MENU

segunda-feira, 28 de setembro de 2015 - 23:46F-1

SENNA X PIQUET

SÃO PAULO (eterna…) – Nem tudo foi ao ar no material que Ernesto Rodrigues gravou para produzir o especial dos 20 anos da morte de Senna para a Globo. Muita coisa acabou sendo usada no documentário que o Canal Brasil exibiu (os três episódios, para quem não viu, estão aqui) há alguns dias. Um trecho interessante é esse aí em cima: a histórica briga entre Senna e Piquet, no início de 1988. Foi o blogueiro Gomidez que indicou.

Há muitas lendas sobre o assunto, mas o jornalista Sérgio Rodrigues, então no “Jornal do Brasil”, esclarece tudo. Foi Ayrton quem começou, dando uma espetada gratuita em Nelson, então tricampeão mundial. Sumido havia algumas semanas, antes da esperada estreia na McLaren, falou que tinha dado um tempo nas entrevistas para dar chance a Piquet de aparecer um pouco, já que a imprensa só queria saber dele, Senna.

Nelson ouviu a moloecagem, ficou puto e respondeu com um coice. Falou que Ayrton tinha sumido para não explicar por que não gostava de mulher. Foi o maior bafafá.

Visto quase 30 anos depois, o bate-boca parece bobo e desnecessário — eu diria que impossível de acontecer nos dias de hoje, em que pilotos não falam “bom dia” para a esposa sem pedir autorização a um assessor. De fato, foi. Afinal, dois marmanjos se alfinetando, um chamando o outro de bicha, o outro chamando o um de bobão, tem cara mesmo de briga de escola.

Só sei que deu o maior ibope, ninguém falava em outra coisa. Ali nasceu uma das maiores inimizades da história do esporte mundial, envolvendo dois de seus maiores atletas. Ali os torcedores brasileiros se dividiram em sennistas e piquetistas. A rivalidade se sentia no ar.

E quer saber? Era o maior barato, essa época. Afinal, o que seria da vida sem as bobagens desnecessárias que nos dão motivo para conversar, debater, discutir?

87 comentários

  1. Marcio disse:

    O Senna sempre respeitou o Piquet no início de sua carreira, lembro até que ele votou em 1985 no Piquet como o melhor piloto do mundo numa eleição entre pilotos de F1. Numa entrevista para a 4 rodas o Senna ao ser perguntado sobre pilotos que ele mais temia, ele desconsiderava o Mansell com grande piloto e elogiava a pilotagem do Prost e também a do Piquet, porém criticava o Piquet como pessoa, acredito o mesmo vale para o Piquet o Piquet disse certa vez que se fosse chefe de equipe escolheria o Senna como piloto, Piquet junto com o Émerson também disseram numa entrevista para o Galvão Bueno e ambos colocaram o Senna como um dos melhores de todos os tempos. De repente de uns 10 anos para cá o Piuquet muda e começa a atacar tanto o Senna como o Fittipaldi, chamando o rato de vaselina, de ser lento por ter feito só 6 poles na carreira, de só querer aparecer na mídia. Muito triste, o Nelson precisa de ajuda psiquiátrica.

    • Lucas disse:

      Boa Noite
      Piquet sempre pegou sujo em vida com o Senna. Agora, com ele morto. Dizendo que ele sempre foi um piloto sujo e horrível. Piquet foi um grande piloto e acertador de carros, mas sempre foi um piloto muito aquém do Senna. Vi no youtube, grandes corridas de Piquet e uma grande corrida na chuva dele em que ele fez oito ultrapassagens, Em nenhuma lista. Piquet figura entre os dez melhores pilotos de todos os tempos.

  2. Leandro disse:

    Acompanho Formula 1 há 33 anos e vejo que a briga entre ambos não foi nada mais que uma busca por espaço : Em 84 quando Senna estreou Piquet já era bicampeão ,mas no entanto Senna mostrava um talento excepcional de maneira precoce e começava a ganhar espaço ,já sendo bicampeão Piquet precisava defender seu espaço ,pessoalmente não vejo como algo pessoal e sim uma busca por espaço.
    Mas acredito que ambos se respeitavam como pilotos ,pois um sabia muito bem do talento do outro ,tanto que um já se referiu ao outro como “excelente piloto ” em algumas ocasiões .
    De qualquer forma acho difícil que tenhamos um outro Senna ou um outro Piquet aqui no Brasil ,o que é uma pena .

  3. Josué disse:

    Só ratificando o trecho que o SR dono do blog afirma que a discussão de 88 começou com o Senna, isso é MENTIRA.
    Piquet foi questionado, assim que chegou na Lotus, do que faria para melhorar o carro. Sua resposta em forma de provocação foi “A primeira coisa que terei que fazer no carro será desinfetá-lo bem”.
    As afirmações precisam ser justas para ambos os lados. Senna nunca foi um santo e teve algumas atitudes ruins na carreira, mas por outro lado nunca respondeu ninguém à altura sem ser provocado.

