MENU

segunda-feira, 9 de novembro de 2015 - 11:44F-1

NOVELA CHATA

SÃO PAULO (por obrigação) – Agora a Ferrari diz que pode, sim, reabrir conversas com a Red Bull. Mas o motor não será o mesmo que a equipe italiana vai usar. Enquanto isso, Jean Todt admite que o regulamento que entrou em vigor no ano passado tem erros — no que diz respeito ao fornecimento para equipes clientes.

Já encheu o saco essa história. Mas temos de falar dela.

17 comentários

  1. Ricardo Bigliazzi disse:

    O medo dos fabricantes de motores traduzem o temor que Eles tem em relação a competência dos engenheiros da RedBull… vergonhoso.

    Temos um regulamento de merda para os motores. Tenho pena da Renault e da RedBull.

  2. Rogerio disse:

    Para mim este caso de motor é uma questão chave. Porque, a F1 esta do jeito que tá por causa destes motores enceradeiras. Esta questão de dar motor menos potente, do ano anterior, ninguém quer isto. O negocio é motores iguais, de mesmo ano, podem ser de fabricantes diferentes para todo mundo, ai quem vai fazer a diferença é o piloto. Tenho certeza que ninguém e nem a Red Bull quer coisa usada. E seria uma lastima a Red Bull aceitar estas propostas indecentes da Mercedes, Honda e Ferrari.

  3. eduardo costa disse:

    há pouco perguntei sobre uma eventual reaparição da Alfa-Romeo. Naturalmente haveriam outras pessoas que questionariam a mesma coisa. Afinal Ferrari, Alfa, Maserati é tudo farinha da mesma fiat

    Mas não podemos esquecer que a Fiat hoje é FCA. O “C” significa Chrysler… Será que o Velho Bernie não costurou alguma coisa para usar um “motor americano” na RedBull e assim aumentar a participação norte-americana na categoria?

    (santa teoria da conspiração!!! KKKKK)

  4. jose marinho disse:

    Chata é essa Red Bull quando tava ganhando não tinha choro choro, a MacLaren por exemplo com o Senna tri campeão e tudo andou de Ford segunda linha 80 hp menos que a Benetton do schumacher, choraram espernearam mas nunca falaram ” Se a gente não tiver motor igual saimos da F-1 por queremos ganhar e não ficar enchendo o grid.” e este ano penaram com as unidades Honda e estão firmes no projeto, o mesmo vale para a Willians sempre com dignidade faz o que pode.

  5. eduardo costa disse:

    Здравствуй Flávio! boa tarde.

    Existe a possibilidade de os motores Ferrari aparecerem com a marca Alfa-Romeo? Será que é este o “projeto diferente”que o Sergio Marchionne falou?

    Объятия и спасибо!

  6. eduardo costa disse:

    Flávio, boa tarde.

    Existe a possibilidade de os motores Ferrari aparecerem com a marca Alfa-Romeo? Será que é este o “projeto diferente”que o Sergio Marchionne falou?

    Abraço!

  7. André disse:

    Novela chata, mas é a única coisa que ainda chama atenção para F1. Campeonato completamente decidido (inclusive do vice e terceiro) a duas corridas do fim, vão falar do que? A luta pelo 4º lugar?

  8. Bruno Cardoso disse:

    Eu ainda acho que o final dessa novela vai ser o menos provável até o momento.
    A mocinha (RedBull) vai acabar ficando com o personagem mais desprezado da trama, a Honda.

  9. luigi disse:

    Bom ,agora que o Jean Todt falou ” CLIENTES ” oficialmente , espero que aqueles que metem o pau na RED BULL por reclamar dos motores (unidades motrizes) que não tem a potência esperada , deixem de escrever besteiras quanto as reclamações publicas da equipe contra ao fornecedor do qual é CLIENTE ,e paga muitos EUROS por estas unidades motrizes.
    E por a marca Alfa Romeu num motor Ferrari de segunda linha , não seria nada inteligente (não acredito que dariam um motor de primeira linha com a tampa de cabeçote com o logo Alfa,sabendo que no conjunto a RED BULL poderia vencer a marca da casa) . Por isso que tenho respeito pelos alemães , Tanto Porsche como AUDI que são equipes sob o controle do mesmo grupo ,competem entre si de forma lindamente esportiva e competente ,enquanto a marca italiana dona da casa di Maranello ,Maserati e Alfa Romeu não permite que compitam entre si .Não é atoa que a Alemanha é a primeira economia da Europa (mesmo arrasada por duas guerras) e a Itália esta do meio para o final do ” grid ” dos países do primeiro mundo.
    É triste para muitos entusiastas italianos que a visão de competição da direção do grupo FIAT seja tão obtusa .

  10. Marcos José disse:

    Na verdade, Marcchionne propôs uma chantagem: nós fornecemos motores de 2015 para vocês trabalharem (e desenvolverem) mas…queremos em troca “todos” os seus estudos aerodinâmicos avançados!! A malandragem dele está aí!!

  11. luiz disse:

    FG
    Como os motores mudam em 2017 , porque não fornecer apenas por um ano para a RBR e amortizar os custos?
    Lembrando que a RBR nao ira aceita o projeto de motores 2015 e mesmo que a a RBR acerte a mao, será dificil brigar de igual para igual considerando o projeto que esta para nascer em cima da hora.

  12. Luiz G disse:

    Só pra divertir: Ainda acho que a Red Bull tinha que fechar as portas, pagar a multa ao Bernie Ecclestone e se unir a McLaren pra fazer a “Red Bull-McLaren-Honda”.

    Seria maneiro! :)

  13. Victor Serrão disse:

    Aposto uns trocados como o Marchionne não está tentando encaixar uma “Red Bull-Alfa Romeo” pro ano que vem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>