MENU

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015 - 17:26Automobilismo internacional, F-1

SALADA GERAL

SÃO PAULO (obrigado, povo!) – Macacada, ficar quase três dias sem postar nada me atrasa a vida demais — e a de vocês, que são guiados por este guru.

Assim, seguem alguns links de notícias importantes do fim de semana com breves comentários para que vocês comentem, também.

- O aeroporto de Tempelhof, desativado há alguns anos, não poderá receber a Fórmula E porque está sendo usado para abrigar refugiados do Oriente Médio. Munique, Norisring ou outro lugar em Berlim estão em estudos. Minha aposta: Norisring, onde já há um circuito de rua no local onde aconteciam os grandes “raids” nazistas, em Nuremberg. Local histórico e espetacular. O DTM faz lá uma de suas principais corridas.

alonsomoto- Alonsito participou de festança de fim de ano da Honda em Motegi. Guiou um carro de Senna e uma moto de Márquez. Não caiu.

- Desde 2011 na Red Bull, e como patrocinadora principal a partir de 2013, a Infiniti some dos carros rubro-taurinos no ano que vem. Acabou o contrato e a marca de carros de luxo da Nissan (que pertence à Renault) não vai ficar. Espero que, agora, a Red Bull finalmente mude um pouco seu esquema de cores — tradicional, mas feio de doer. Não tenho grandes esperanças, porém.

- Semana passada Hamilton disse que era difícil avaliar Vettel, porque o alemão nunca teve um grande companheiro de equipe como, por exemplo, Alonso — parceiro de Lewis na McLaren em 2007. O ferrarista evitou polêmicas. Disse, apenas, que seus ex-parceiros não ficarão muito felizes com a opinião do inglês.

liusnocamoinaho- Hamilton fala dos outros, e os outros falam dele. Bastante. Button, por exemplo, disse que ninguém conhece Lewis direito. “Ele fica muito isolado de todos nós”, declarou. A foto do desfile dos pilotos em Abu Dhabi é eloquente. Jenson, companheiro de Hamilton por três temporadas na McLaren, contou também que a decisão do tricampeão de deixar o time de Woking para defender a Mercedes foi “totalmente emocional”. “Ele não tinha ideia de que na nova equipe iria andar tão bem. Decidiu sair depois de mais um problema no carro em Cingapura.” De fato, na época muita gente estranhou a saída da McLaren, que o carregou desde o berço. Fez bem, como se vê.

- Mas é bom se cuidar. Toto Wolff, o chefinho, disse que a rivalidade com Rosberg é normal e tal, mas que se começar a prejudicar a equipe um dos dois dança.

- Mentira dele, claro.

15 comentários

  1. André Fonseca disse:

    Sim FG, vc é o nosso Kota!!!

    Sobre as notícias:

    1) Se o DTM fez corridas em Nuremberg, não tem nem o que pensar!!!

    O DTM juntamente com o WEC são os dois campeonatos de automobilismo mais fortes atualmente, um show em particular. A FE não pode deixar essa possibilidade escapar.

    2) Picaretonso e Mclaren tentaram um bom golpe publicitário, só pra ver se melhora um pouco a imagem mais do que desgastada de ambos.

    3) A pintura da Red Bul é uma das mais bonitas de todos os tempos, só ficando atrás da Jordan amarela!!!

    Se bem que o da pré temporada de 2015, o “monocromático”, seria mais bacana.

    4) Hamilton precisaria de um outro “parceiro” de declarações polêmicas para acabar com esse clima “insosso” que perdura na F1 a bastante tempo. Com a grana que tem, tem mais é que se esbaldar nas férias, sem esquecer que ainda é piloto profissional.

    E uma “Teoria da Conspiração”: será que Bernie não está dando uma “forcinha” para o Mirto bagunçar toda a bagaça, só pra manter em alta o nome da F1???

    Não foi o próprio Bernie que criticou Ve44el por ser “bonzinho” demais, se não me engano???

    5) “Escolha emocional” com o acréscimo de mais alguns milhões de dólares também seria minha escolha, ainda mais com “os ovos bem cheios” com a queda (carroças) que a Mclaren estava apresentando. E acertou indo para as Mercedes, pois não terá adversário em 2016 (depende muito do que a Ferrari cresça!!!) e quem sabe até em 2017.