    • Ly disse:

      Ô sabichão ( Josué )… Acho q vc se perdeu nas datas. Esse episódio do Piquet na Lotus, foi posterior ao do JB. E na verdade, na verdade, toda essa coisa, começou na estreia do Da Silva ( assim q era conhecido no início , mas marketing sabe como é né ? ) na F1, quando foi pegar umas dicas c/o Piquet e esse não deu a atenção que era esperada pelo Senna, ficou magoado e guardou essa mágoa para despejar no dia em q pudesse ( e conseguiu ) e quisesse. Esclarecido mundão ? Com uma enormidade de informações e fontes fidedignas, não se pode sair por aí postando qualquer bobagem não. E “vamos” parar de dar atenção ao lado emocional ( tirem as bandeirinhas dos corações, isso só ajuda na cegueira ) e “nos” ater a análise técnica. Pois piloto, piloto mesmo é aquele que vence corridas e campeonatos sem ter o melhor equipamento. Valeu !!
      ps – quando tem o 3º ou 4º melhor carro então, putz…

      • Robson disse:

        ôoo sabichão : Ayrton Senna Marketing ? Então a Globo iludiu o mundo inteiro ( Japoneses e Ingleses que o veneram). Tome cuidado com o que sai escrevendo por aí pra não falar asneiras. Nelson foi um grande acertador de carros e só: Não tinha o arrojo e técnica de Ayrton e muito menos carisma. O Cara nem figura entre os dez maiores da história !! Óbvio que devemos respeito e consideração por sua brilhante carreira, mas melhor que Senna ninguém nem o Shumy foi !

  4. mauro disse:

    nossa, parece briguinha de Marlene x Emilinha borba, chato pra caralho

  5. Muller disse:

    Numa dessas entrevistas do Galvão (acho que foi pra Playboy), ele conta uma versão um pouquinho diferente. Disse que esse mesmo repórter pergunta do sumiço, Senna responde aquilo, logo depois comentando que se tratava de uma brincadeira. Depois, comenta com o Galvão a “grandiosidade” da gozação e recebe um “acho que você se ferrou” de troco – e que Senna na verdade não acreditava que seria publicado.
    Vai saber em quem acreditar…

    E sobre Piquet, bem… Piquet nunca foi de querer amizade com ninguém como piloto lá na F1. Com Senna, mesmo, essa relação não era boa desde 82: pra mim Senna nutria uma admiração por ele. Em grande parte vem da formação garagista de Brasília, em parte pelo jeito moleque dele. Era a forma dele de se estabelecer num ambiente altamente competitivo e por vezes injusto da F1 – e sem assessorias de imprensa, na época.

  6. Motos Antigas disse:

    Nessa entrevista logo após o acidente de Senna Piquet fala tudo que pode ser dito sobre o infeliz acontecimento.
    Piquet Live.
    https://www.youtube.com/watch?t=270&v=LvdPXbYXsaU

    http://125ecia.blogspot.com.br/

  7. João disse:

    Piquet sempre falou o que dava na telha. Senna era das frases feitas.

  8. Cristian disse:

    Piquet era muito bom alfinetando os outros… Quando o pimpolho dele fracassou na F1, tudo tinha uma desculpa. Nelson e Senna, dois mestres das pistas, sendo que Senna era mais veloz (não necessariamente mais inteligente). Mas Senna com aquela aura de Deus (que não era só no Brasil não) e Piquet com aquele jeito babaca ironizando tudo e todos, são os pilotos mais importantes do Brasil, juntos com o Rato. Esse sim, um RP, perfeito.

  9. perna quebrada disse:

    Esse foi o melhor episódio até agora, teve o FG falando do Senna malufista e blindado pela Globo, e da briga do Piquet e do Senna.

    Pena que faltem as imagéns das corridas… A FIA deve cobrar uma fortuna pra liberar…

  10. Marcelo disse:

    É, mas o Piquet não inventou nada, disse que o assunto corria solto no paddock “rapaz jovem e famoso, cheio de mulher bonita em volta”, mas o que todos observam é Senna andando um amigo pra cima e pra baixo. Fofoca tem em todo lugar, dentro da F-1 não ia ser diferente…e o mais curioso, geralmente são as mulheres quem mais observam esses comportamentos.

    Li uma vez em algum lugar que Prost e Piquet viviam tirando onda nos boxes sobre esse assunto. Senna estava mordido ao final de 87, nem com o fantástico motor Honda chegou ao título na Lotus. Ayrton não respeitou o momento de glória do novo tricampeão…devia ter ficado calado, foi tirar onda…deu no que deu, acabou saindo como viado na história. O curioso é que Senna não foi resolver a coisa no “braço”…acabou apelando para a justiça. Outro detalhe, Piquet tinha fechado com a Lotus por 10 milhões de dólares por ano, Senna teve que jogar na “moedinha” com Ron Dennis se ia ganhar um milhão e meio ou não…Dennis ganhou a aposta e Senna ficou com um milhão por ano. Senna tinha bons motivos pra estar com ódio de Piquet…pura dor de cotovelo, mas como diz Galvão o choro é livre…

