MENU

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 - 19:58Dica do dia, F-1

DICA DO DIA

O Marcelo Torrão mandou, e é espetacular — embora longo. Um documentário sobre a última corrida de Alonso pela Ferrari. Vale muito a pena ver. A segunda parte está aqui. Talvez eu já tenha pingado aqui. Se já, repeteco merecido.

28 comentários

  1. Zé Maria disse:

    Espetacular embora um tanto enigmático.
    Os mecas que nestes vídeos aparecem tão emocionados e tocados nos momentos finais do espanhol defendendo a Ferrari são os mesmos que este ano aparecem em câmera aberta meio que zoando o espanhol à cada retorno frustrante do mesmo ao pit lane, após a “enésima-primeira” mancada da McLaren!
    Outro dado curioso, das poucas vezes que aparece, Kimi permanece impávido e inerte, nenhum gesto, um grunhido que fosse, dirigido ao espanhol.

  2. Cláudio F1 disse:

    Bem, já que estamos falando de documentários e de Alonso, encontrei este aqui falando sobre seu regresso a McLaren: https://www.youtube.com/watch?v=Lhns8-UjOE4

  3. Rafael disse:

    Muito legal o vídeo. Existe ser humano ali.
    Quando o Fernando Alonso encontra o José de Arrivabene( perto de 27 min) a caminho do box me pareceu, ou tive a impressão, que o segundo já sabia que iria comandar a Ferrari e, em gesto, pareceu lamentar a saída de Alonso.

    O Marco Mattiacci não conseguia disfarçar a cara de bunda durante o final de semana da prova, parecia saber que ia rodar…

  4. Longines disse:

    Allez Alonso!! Piloto de fina estirpe!! um verdadeiro mágico num grid de pilotos de 1/2 tigela!

    • Paulo Pinto disse:

      Piloto de fina estirpe: Cingapura/2008 e Alemanha/2010, sem falar na ultrapassagem no percurso dos boxes e coisas e tais…

      Concordo com a última frase: só um verdadeiro mágico para conseguir a fama de “piloto mais completo do grid”, com apenas dois títulos em 14 temporadas disputadas.

      • Filipe disse:

        Paulo Pinto, você deve entender mais do que o Emerson Fittipaldi né? Emerson já falou isso inúmeras vezes. Alonso é o piloto mais completo do grid. Quem mais levaria aquela Ferrari de 2012 ao quase titulo no final do ano? Só um mágico, só Fernando Alonso amigo.

      • Paulo Pinto disse:

        Vettel QUASE conseguiu chegar ao pódio em Spa. Faltou pneu. Nos registros da FIA ele chegou em 12º lugar.
        Filipe, o “quase” significa que faltou algo essencial para se atingir um objetivo. No caso de Alonso, faltaram pontos.

        Tenho enorme respeito e admiração por Emerson. O nosso campeão mais simpático e centrado. Se o nosso “Rato” falou, tá falado! Só que eu não concordo (é um direto meu).

        Um abraço.

  5. Lucas Kitaura disse:

    O script pelo menos já está pronto. Para o filminho sobre a saída dele da McLaren, depois de uma campanha ainda mais trágica.

  6. Paulo Pinto disse:

    2010: tinha um russo no caminho…
    2011: cadê meu vice?
    2012: morri na praia (de novo!).
    2013: conquistei o tri!
    2014: vou para a McLaren-Honda, reviver antigas glórias…

  7. Oi? disse:

    O melhor pior piloto do mundo merece todas as homenagens. Afinal, conseguiu o mesmo que o Massa na Ferrari: ser vice.

  8. Giovani Jardim disse:

    Ótimo documentário, ótimo piloto.

  9. Paulo Pinto disse:

    Um piloto de ponta que faz 4 (QUATRO) poles em 96 (NOVENTA E SEIS) GPs, em uma equipe de ponta…

    …é genial em quê? Em vices?

  10. ba disse:

    Se a Globo realmente levasse a F-1 a sério (e não aquela patacoada ufanista), produziria uma dessas também. A vitória em 2006 em Interlagos e a perda do título de 2008 é suficiente para tornar o Massa uma peça memorável da história da Ferrari.
    No mais, excelente documentário!

