MENU

quinta-feira, 8 de outubro de 2015 - 19:07F-1

DESTE MÊS NÃO PASSA

SÃO PAULO (vai ficar, acho)Até o fim de outubro Didi Mateschitz (queria que saísse só para eu não ter mais de escrever esse sobrenome, nunca acerto de primeira) decide se Ford, ou sai de Simca. É o prazo que o dono da Red Bull estabeleceu para informar o que será feito de suas duas equipes na F-1.

O homem das latinhas assegura que ainda negocia com a Mercedes — e não com Toto Wolff, o buraco, pelo jeito, é mais embaixo. E tem a Ferrari na fita, claro.

Eu não consigo acreditar que o cara vai simplesmente jogar tudo para o alto. Mas já pensei isso, em algum momento. Hoje, acho que está tentando uma solução que mantenha os dois times minimamente competitivos.

Mas não deve ter grandes esperanças quanto a isso. Estamos em outubro e nem os técnicos da Red Bull, nem os da Toro Rosso sabem qual motor vão espetar em seus carros no ano que vem. É muito pouco tempo para adaptar tudo.

Mesmo ficando, os dois times terão tempos difíceis pela frente. De qualquer forma, a novela está chata. Pior que a do técnico do São Paulo.

22 comentários

  1. Marcos Henrique Reis disse:

    Ah, Gomes!

    Tu põe apelido em todo mundo… Chama ele de MasterShit e tá tudo certo!

  2. Moa Canadá disse:

    Flávio, no meu ponto de vista, a Redbull sempre foieio descriminada na F1 por não ser uma Garagistas ou pelo menos uma empresa Automotiva! Não só pelos “RBR” e “TRS” da Globo… Mas pelo jeito q era vista e tradada antes, e mesmo durante, a grande sequência de Títulos… Queria ou não, a F1 eh um grande grupinho fechado…

  3. Gustavo Segamarchi disse:

    O Didi deveria olhar com carinho para a F-E também.

    Claro que F1 é F1. Mas, a F-E está ganhando o seu espaço, e no futuro será uma baita plataforma de marketing.

  4. Kleber "ChapZ" disse:

    Vale lembrar que a última equipe que teve que adaptar um motor “as pressas” pra um carro, foi a Brawn GP. Então eu não duvido de mais nada.

  5. Mario Gasparotto disse:

    Pra mim não farão falta alguma. Eles, Helmut Marko e o Christian Horner que passem a vender latinhas de Red Bull para o Didi Mateschitz! E os seus pilotos que foram pau mandados em achincalhar os motores Renault que saiam por ai pedindo esmola pra correr no ano que vem!

  6. RAFAEL disse:

    DIZEM QUE SE ELE PICAR A MULA, TEM UMA MULTA QUE GIRA NA CASA DE $ 1 BI DE OBAMAS, MAS SE FICAR, ELE GASTA ISSO EM DOIS ANOS COM AS DUAS EQUIPES…SEI NÃO…SE FOSSE ELE, PICA A MULA E ME MANDAVA PRA FORMULA “E” E PARA A INDY…

  7. BackGrid disse:

    Sejamos sinceros, depois do VanDerGate, as novelas deste ano estão mais atrapalhando a temporada do que ajudando

    Não que a temporada esteja assim MUUUITO legal… Afinal o título dos construtores já fecha esse fim de semana e o Hamilton só perde esse campeonato se alguém meter um Prost1989 ou um Senna1990 pra cima dele…
    (Não vai ser o Rosberg, por que pra isso ele precisaria pelo menos CHEGAR no Hamilton…)

  8. Igor Dusse disse:

    Eu acredito que a forma como a Red Bull brigou com a Renault influencia na dificuldade deles conseguirem um novo motor.

  9. André Fonseca disse:

    Uma das equipes mais legais que já apareceu na F1 não pode sair!!!

    Acredito que deve se acertar com a Mercedes, mesmo que a “unidade de potência” seja um “modelo antigo” do que a própria equipe Mercedes usa. Afinal, é melhor ter um Mercedes antigo empurrando o carro da Red Bul do que o melhor Ferrari…

  10. Américo Gameiro Filho disse:

    Flavio, tem uma multa gigantesca para cada equipe que ele tirar, por quebrar o pacto é isso mesmo? Ouvi em 500MM (em qualquer moeda é muito dinheiro) para cada.