    Piquet e Prost já eram pilotos consagrados, o próprio Piquet disse que Senna tinha que esperar a sua vez na F-1. Ayrton tinha que levantar as mãos para o céu por existir Piquet e Prost na F-1. Senna só foi campeão na Mclaren porque pegou tudo pronto, o time era o mais organizado da época. Em 87, Prost e Nichols aperfeiçoaram o que já era bom na Mclaren, o chassis. Quando chegou o motor Honda desenvolvido por Piquet na Williams, o carro virou um foguete… e Senna ainda dependeu dos descartes pra bater o francês em 88, porque na pista e nos resultados…Prost foi o melhor(veja a tabela). Senna ainda jogou o carro em cima do francês pra ser bicampeão. E no tricampeonato teve toda equipe Mclaren apoiando, Berger não passava de um capacho.

    Sou mais o tri de Piquet!!!!!!! Foi campeão sem depender de regulamento de descartes. Foi bicampeão sem jogar carro em cima de rival. Foi tricampeão com a equipe Williams boicotando, e com Mansell sendo a pedreira dentro do time.

    Senna teve a Globosta do lado??? Sim, mas isso não vale nada dentro da pista, quem foi o verdadeiro tricampeão na F-1 para o Brasil? Senna ou Piquet? Nelsão nunca precisou pegar nada pronto pra chegar aos títulos…muito menos precisou jogar carro em cima de rivais. Senna fez isso na F-3 e na Formula Um…costumo dizer que Schumacher tem seis títulos, Prost três e Senna dois…e olha que estou sendo bonzinho porque ganhar título com regulamento a favor, pra mim não vale nada. O título fica bem ‘artificial’, o que vale é bater o rival na pista. Prost fez primeiro se segundo em todas corridas que terminou em 88, não cometeu uma única barbeiragem, só abandonou duas provas por problemas mecânicos…

    “ahh, mas o Senna mereceu o título porque fez 13 poles, e venceu uma corrida a mais que Prost”…é, mas nessa época o que valia era a regularidade, a soma de pontos.

    Observem a temporada de 1987, Mansell fez o dobro de poles e vitórias que Piquet, mas advinha quem teve que descontar pontos no final? Piquet fez 76 pontos e descontou 3, nem assim perdeu o título…agora, Prost perder 18 pontos em 88, pra mim foi uma grande piada. Esse regulamento de descartes era tão bizarro que foi banido da F-1. Somente dois pilotos levaram título dessa forma, Surtees e Senna…título tem que ser decidido na pista e não pelo regulamento!!!

    • Zé Maria disse:

      Assinando embaixo!
      Perfeitas as suas colocações!

    • jonas disse:

      Na verdade, o que pouca gente lembra ou sabe é que, semanas antes daquele episódio, tinha saído uma matéria numa revista italiana falando sobre um tal assessor de Senna, conhecido Júnior, que andava pra cima e pra baixo com ele. A matéria dizia que o Galvão tinha aconselhado Senna a contratar a modelo brasileira Marjore Andrade como assessora, porque a relação com o tal Júnior tava pegando mal. Até acho que as insinuação da revista eram fantasiosas. Mas, naquela época, tava claro pra quem conhecia a estória, que Piquet quis foi aproveitar para tirar sarro com a cara de Senna e dizer que o sumiço dele era pra não precisar responder às insinuações da revista.

    • Segafredo disse:

      Vc deve ser torcedor do Schumacher,(o dick vigarista) kkkk venceu em 94 fora do regulamento……………deixa de onda!! regulamento existe em todas as categorias é servem para serem seguidos…..mas o principal é que ele se aplica à todos! Quando se inicia um campeonato todos estão ciente….e se Senna tivesse perdido da mesma forma? Vc não estaria escrevendo asneira aqui…..pitoco!!

    • Josué disse:

      Vindo de um nítido torcedor de Piquet….. chega a soar engraçado essas afirmações

    • Robson disse:

      O Senna no Brasil é produto da Globo? E no mundo é quem ? nunca li tanta bobagem querendo desmerecer um pra merecer o outro. Senna era mais técnico e veloz sim ( não tinha obrigação de ser mecânico) pois estamos falando aqui dentro das pistas,e dentro das pistas nenhum outro foi tão brilhante e avassalador, e nenhum outro tão bom em condições de pista ruim.

      Senna só descontou o roubo contra ele no ano anterior ou deu amnésia em você nessa data ? Prost além de jogar o carro contra ele. ainda contou com a ajuda do presidente da FIA que recente revelou que aquele titúlo moralmente foi do Senna. Senna ainda voltou pra vencer apesar de tudo.

      Alguma emissora tinha que transmitir né? outra coisa : Piquet não tinha o mesmo carisma, e Senna é considerado em todas as listas do mundo o melhor ou segundo melhor enquanto Piquet não aparece nem entre os 10, então pare de escrever bobagens. Óbvio que o Piquet foi top, é do Brasil etc, mas não ofi o melhor !