    6) Toto não teria “peito” de, em caso de ter que optar por um deles, mandar Hamilton embora. O “Rosdiva” não é piloto que se possa confiar.

    7) Também acho mentira, tá mais para uma comida de rabo pública para os dois baixarem as bolas.

  2. Seinfeld disse:

    Isolado dos demais, se achando o “diferente”, reações “emocionais” com colegas de equipe e diminuindo a capacidade alheia.

    “Estrela Pop”.

    É verdade, ele quer ser Ayrton Senna. Clone.

  3. Joao Reis disse:

    Bizarro que o Hamilton simplesmente cansou da McLaren e pediu a conta e caiu numa equipe que fez dele campeão duas vezes. Enquanto o Alonso pensa bem antes de tomar uma decisão e está a anos andando atrás.

  4. sandro disse:

    Hamilton é marrento apenas com outros pilotos, bacana.

  5. Diogo disse:

    Flavio, acho que, no caso da frase do Toto Wolff, um dos dois dança mesmo.

    Experimenta acontecer na Mercedes algo como na McLaren em 2007 (onde Alonso e Hamilton racharam a equipe e entregaram o título para o Kimi)? Os alemães chutam a mesa e mandam um dos dois para fora. Na McLaren, quem sobrou foi o Alonso…

  6. Luiz disse:

    Se eu tivesse que conviver com um cara como o Hamilton, acho que o abateria a tapas, pra ele deixar de ser pau no c…!
    Conviveria tranquilamente com Button, Vettel, Haikkönenen, Grosjean e até Maldonado, o doidão.
    Mas Hamilton e Alonso, certamente acabaria em alguma encrenca em alguma ocasião etílica.

  7. RenatoRockshow disse:

    Ele é bom piloto, mas é cabeça fraca demais. Teve um ano (2011 ?) que terminou com a namorada e ficou doido, brigava com o massa, dava declarações non-sense, e no final do campeonato ficou atrás do Button.

    Também lembro de duas situações na McLaren. Uma quando ele reclamou publicamente que o Button tinha parado de segui-lo no Twitter (kkk, é mole?)….que o Button não o respeitava e blablabla. Outra foi numa despedida (da McLaren) em que ele, Hamilton, marcou com os mecanicos no boliche, e ninguém apareceu.

    Sem contar essa última recente, que ele apareceu no jogo de tênis e fez chilique porque foi barrado (estava fora do figurino). Só bobeira.

    Esse cara deve ser chato pacas.

  8. Clayton Moura Belo disse:

    Ôrra, meu! Ainda bem que o blogueiro reconhece ser um “guru” (um “Sidharta”-sei lá se é assim que se escreve- do esporte a motor e destes fiéis-ainda tem acento?- leitores e torcedores, humildes “gafanhotos”). Desse jeito, esse blog vai virar repartição pública: só funciona de segunda a sexta…kkkk… Mas, tudo bem, reconhecemos que a ausência deve ter sido por uma nobre causa, oh Grande e Idolatrado Mentor Quadrimotorizado!!! A comentar, apenas a genial inteligência de Tião, o Italiano: ser inteligente é saber usar o cérebro com rapidez! Tenho certeza que jamais Vettel esperou que fizessem tal assertiva sobre seus “team-mates”. Mas a resposta foi genial!!! É isso aí, Camarada Guru Gomov… boa semana para você e a todos que seguem este iluminado blog!!!

  9. SL Arduin disse:

    Meninho mimado !!!!!! Agora entendo porque o Senna é ídolo dele……….!!!!!!!!

  10. Rafael Rego BH disse:

    Não só em Abu-Dabhi, em Interlagos Hamilton também se isolou dos demais pilotos durante o desfile. Ele ficou “trepado” na ponta do caminhão durante todo o percurso.
    Imagem: http://cdn-8.motorsport.com/static/img/mgl/6000000/6040000/6041000/6041700/6041768/s8/f1-brazilian-gp-2015-lewis-hamilton-mercedes-amg-f1-on-the-drivers-parade.jpg

  11. Francisco disse:

    Pode ser preciosismo, mas pelo que vi nas fotos, o carro era o nº2 do Berger, e não o nº1, do Senna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>