  11. Leandro Batista disse:

    Ferrari andou anos lá atrás e permaneceu na F1. Williams também. Agora é a vez da McLaren chafurdar no pelotão dos últimos. Mas não fecharam as portas da garagem. Se a RBR quer bancar o gordinho dono da bola, que peguem o caminho do beco. Ferrari, Williams e McLaren tem o automobilismo no sangue. Que se danem os donos das latinhas.

  12. Sérgio Melo disse:

    A Ford está conversando com a Red Bull ou é pura coincidência? Pois, foi uma boa sequencia de Ford.
    Seria interessante se surgisse uma novidade no final dessa novela das unidades de potencia da equipe austríaca.
    Já se falou em Audi, Mercedes, Ferrari e na própria Renault. Quem sabe não surgi uma surpresa no final do mês. Gostaria muito que uma nova montadora entrasse na guerra das UPs.
    Cenas do próximos capítulos…

  13. Diego - Floripa/SC disse:

    Não me espanta se ele sair e ainda cravar um patrocínio na Mercedes no ano que vem. Só para estampar a marca na equipe vencedora.

  14. Eduardo Cordeiro disse:

    No fundo, não acho que irão sair. Agora, se acontecer, o “trem” (mineiramente falando), fica feio…

  15. RENE FERNANDES disse:

    Eu acho que o DIDÍ vai comprar a F1 e botar a Vó Berniadete como cafetina.do bordel.

  16. Issac Nemach disse:

    A Ferrari só vai ceder para a Toro Rosso. É ….. quem mandou, falar mal de Renault? Será que vão de Honda? E, uma pena, daqui a pouco, só vão restar 10 carros no grid.

  17. AS disse:

    Se nao existe a possibilidade de ganhar, pra que entao ? Correr somente pra mostrar o carro com patrocinador ? Estao certos nao precisam disso. O cara da Virgin pensou igual. Que fiquem somente as que produzem motores e as que completam grid… nada mais.

  18. Rogerio disse:

    O cara é super competitivo. Entra sempre para ganhar. Se ele vir que não tem chances de vitoria, vai cair fora mesmo. E ele está certo.
    Estão fazendo o possivel e o impossivel para acabar com a F1. E desse jeito vão conseguir.
    Jogar um bilhão ou mais de dolares fora não é grande coisa para o cara.

  19. Marcos José disse:

    Estou achando que ele tentará o acordo com a Mercedes (mesmo recebendo a versão 2015 do motor), já que com a Toro Rosso o acordo com a Ferrari (também com a versão de 2015) já está praticamente “fechado”! E enquanto isso a equipe vai desenvolvendo o projeto do motor turbo da Cosworth que será batizado de “Red Bull Turbo” que será usado para 2018 por Red Bull e Toro Rosso, já que o plano de usar os “Audi” provavelmente não acontecerá mais!

  20. Luis Eduardo disse:

    Está se desenhando a maior crise da história da F1. A categoria parece ter perdido o rumo nos últimos seis ou sete anos, e seu futuro está seriamente ameaçado. A coisa chegou a um ponto que as corridas da GP2 e GP3, por incrível que pareça, estão mais interessantes.

    A F1 só sairá dessa draga quando retomar o espírito garagista. Grandes empresas, como Red Bull, montadoras etc., só têm compromisso com o lucro. Estão de passagem. Não estão na categoria para fazer história, competir de verdade. Por isso não aceitam a derrota, não tem o senso de esportividade de um Frank Williams, um Ken Tyrrell, um Colin Chapman ou um Enzo Ferrari. Por isso, devem voltar a ser, na F1, apenas o que sempre foram: meras fornecedoras de pneus, motores, combustível. Querem competir com seus próprios chassis? Então que vão pro Mundial de Marcas.

  21. Luciano disse:

    Que sequência de posts com Fords. Del Rey da Rodoviária, corcel do Bispo e Escort do Senna. Não tínhamos que falar sobre a Red Bull.

  22. Sylvio disse:

    Eu acho que ele vai vazar…..’energéticos’ só vendem se ele andar na frente, ou melhor, se ele brigar lá na frente.
    Ele não é um automobilista de ‘nascença’, ele faz contas…..ele investe menos e obtém mais retorno em outros tipos de promoção….
    Para mim, Red Bull, Toro Rosso, ‘rubrotaurinos’ na F1 acaba agora……

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>