  11. Sennista disse:

    Queria saber que raiva é essa que o Flávio tem do Único, eterno, inigualável, incomparável, melhor de todos os tempos SEEEEENNNNNNA DO BRAAAAAASSSSIIIIIIL? Porque isso caro escriba? Ele não deu à vc uma entrevista? O capacete? O macacão? Algum brinde? Por favor diga?

  12. Gus disse:

    Já li o livro, é uma história tão tola (duas crianças, Senna e Piquet) que não vale a pena revisitar…

  13. Figo disse:

    Lembro que tinha o Autorama Senna X Piquet.

  14. Jonny'O disse:

    As pessoas tem interesse nos seus iguais, eles eram diferentes, o santo não batia, meia duzia de palavras foi o suficiente pra distancia-los, claro tem o lado do ego também.

    Os mais brasucas se identificavam com o Senna, os menos com o Piquet e todos gostavam do Emerson ……….. o que inventou a roda.

  15. Rogério disse:

    Acho que o Senna foi o primeiro grande marqueteiro da F1, senão do esporte mundial. E não acho que isso o desabone. Ganhou dinheiro prá caramba com isso. Já Piquet, não era nem um pouco marqueteiro. Lembro quando pergutaram para ele à quem ele dedicava o titulo (não lembro se foi o primeiro ou o segundo), esperando algo como “ao sofrido povo brasileiro”, ele respondeu na lata “a mim e a mais ninguem” talvez não exatamente com estas palavras, afinal já estou começando a ficar velho e desmemoriado….
    Lembro-me bem quando Senna veio com a historia de dar espaço ao Piquet. E também da resposta do Piquet. E do rolo todo que se seguiu.
    Não achava ruim. Era divertido. Divertido ouvir o Piquet dizer que o Mansell era a besta mais rapida que ele conhecia e outras merdas mais. Hoje o “politicamente correto” está tornando o mundo e não só a F1 muito chato.

  16. José Brabham disse:

    Lembro de ter lido as reportagens citadas no JB. Foi assim mesmo. Senna fez uma gracinha e Nélson rebateu da maneira que ele achou melhor. É estranho que, se for feita uma enquete, 99% das pessoas vão afirmar com certeza que a provocação foi feita primeira por Piquet.

    • Zé Maria disse:

      Assinando embaixo. . .

    • Paulo Pinto disse:

      Mais um exemplo de superação de Alex Zanardi. Palmas para ele.

      JR, o caso aqui é outro. É a eterna disputa entre “viúvas” e “piquetetes” que, mergulhadas em fofocarias, acusações e calúnias, procuram mostrar fatos e provar mitos.
      Não entendem que ambos foram pilotos igualmente tricampeões (além de patrícios), mas diferentes em seu modo de conduzirem as próprias carreiras.

  17. Trapizomba disse:

    Nao foi nesse ano que o Senna saiu de ferias junto com o Principe Albert de Monaco?

  18. João Eduardo disse:

    Velho ditado, fala o que quer ouve o que não quer. Ayrton podia ficar de boca fechada sabendo com quem estava mexendo. E Nelson respondeu. Claro que a imprensa de fofoca adora isso, vende jornal. Simples

  19. Julio disse:

    Show! Dois otimos pilotos, Senna foi tirar onda e levou uma bordoada! Queria o que? Flores do Nelson?. Nao querendo mais “falar” o nome do Piquet só provou que era uma Bichona mesmo!

  20. Simples disse:

    Nelson foi mal nessa, foda-se se o cara dava a bunda ou não. Deu uma apelada desnecessária. Fato é que a presença de Senna sempre incomodou o Piquet, não só pela maior presença na mídia, mas principalmente, pela maior velocidade dentro da pista.

  21. Antonio disse:

    Graças a Deus eu vivi na época em que o “politicamente correto” ainda não havia sido inventado.

  22. Elmo disse:

    Já vi o Reginaldo Leme dizendo que a relação entre os dois já não era nada boa bem antes disso. Li também em uma biografia do Senna que, quando foi para a Europa, ele chegou a bater na pirta do Piquet, em busca de aconselhamento, e que o Nelson não teria demonstrado muito interesse em ajudar o compatriota. Essas coisas marcam. Assim como no dia em que o Senna recusou-se a dar um autógtrafo ao pequeno Massa também marcou o Felipe.

  23. Zeduardo disse:

    Eu ouvi que o “porta voz” foi o Zampa, que gostava de ver o circo pegar fogo.
    Alguém sabe se é verdade ?

