MENU

quarta-feira, 20 de maio de 2015 - 20:37F-1

GUERRA DA BORRACHA

SÃO PAULO (interessante) – Não deixa de ser curiosa a opinião de Fernando Alonso para dar uma melhorada na F-1. Hoje, em Mônaco, o espanhol disse que a volta da guerra dos pneus daria um gás à categoria.

Eu sempre gostei da briga da borracha. Nos tempos de Pirelli x Goodyear e Michelin x Bridgestone, algumas corridas saíam do previsível por conta das características das pistas.

Mas acho isso quase impossível hoje. A Goodyear nunca mais falou em F-1, nem a Bridgestone. A Michelin já disse que só topa se mudarem radicalmente os conceitos de construção, tamanho, perfil e tipos de borracha.

Infelizmente, não há luz no fim desse túnel. E se é verdade que os pilotos curtem a ideia, desconfio que as equipes, não.

18 comentários

  1. Fontana o poderoso disse:

    Sou totalmente a favor da volta da guerra de pneus. E com muito mais marcas, tendo a participação de Goodyear, Michelin, Bridgestone, Avon e Pirelli. E sem a boiolagem de obrigação de usar determinados tipos de compostos, e ainda, podendo usar pneus diferentes no mesmo carro, como por exemplo, pneus duros na dianteira e pneus macios na traseira. Chega de nivelar tudo por baixo.

  2. Vinicius disse:

    Também sou muito favorável a volta da guerra dos pneus.

    Essa coisa de fornecedor único mata o espírito de competição que sempre foi uma marca não só da F1 mas do todas as competições motorizadas.

    E preciso estimular novamente a competição e a volta da guerra dos pneus e um ingrediente nesse sentido.

    Com isso,mais o fim das restrições dos testes,das punições ridículas por trocas de motor e câmbio já teremos a F1 que tanto nos encantou e que morreu em 2002.

  3. Mauricio disse:

    Só dois fornecedores?
    Por mim seriam vários, liberdade total de fornecer.
    Apenas uma norma padrão e quem quiser que se apresente. Além de diminuir os custos, a qualidade daria um salto enorme!
    Hoje a F1 parece estado comunista. Tudo na mão de poucos favorecidos e o resto da plebe que chore.

  4. Razor disse:

    Guerra de pneus é uma idéia pior do que um fornecedor único, pois o risco de um ser competitivo e o outro não é muito grande.
    Sempre foi assim na F-1 e em outras categorias.

    E pode sempre piorar e virar uma situação como foi com Bridgestone-Ferrari, onde a marca japonesa fazia compostos desenvolvidos para as características do carro vermelho (sobresterçante) e deixava McLaren e Williams (neutras de curva) pendurados na escada, sabendo que iam tomar pau da Ferrari com os mesmos pneus.

    • Mauricio disse:

      O remédio para isso é muito simples:
      -Três ou mais fornecedores
      - Cada equipe teria o direito de escolher o fornecedor por corrida, mais de um se necessário
      - Inclusive o direito de usar pneus de um fornecedor na frente e outro atrás, se isso fosse vantajoso!

      Monopólio só é bom para os amigos do Rei…

    • Leo disse:

      Pelo menos haveria a chance de a melhor equipe usar o pneu fraco e equilibrar um pouco as coisas.

      • Razor disse:

        Sim, foi o que aconteceu em 2005, quando a Bridgestone perdeu sua competitividade, a Ferrari virou coadjuvante e Williams, McLaren e Renault fizeram um campeonato equilibrado com Michelins que se adaptavam a todos os três concorrentes.

    • Vinicius disse:

      A Ferrari não tem culpa se possui pista de testes própria aonde poderia testar o quanto ela desejasse…

  5. Allez Alonso! disse:

    Acho que os times também gostariam, é o componente mais importante pra se trabalhar e desenvolver.

    • Paulo Pinto disse:

      O teu pilotinho está falando muito e correndo pouco.

      • luigi disse:

        E você quantas corridas (não virtuais ) já ganhou ,quantos títulos mundiais possui , para ter balizamento para poder denigrir alguém que faz o que você jamais deve ter feito ,pois sê ao menos uma vez na vida tivesse acelerado qualquer carro com uma boa cavalaria e uma linha de torque muito alta saberia respeitar um piloto, ele (Alonso ) pode ser um grande mau caráter ao julgar algumas de suas atitudes ,más negar que é um dos melhores pilotos do grid é contatação que você é torcedor de futebol metido a conhecedor de automobilismo ou é muito pouco inteligente .

      • Paulo Pinto disse:

        Eu não quero denEgrir ninguém, tanto que considero Alonso um dos melhores. Torço contra o espanhol e sempre torcerei (é meu direto). Isso é uma conStatação. E não preciso correr como um louco para respeitar alguém.

        Não sou torcedor de futebol e conheço mais de F-1 do que você. E para finalizar, não ofenda minha inteligência. Eu não admito.

  6. R/T disse:

    que façam como no DTM, que usa Hankook, ou os campeonatos de GT

    convidem Dunlop, Yokohama, Continental, as marcas coreanas, acertem preços e performance e liberem as estratégias na corrida, livrando da exigencia de usar os 2 compostos

    seria interessante

  7. disse:

    Nas motos a Dunlop faz a 2 e 3. Bridgestone entregou a MotoGP em 2016 para a Michelin. Pelo custo hoje, e poucas equipes com chances de dar retorno, o Alonso viajou legal.

  8. Rafael Chinini disse:

    eu não gosto muito, pq pode acontecer de um fazer um pneu foda e outra marca fazer um pneu lixo. dai não da graça.

  9. Teddy disse:

    Claro que Alonso é a favor, já que seus títulos foram conquistados numa época de “guerra da borracha”, e ele (sua equipe), coincidentemente, teve à disposição os melhores pneus, que eram os Michelin. Não o estou desmerecendo, pois também apoio a ideia…

  10. André Bueno de Moraes disse:

    A solução é a borracha mesmo… para apagar essa merda toda e começar de novo!

  11. josé Marinho disse:

    Por que as equipes não curtem a ideia? Uma situação de pneus diferentes não seria pior par o piloto? por exemplo não me lembro o ano mas Piquet usava a borracha Pirelli e não gostava e perdia pra outros que usavam borracha Good year, na verdade deveria ser aberto para as quatro fabricantes de pneus e cada equipe escolher seu fornecedor, essa coisa previsivel, todos param na volta 18 pra primeira troca, obrigado a usor os dois compostos, não poder colocar pneus diferentes no carro exemplo duros rodas direitas macios esquerda a criterio do piloto, ou seja liberdade na configuração do carro ou acerto como se dizia antigamento no tempo dos Faraós das corridas de Biga, enfim hoje tem muita restrição com a desculpa de diminuir custos mas ao contrario só aumenta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>