos próximos anos…

    http://managerscafe.blogspot.com.br/2015/05/senna-honda-chip-da-nec-admiracao.html

  6. Juarez disse:

    Para mim é Gil de Ferran e na sequência Montoya. Em terceiro vem o Massa que disputou um título de verdade de F1. Teve a chance real de ser campeão mundial, coisa que Barrichello jamais passou perto. Ah, mas foi vice 2 vezes? Foi. A 3200 pontos do Schumacher e os campeonatos acabaram com 4/5 corridas antes.
    Ah, mas foi prejudicado pela Ferrari? Não tem desculpa perdeu pro Button na Brawn. E para completar perdeu aquele vice pro Vettel.

    • Lourival disse:

      Penso a mesma coisa….e toda vez que se fala nesse assunto sempre inventam uma desculpa pra passar a mão da cabeça do Barrichello….e diga-se de passagem que fazendo-se um comparativo entre ele e Button o inglês no geral foi muito melhor (isso eu digo com os 2 sendo da mesma equipe)

  7. Ivan disse:

    Mesmo se ele for o mais votado, ele vai deixar passar pra ficar em segundo!

  8. Ricardo Bigliazzi disse:

    Tem também o Tony Kanaan, ninguém falou dele?

    E o Cristiano da Matta?

    Tivemos bons pilotos. Acredito que o Rubens não foi o melhor.

  9. Marcio Rezende disse:

    Sem dúvida alguma, Gil de Ferran. A sua pálida passagem pela F 1 não o descredencia, excelente piloto que construiu a carreira nos EUA. Não teve a sorte ou oportunidade que Barrichelo teve em equipes de ponta na F1. Aliás, Rubens nunca conseguiu superar seus companheiros de equipe. No máximo se igualou a ele. Poderia te sido campeão em 2009 ao invés de Button, que não tem nada de excepcional. Quanto à Motoya, teve dois períodos de brilho em 20 anos de carreira apenas.

  10. Pedro Tamura disse:

    Dos três, o meu favorito é o Gil. Mas, enfim, é a democracia…

  11. luis disse:

    Para ser considerado melhor em qualquer lista (com concorrentes internacionais) deve-se ao menos ter ganho um título internacional de relevância.
    Rubens infelizmente não tem. Assim, Fico com Montoya.

  12. Alexandre Albano disse:

    Rubens BArrichello com certeza!!

  13. Claudio Mourão disse:

    De todos esses, apenas um não corre mais. Parou de correr de forma competitiva há onze anos e meio e ainda foi terceiro lugar na votação.
    Gil de Ferran. Pena que eu não consegui votar.

  14. Johelmyr disse:

    Kanaan, Castroneves, Rubinho, Montoya, Ferran,,,, sendo isso nossa geração pós Senna… Há possibilidade (grande-gigante) de todos morrermos sem ver outro campeão mundial de F1 Brasileiro/Sul-americano…
    Tamo feio na foto.

  15. Michel Matos disse:

    Montoya, sem dúvida!

  16. Pacheco disse:

    Flavio Gomes foi o melhor piloto sul-americano pós-Senna.

  17. ederson disse:

    Flávio. Adoro seu site e suas postagens. Mas o que quer dizer com: ” Rubens foi mais homogênio” ? Mais de 3oo Gps só participando como figurante. Ah , entendi agora.

  18. ederson disse:

    Pesquisa “GRANDE PRÊMIO”. Igual a pesquisa eleitoral. Ninguém conhece alguém que tenha participado . Nunca acerta.

  19. ederson disse:

    Aliás. Falando em Rubens. Injustiçado, trapaceado, humilhado, massacrado, etc, etc, blá blá blá …na ferrari, os fanáticos se esquecem que ele perdeu um campeonato para um tal de Button em uma temporada, em 2009, que só tinha uma equipe . Uma tal de Brawn . Aí eu pergunto: Se perdeu para o Button. Como iria ganhar do Shumy?

  20. ederson disse:

    Com qual deles? Bom, é difícil falar sem cometer injustiças. Mas Montoya ganhou em templos sagrados da F1. Foi vice de schumacher, campeão na indy e 2 vezes indy 500. E so para completar é dono das duas voltas mais rapidas da hstória da F1 em uma época de hegemonia total da ferrari. Vou de Montoya

  21. ederson disse:

    Montoya, Gil de Ferram, Helio Castro Neves ( não foi camp~eao na indy mas ganhou três indy 500 ( o que é uma loucura ), Tony Canaan são pilotos que foram camp~eos e venceram 500 milhas indy. Olha, nada contra o Barrica. Mas nada a ver. São pilotos consagrados viveram momentos de intensa alegria e glória. Barrica, tirando a parte financeira é só amargura.

  22. samir zamboni disse:

    Gil de Ferran facil, facil….

  23. Jr. disse:

    Gil na cabeça!!!
    Desde que estreou na Cart, em 1995, já foi “Rookie” do ano, nos anos seguintes, disputou os títulos com Vasser, Zanardi e Montoya. Tinha bons pacotes, mas a equipe Walker sempre o prejudicou por causa dos pneus Goodyear. E quando teve a oportunidade de ir para uma equipe de ponta, não desperdiçou. Emplacou dois títulos e uma 500 milhas… Montoya em segundo, também não precisa dizer muito, e Rubens… em último.