  24. Brabham-5 disse:

    Embora eu seja “do lado Piquet” da torcida, acho que esse papo de briga/rivalidade entre os dois já deu né?
    E dependendo da “fonte” ou da emissora/grupo de comunicação a versão dos fatos sempre será MUITO tendenciosa. Falo isso numa boa, sem ressentimentos. Isso é fato.
    É assim que “funciona” no Brasil. Veja como “alugam”, usam, vendem e lucram com a “exclusividade” sobre certos idolos atuais…
    Enfim, falando de Piquet e Senna, encontrei uma pagina do facebook que tem ótimas fotos da F1 clássica dos anos 70 e 80.
    Quero compartilhar com vocês 3 dessas fotos. As duas primeiras com Senna e Piquet CONVERSANDO. E uma outra impagável de James Hunt sentado na Ferrari de Lauda “tirando um sarro” sob olhares do austríaco. Essa imagem não existe no filme “Rush”.
    As vezes as rivalidades não são tão “odiosas” assim…
    Ainda acho que Piquet e Senna poderiam ter algum grau de “amizade” depois de aposentados, mas claro, bem distante, e com direito a muitas cutucadas.
    Mas a morte do AS mudou o rumo das coisas. Ficou do jeito que estava.
    Seguem os links das fotos:

    https://www.facebook.com/corridasdeontem/photos/pb.803781243032435.-2207520000.1443541332./871625222914703/?type=3&theater

    https://www.facebook.com/corridasdeontem/photos/pb.803781243032435.-2207520000.1443541332./871625196248039/?type=3&theater

    https://www.facebook.com/corridasdeontem/photos/pb.803781243032435.-2207520000.1443541330./884874224923136/?type=3&theater

  25. Pdr Rms disse:

    Na verdade antes dessa declaração do Senna, o Piquet havia declarado em uma entrevista a Grid especial do Tricampeonato (tenho a revista) que “se ele fosse campeão pela Lotus, o Senna daria um tiro no ouvido”. O Senna não gostou da declaração e ficou esperando a pré temporada toda uma oportunidade para dar o troco.

  26. Engraçado… Quando isso aconteceu, 1988, eu tinha 10 anos.

    Lembro que sempre quis ler ou ver Senna falando sobre Piquet. Não conseguia. De tanto procurar, achava coisas antigas, até a fase dele na Lotus.

    Exceção feita quando Senna deu entrevista exclusiva ao Galvão, se não me engano em 1990. Galvão instigou:

    “Palavras suas sobre Nelson Piquet!”

    Senna fez uma cara de “que saco” e respondeu:

    “Um grande piloto, três títulos mundias. Um grande piloto.”

    E para minha decepção ficou nisso.

    Explicado o porquê nesse vídeo.

  27. André Fonseca disse:

    Já pensaram nos dois dividindo a mesma equipe???

    No lugar do Prost, o Piquet no final dos anos 80 na Mclaren???

    Ia acabar em porrada ou em morte…

    Teríamos ainda mais rivalidade!!!

  28. Concordo. Era e é legal. O problema é o público idiota que insiste em não levar como brincadeira, que insiste no desrespeito.

    A briga pode ter se tornado pública aí, mas o Senna já era meio ‘mordido’ com o Piquet por conta do episódio da Brabham.

    Reginaldo Leme conta que Senna ia atrás do Piquet para conversar, pedir conselhos, ficar próximo, mas Nelson não dava a mínima para o novato.

    E aí teve o episódio do veto na Brabham, que Piquet jura que não houve e Senna jurava que existiu.

    Ecclestone disse que Piquet foi até a Parmalat para que o outro brasileiro não fosse contratado.

    Senna bicudo, deu início à briga pública.

    Desde pequeno torci pelo Piquet, mas acho que Senna foi mais piloto.

    E Schumacher melhor que ambos.

  29. Francês disse:

    Engraçado. O Piquet errou feio. Devia ter dito que Senna e Galvão eram um casal. Ae sim. Viviam juntos. Ma enoja, a forma como Galvão e a marca Senna, Globo, formaram essa idolatria nefasta, e deturparam todos os feitos de Piquet. Covardia pura, lavagem cerebral na nova geração, que não teve o privilégio de ver estes caras correndo ao vivo. Senna sempre foi primeiro piloto. Piquet não. Piquet tapeou Mansel e a willians inteira passando acertos errados do seu carro, para eles, e assim se sagrou campeão. O Senna não representa o brasileiro. Uma pessoa que chegava de chofer para treinar de Kart, nunca precisou ficar na fila de emprego, fila da carne, fila do SUS. Senna bradava a bandeira do Brasil, mas nem ao menos sabia o que era ser brasileiro. NIsso acho o Piquet mais honesto. Todos estes caras fazem parte de uma elite. Filhos de políticos, empresários e não refletem o que é o Brasil, muitas vezes usam a bandeira do Brasil para se promover. “Ohhhhh, olhem só, Senna, um fodido que saiu daquele país selvagem, e ainda se tornou campeão, esse cara sim é incrível”. Quase como uma autopromoção. Infelizmente vivemos num país de idólatras, onde as pessoas esquecem facilmente sua história , seu passado. Esse é o problema no Brasil. Você dificilmente vai ver isso na Europa. Falei.

    • perna quebrada disse:

      Quanto ao Galvão, ele me parece as vezes uma das pessoas mais arrogantes e prepotentes que já vi.
      Ontem ele passou uns dez minutos humilhando o Arnaldo Cezar Coelho no Bem Amigos. O coitado ainda pedia ajuda dos “amigos” mas todo mundo ficou pianinho com medo do capo.