    • Rafael Vieira disse:

      Já bati mta boca com amigos meus a respeito disso. Única saída para F1 melhorar é saindo da TV aberta. A Globo não precisa da F1 para viver, mas SporTV sim, ou seja, no dia que for para canal Fechado e esses tiverem que literalmente bater de porta em porta pra vender F1, mta coisa boa estará por vir. Digo isso pois estive um tempo a trabalho na Inglaterra e a transmissão na TV aberta já humilhava a nossa em meados dos anos 2000. Com o advento Internet, acompanho constantemente as transmissões da Sky e BBC, ambas britânicas e canais fechados, simplesmente a cobertura de um final de semana de GP é sensacional, inclusive dizem que a redução de público nos paddocks se dá por conta disso, pois mta gente não precisa mais estar in loco pra ter as infos que precisa, pois o trabalho dos caras é de outro mundo (eles tem acessos a qualquer lugar, falam com todo mundo, desde os pilotos até os mecanicos, possuem programas antes e depois das corridas).

  11. Segafredo disse:

    Depois de Ayrton…..o melhor que vi pilotar!!

  12. Guzz disse:

    Pode ter fama de mal caráter, e, até ser, não o conheço pessoalmente.
    Mas pra mim é o melhor da atualidade, desde que começou na Renault.

  13. Robson Leandro da Silva disse:

    Espetacular. Ainda mais levando em consideração como a F1 é fechada em relação ao que acontece nos bastidores.

  14. Rafael Vieira disse:

    Na boa, sei que o cara é um puta talento guiando, mas as inúmeras presepadas que ele se envolveu não consigo tolerar ele. Hoje vendo ele se arrastando com a Mclaren me faz rir muito. Alias, deixa eu listar as merdas que me recordo dele:
    – treta na Mclaren contra o novato Hamilton (lance de atrasar o pit foi dose).
    – Cingapura 2008 (o cara larga do fundo com tanque vazio, mas não sabia de nada. HAHAHA)
    – chororo constante no Radio pra ganhar posição dos companheiros e adversários (Massa, Petrov e afins)
    – situação de punições ridiculas que a ele não se aplica como aquela ultrapassagem em Monza no Vettel colocando as 4 rodas fora, um ano antes Vettel foi punido pelo mesmo.
    – Criticas externas a equipe (Ferrari) na qual deveria estar ajudando e não falando.

    Acho que tenho motivos para isso. rsrs

    • Manuel Gamallo disse:

      O sujeito sempre tripudia em cima dos companheiros, nessa ultima corrida dizer que foi sua melhor corrida em SPA e dizer que abriu 40 segundos , 1 segundo por volta em cima do companheiro que visivelmente tinha problemas na unidade de energia e de doer, nenhum piloto é santo mas esse ai é de uma canalhice sem tamanho.

      • Filipe disse:

        O Felipe Massa chama ele de irmão. Ele e Button tem uma ótima relação. Ele só é extremamente competitivo como era Schumacher e Senna que em Monaco uma vez quis andar tão mais rapido que Prost pra tentar dar uma volta nele, que acabou batendo.
        Não forcem a barra. Isso é porque ele bateu o Massa na Ferrari em todos os anos? Não fiquem brabinhos.

  15. Filipe disse:

    Fe-no-me-na-le, como como o chanou Andrea Stella uma vez pelo rádio ao final de uma corrida. Esse termo define bem esse cara. Um dos maiores da história, não só recente, mas de todos os tempos. Em uma época onde a Red Bull dominou, ele foi o único que impôs alguma dificuldade à Vettel. Não fosse ele, os campeonatos entre 2010-2014 teriam sido muito chatos. Pra mim, o melhor e mais completo piloto que pude ver correr. Espero que ainda corra por mais algum tempo porque fará muita falta quando se aposentar.

  16. Marques disse:

    Sensacional o documentário!

  17. Gastão Fráguas Fº disse:

    Flavinho,
    Incrível esse documentário, incrível esse Alonso!!!

    De tão fascinante, fica curto, bem curto, esse documentário! A F1 realmente é um mundo a parte….
    Abs

  18. Paulo Z disse:

    eu pagava pau pro Alonso qdo ele pilotava a renault azul e amarela…mas depois daquela presepada de 2008, em Cingapura, ficou difícil engolir viu!! Pobre Alonso…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>