  24. Apu Lhad disse:

    Gastón Mazzacane.

  25. Paulo F. disse:

    O brasileiríssimo Gil de Ferran! Campanha mais sólida (até o momento)!
    Montoya (este realmente esta ainda em atividade! a Indy 500 que diga), Massa, Maldonado e Cia bela (Barrica incluso) estão ainda fazendo sua!

  26. Julio Cesar Ruthes disse:

    Barrichello, com certeza. Foram 19 anos na categoria máxima. Ninguém conseguiu ficar todo esse tempo lá. Não foi a toa. Mas se Montoya e Gil de Ferran fossem os mais votados, teriam seus méritos. Dois talentosos pilotos.

  27. Rodrigo Costa disse:

    Meu ídolo pós-Senna foi sem dúvida o Gil de Ferran. Merecia uma chance na F-1. Azar da F-1. Mas dos 3 citados, o Montoya é o melhor. Se tivesse mais cabeça teria vencido o Mundial de 2003. Ele encarou o Schumacher de igual pra igual até a penúltima corrida, quando cometeu um erro em Indianápolis. Apesar de não ter tido uma carreira sólida, o auge do Montoya é muito superior ao do Rubinho e superior ao do Gil.

    • Betocam disse:

      Sei não. Embora o Rubinho tenha corrido três vezes mais corridas, ele foi duas vezes vice. E o Montoya? Duas vezes 3º. Em equipe decente, o Rubinho correu em duas, igual ao Montoya que nunca teve um Schumaker como companheiro de equipe.

  28. Leandro 440 Magnum disse:

    Montoya -1 título da CART, 2 vitórias na indy 500, 2 vitórias nas 24h de Daytona
    De Ferran – 2 títulos da CART , 1 vitória na indy 500 ,
    Barrichello ????

  29. Alberto disse:

    Barrica é muito bom, mas acho que o Montoya é melhor. Campeão da Indy, chegou a disputar título pela Williams, se não fosse tão bruto poderia ter conseguido coisas melhores na F1 e na Nascar. Todos os outros estão um degrau abaixo desses dois, na minha opinião.

  30. Fernando Delucena disse:

    Rubens, mas é uma vitória apertada sobre gil e montoya. Mas acho que a Fórmula 1 ainda tem um peso maior. Montoya poderia ter conquistado bem mais se tivesse mais cabeça.

  31. Wagner Campos disse:

    Até o acidente, Massa era muito melhor que o Rubinho. Tanto que foi o único brasileiro pós Senna a realmente disputar um campeonato (e com Hamilton, na minha opinião muito mais piloto que o Button). Barrichello teve seus brilharecos, mas sua carreira na f-1 foi marcada pela frustração. Fico com De Ferran, superior a todos esses, Montoya em segundo.

  32. Chupez Alonso disse:

    E o Maldonado!?

    • Ferraresi disse:

      Você deve ser retardado ,para tanta idiotice . Ainda bem que seus pais não leem o que você escreve pois se o lessem teriam a certeza de terem um membro da família com sérios problemas psicológicos !

  33. Carlos Henrique disse:

    É sério que votaram no Rubinho?
    A carreira do Gil de Ferran fala por si só, o Montoya ganhou na Cart na temporada de estreia, ganhou Indy500 na estreia e por uma equipe que não corria na temporada regular, na F1 venceu mais que metade de vezes que o Rubinho venceu e em muito menos temporadas…
    O Cristiano da Matta não fosse a necessidade de interromper a carreira, estaria aí provavelmente com outras tantas vitórias e feitos importantes no automobilismo mundial.
    E o pessoal vota no Rubinho…

  34. APM disse:

    Sou mal informado e nível baixo……. Rubens!!!!!!

  35. Thiago Leal disse:

    Aliás, eu não votei, infelizmente. Mas teria votado no Kanaan e no Castroneves e não no Rubinho, por exemplo.

  36. Walter disse:

    Rubinho. Alguns Vice-campeonatos na F1 e várias vitórias. Teve que ficar em segundo plano na Ferrari aonde o Schumacker mandava e na Brawn já que o Button é Inglês. Não estou dizendo que o Schumacker e o Button não são grandes pilotos.Claro que são, mas o Rubinho em igualdades de condição poderia ter ganho algum ou alguns títulos. Sempre andou e anda bem por onde passou e passa. Foi campeão em várias categorias. Vide Stock Car, Indy ( teve pouco tempo ), etc..

  37. Mario Gasparotto disse:

    Montoya na frente. Por pouco. Rubens Barrichello seria o segundo, teve bons momentos sim na Ferrari e foi brecado pela equipe em alguns momentos, mas acho que Schumacher nem permitira que Montoya fosse seu companheiro de equipe. Já o Gil de Ferran, faltou a Fórmula 1 para saber seu real potencial!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>