      A sua defesa do Piquet é um tanto quanto exagerada, né…
      Fila da carne…
      Parece até que o Piquet nasceu na favela…

    • Josué disse:

      O F…. daqui é esses caras que para defender um, querem pisar no outro. Com todo respeito, vai dormir cara!
      Piquet, filho de médico, foi pra Brasília pq o pai virou político, vai dizer que teve que ir pro SUS ou pra fila da carne? Piquet só passou dificuldades no início pq seu pai NÃO QUERIA que ele fosse piloto e não contribuiu com nenhum centavo pra fazer a vontade do filho. Não era pq Piquet era pobre não. Fico p….. da vida com esses fãs que nem sequer procuram averiguar a história de seus ídolos, e já saem falando m…. dos outros pilotos.
      Outro Piquetista aqui disse que Senna só ganhou em 88 por causa do regulamento. O regulamento de 88 era só pra um piloto? Pq o Prost não se adequou ao que as equipes acertaram? É muita asneira caras…..
      Piquet, um grande nome, que era malandro e usou essa molecagem dele pra tentar atingir psicologicamente o Senna que, como um menino inocente, vivia caindo. Simplesmente isso.

  30. Tiao disse:

    E 20 anos depois Bruno Senna dá aquela mão pra Piquet Jr ser campeão na FE…

  31. Thiago Leal disse:

    Putz, então foi o Senna quem ACABOL COM A PAS! Que molecagem, Ayrton… :P
    Sim, apesar de ser uma tremenda babaquice, dois caba véio batendo boca pela imprensa feito dois moleques de escola, pelo menos era divertido. Hoje tá muito sem graça, o esporte brasileiro (e, muitas vezes, mundial) em geral. Ninguém mais tem coragem de tirar onda, os caras “se respeitam” muito, com medo de queimar a língua, essas coisas. Nos anos 90, Túlio chegava dizendo que ia calar a boca do Romário, do Ézio e do Valdir e seria ele o artilheiro do Estadual do RJ. Hoje, jogador já chega elogiando o rival, “com todo respeito”, “com humildade”, “fé em Deus” etc. Muito sem graça. Com todos os defeitos que possa ter, pelo menos o Eurico ainda se dá a essas fanfarronices sem medo de dar merda depois.

  32. jovino disse:

    Tudo baboseira. tem que ouvir pessoalmente o que o Piquet diz e tem coisa que muitos duvidariam. Jovino

  33. Paulo Emilio disse:

    Não sou fã de nenhum deles ! Meu ídolo eterno é o Emerson Fittipaldi , por tudo o que ele fez no Brasil , desde o Formula Vê e no exterior, até 1978 no Rio ! Basta para mim ! Agora me perdoem as viúvas do piloto do bone do Banco Nacional mas aquele episodio da Xuxa desfilando em Monaco, após convocação urgente da Venus Platinada, para limpar a barra do campeão devido aos boatos foi no mínimo ridículo !

  34. Tag Heuer disse:

    Assistindo ao 3º episódio, pude perceber novamente a inconformidade de FG no trato com Ayrton Senna…..como sua antipatia floresce nas palavras, querendo desmerecê-lo ou coisa desse tipo!

  35. Paulo disse:

    A edição desse documentário no Canal Brasil ficou MUITO melhor que a pachecada da Globo.

  36. Luciano Adjafre disse:

    Minha memória é péssima para lembrar quando e onde, mas sei que antes desse episódio do final de 1988, em um determinado GP – acho que em 1986 ou 1987 -o carro de Senna quebrou ele ficou por ali assistindo ao restante da corrida. Piquet e Mansell duelavam arduamente, e Senna declarou à imprensa que ficara lá torcendo por Piquet. Informado do fato, Nelson, muito deselegantemente, soltou que Senna estava torcendo era para que ele e Mansell batessem um no outro e ambos ficassem fora da prova. Quando soube disso, Senna ficou p. da vida. Acho que a inimizade nasceu nesse momento. Sou piquetista e nunca fui muito fã de Senna, embora reconheça seu descomunal talento, mas acredito que Senna foi sincero quando declarou que estava torcendo pelo Piquet. Senna sempre foi muito a favor do Brasil, e Piquet, ali, era o Brasil.

  37. Murilo C. disse:

    Resumindo: o Senna não sabia brincar.

    ‘Passarinho que come pedra sabe o c* que tem’

  38. Thiago Azevedo disse:

    Essas farpas deram trabalho pra você, né Gomo? hehehe
    Por causa delas você perde boa parte do tempo excluindo os textos de nós leitores que passamos da linha nos posts sobre eles ou até de outros que de alguma forma são influenciados (sobre o Schumacão, por exemplo).

    Pela preocupação exagerada que tinha com a imagem, se o Senna soubesse que geraria tanta confusão, não teria feito isso. Vacilão.

    E ainda vai mexer com o Piquet!

  39. Plinio disse:

    O Piquet é garantia de diversão e o Senna era muito melindroso.

  40. Virgo disse:

    O que seria a vida sem essas coisas desnecessárias, futeis, vãs? Essa coisa insossa chamada “politicamente correto” com que enchem o nosso saco todo dia. Não se pode mais dizer ‘anão’(convenhamos, verticalmente prejudicado é de f…), deficiente físico, negão (mas eles se chamam de ‘negão’ entre si), branquelo, bicha, não se pode falar mal de ninguém, nem do PT… dá licença, viu, ô mundo de chatos

  41. Rafael Chinini disse:

    quem fala o que quer ouve o que não quer né?!
    Mas ao meu ver, o tom do que o Senna falou não foi de deboche ou coisa assim, foi uma brincadeira leve, até irônico. o Jornal botou pimenta e ai o Nelsão não mediu as palavras! kkkkkkk

  42. Emmanuel disse:

    O Senna, mito, é inatacável, por que passou para o imaginário popular brasileiro como símbolo da perfeição. Contra este viés não cabem argumentos.
    Já o Senna piloto e pessoa tinha sim, vários defeitos.
    Vejamos, no início de 88 Piquet era tricampeão mundial e estava no top 05 de qualquer critério na categoria: vitórias, títulos, polés, pontos, voltas na liderança, etc.
    Senna era um bom piloto, mas em três anos de Lotus não tinha de fato disputado um título até o final e tinha seis vitórias apenas.
    Com quatro anos de F 1, Piquet ja era bi-campeão e uma vez vice, com a Brabham, com um carro que longe era de ser o melhor, tanto que nunca foi campeão dd construtores nesse período.
    Então, na época, e eu vi isso, era um absurdo o comentário gratuito de Senna, que ainda teve chance de voltar atras mas insistiu na provocação.
    Ai levou o troco, no melhor estilo Piquet.
    Ocorre que depois de 88 a F 1 nunca mais foi a mesma, e Piquet, que tinha recusado a Mclaren, abrindo vaga para Senna, acabou levando gato por lebre na lotus!

    • Josué disse:

      Só uma correção: em quatro anos de F1, Piquet conquistou 1 título, e não dois. Ele começou em 1978 e em 1979, 80, 81 e 82 não constam dois canecos pra ele.
      Seja justo ao afirmar que Senna na Lotus não disputou nenhum título. A Lotus era a terceira força do grid. Se fosse assim, Massa e Bottas estariam disputando o título hj tbm. Não é por aí…..
      Realmente concordo que o comentário do Senna foi desnecessário, mas esse não foi o início da confusão; na verdade foi uma resposta a provocação de Nelson sobre “desinfetar o Lotus”.

  43. Estou assistindo o documentario por causa deste post seu. Pausei depois de seu depoimento que veio depois do depoimento do Giorgio Piola. Continuando a entrevista com o bloguero (rsrs), você conhece o Giorgio Piola? E o Ezio Zermiani? E o Mario Poltronieri? Minha avaliação superficial e incompetente sobre eles:
    Piola é a competencia;
    Zermiani a garra, a simpatia e o Piquetismo;
    Poltronieri: a voz de umas belissimas temporadas;
    Flavio Gomes: me faz lembrar tudo isto com competencia, simpatia e diversão.

  44. pedro araujo disse:

    ah, vamos combinar: o senna nem era campeao ainda e foi bulir justo com o malaco do piquet, recém tri campeao?

    nao sabia onde estava se metendo. interessante observar duas coisas:

    como o senna ficou “abalado” com a “calúnia” (como diriam o joao penca e seus miquinhos amestrados naquela música),

    e como ele já naquela época era muito proximo do galvao. um jornalista nao pode ser tao proximo do seu “objeto de trabalho”, isso turva a objetividade e a imparcialidade quando existe uma critica a ser feita. nao é à toa que o senna sempre foi tão blindado. por outro lado, é notório o fato do piquet ter sido ignorado pela mídia antes de ser campeão, e mesmo depois nunca teve uma preocupação muito grande com marketing ou com a auto promoção (o que na verdade é um handicap, pois sem marketing nao se consegue patrocinios melhores…)

    no final das contas ambos os pilotos estavam certos nas “alfinetações”. o piquet sempre foi ignorado pela mídia nao especializada, e o senna… bem, o senna… (infelizmente este assunto macula a imgem de senna como santo/herói, portanto é e sempre será um tabu. mas esse assunto nunca vai macular a imagem do excepcional atleta e piloto que o cara foi).

    no mais, sao fatores que nao tiram nada do valor que ambos sempre tiveram como dois dos melhores que ja correram de F1.

    • Segafredo disse:

      ….então vc realmente acreditou nas palavras de Piquet..?? Vai FG…..conseguiu mais um post polemico…kkk!!

      • pedro araújo disse:

        não é questão de acreditar nas palavras do piquet. é simplesmente tratar a homossexualidade como um fato da vida. coloquei nas entrelinhas o fato de que a sociedade (ainda) trata o fato de um ídolo ser homossexual como um fator diminuidor da figura idolatrada. ainda temos muito o que avançar.

      • Segafredo disse:

        Cara…..vc realmente acredita que Senna foi homossexual??…..kkkkk….pela amor!! deixa de ser mané, qqr um sabe que foi o jeito que Piquet achou pra foder com Ayrton…..

      • pedro araujo disse:

        impressionante.

        meu ponto principal é que não importa se o ayrton ou o nelson angelo ou o weber sejam/foram gays ou não.

        mas vocês continuam nessa de “não é possível que ele seja/foi gay, ele é macho pracaralho, ele comia a xuxa e a galisteu etc etc etc”

        e daí? vai macular o legado do senna?

        eu acho que não. se vocês acham que sim, o problema é de vocês.

      • Josué disse:

        Acho que esse Pedro está defendendo a tese de que Senna era gay com tanto afinco, pq ele mesmo deve ser gay tbm…

    • Alfredo Aguiar disse:

      O que eu penso é que você faz ilações. No entanto a resposta pode ser ainda pior. Pra quem chamou o outro de gay como resposta por uma brincadeira, Ter um filho como o nelsinho deve ter sido praga do Senna.

      • pedro araújo disse:

        Idem para esta observação. Não é ilação. Na época, assim como hoje, sair do armário é um custo muito grande pro(a) sujeito(a). Na família, com os amigos, e especialmente com o trabalho.
        Mas cada vez que uma figura pública vinda de um meio tradicionalista se assume, é um passo a mais pra gente se acostumar com um fato que vem desde que o mundo é mundo (desde os gregos, pelo menos). Mas como é sempre uma situação muito difícil, não dá pra gente esperar essa postura de todos.
        No mais, quem acompanha e tem notícia de bastidores sabe de diversos “casos suspeitos”, de vários e vários atletas. Nenhum é pior ou melhor por ser ou não gay, ou por contar ou não contar que é.
        Quanto ao Nelson Angelo, tenho certeza que o Piquet tem muito orgulho do filho. Mesmo depois de Cingapura. Interessante que na época parece que o pai não estava acompanhando o filho nas corridas por causa do tratamento no coração. Se meu pai tivesse na mesma situação, escolheria ter perdido o aconselhamento em troca da saúde do meu velho. Foda-se a F1, o pai dele está vivo e bem. Foi uma barganha, como canta o Pete Townsend.

      • perna quebrada disse:

        Bom Pedro, se basta a palavra de alguém para que uma informação seja verdadeira, o Nelsinho também é gay segundo o Briatore:

        http://esportefinal.cartacapital.com.br/briga-entre-nelsinho-e-briatore-leva-f-1-a-seu-mais-baixo-nivel/

      • Alfredo Aguiar disse:

        Meu caro Pedro, Não falo sobre o caso de Cingapura. Mas de o Piquet chamar o Senna de gay, dizer que se tivesse piloto gay na F1 ele comia. E ter um filho viado.

      • pedro araujo disse:

        caro “perna quebrada”: o texto da Carta Capital já traz o mesmo argumento que defendo:

        “(…) se Nelsinho é gay ou não, isso nada tem a ver com o escândalo em que ambos estão metidos até o pescoço neste momento.”

        estou colocando bem claro aqui que as preocupações sobre senna ser ou não gay ganham uma importância maior por se tratar de um ídolo nacional. o caso do resto dos pilotos seria uma questão de “calúnia”.

        a gente ainda tá muito atrasado. sujeito acusado de ser gay se sente caluniado, sujeitos acusados de corrupção dirigem as duas casas do congresso.

        no mais, muito interessante a defesa automática da “hombridade” do sujeito por gente que “conhece” o senna só pelas descrições do galvão bueno e pelos especiais do globo repórter… como se houvesse um medo ou um risco de se macular o legado do senna.

        recomendo uma revisão de conceitos. até porque às vezes o diferente está muito mais próximo do que a gente pode imaginar.

      • pedro araujo disse:

        Meu caro Alfredo, se você acha que ter um filho gay é resultado de praga de alguém, eu sinto muito por você.

    • Leonardo Mazzoco disse:

      Tanto faz se A. Senna era homossexual ou não; mas o fato é que a conversa rolava no paddock; acredito que Senna não era, talvez fosse tímido, talvez retraído; entretanto, um jornalista sério, Luiz Carlos Alborghetti, certa vez comentou em seu programa de rádio sobre isso. O cara já estava idoso, já tinha criado fama, logo, não precisaria dizer isso para ganhar ibope ou aparecer. Contou uma história que o contaram, sobre um flagra que deram no Ayrton.

      • Flavio Gomes disse:

        Alborghetti sério?

      • Leonardo Mazzoco disse:

        Alborghetti tinha um programa de rádio online, na época acompanhava todos os dias, pois sou grande admirador.
        Contou que pegaram Ayrton em um Iate; um colega apresentador até tentou dar umas indiretas pra ele ficar quieto, não contar nada, mas o Mestre Dalborgha tinha a língua solta; enfim, pra mim tanto faz se ele era ou não; mas na época havia certo tabu em relação a isso. Tem um papo também que o primeiro casamento do Senna foi anulado, mas esses processos rolam em segredo de justiça.
        Quando começo a ler essas coisas de bastidores não consigo parar. É igual um crack.
        Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>