MENU

segunda-feira, 9 de maio de 2016 - 21:42F-1

SOBRE SCHUMI

SÃO PAULO (tristeza é pouco) – Dois anos e meio depois do acidente, quase nada de informação, e parece meio óbvio que quando aparece qualquer um falando qualquer coisa haja um certo açodamento nas especulações sobre o estado de saúde de Michael Schumacher.

“Iminente”, “a qualquer momento”, “questão de tempo”, “por um fio”.

Sim, é tudo isso, iminente, a qualquer momento, questão de tempo, por um fio. Faz dois anos e meio que é tudo isso.

Michael nunca voltou, e em casos assim qualquer ser humano está por um fio.

Jean Todt falou em “maior batalha de sua vida”, em entrevistas no fim de semana.

A guerra já está perdida, porém.

16 comentários

  1. Mello disse:

    É como dizem por aí: “Aceita que dói menos!”

    É claro que seria muito mais fácil para todos se a Sra. Schumacher simplesmente viesse a público e dissesse: “Esqueçam Michael de uma vez!”

    Como pessoa pública, ele realmente está morto. É como o Clay Regazzoni depois do seu acidente. Então por que não o deixam em paz logo?

  2. Mônica disse:

    A vida é preciosa e tem que ser preservada, custe o que custar.

  3. Brabham-5 disse:

    Ao lado do Schumacher só estão a família e seus verdadeiros fãs, que respeitam exatamente o alemão e sua família nesse momento de suas VIDAS.

    Agora, o RESTO… é formado por “viúvas” que QUEREM VER O CARA MORTO TAMBÉM, especuladores, sensacionalistas, OPORTUNISTAS, pessimistas, verdadeiros URUBUS “humanos” torcendo para “dar o furo” (nos dois sentidos) sobre a “morte de Schumacher”.

    Que vão todos estes para o inferno!

    #keepfigthingschumi!

  4. Paulo Pinto disse:

    O que dizer diante do vazio?

  5. Mauricio Rocha disse:

    Muito, muito triste.

  6. Alfredinho disse:

    A decisão é Dele, mas se acontecer, será o fim do sofrimento.

  7. Reinaldo disse:

    É uma grande pena o que houve com o Schumacher. Por decisão da família, não há informações concretas sobre o seu estado de saúde.
    Assim, não se pode dizer se um desfecho igualmente triste mas rápido (como o do Senna) teria sido melhor.
    Espero que ele tenha podido – e ainda possa – ter consciência suficiente para apreciar sua família e tudo que conquistou. Mas que não sofra, seja dor física ou emocional.
    Eu, certamente, vou gostar de olhar a vida em perspectiva, quando minha hora chegar. Sei lá, deve ser legal poder rever tudo e ir em paz.
    Abraços.
    http:\\reiv8.blogspot.com

  8. Rafael Vieira disse:

    Na boa Flavio, isso que a família Schumacher tem feito em blindar a situação do cara, não passa de uma tremenda sacanagem.

    O cara se tornou uma pessoa pública por interesse próprio. Tenho certeza que ninguém meteu uma arma na cabeça dele para forçá-lo a ser piloto, multi campeão e muito menos ídolo global que se tornou. Então, os Schumachers deveriam ter mais respeito com seus fãs (não eu no caso), pois por mais talento que ele tivesse, o que move essas coisas é o público, audiência de TV, produtos vendidos, ou estou errado.

    A família Schumacher tem que contar a verdade sobre o cara, nem que seja reports falsos, mas simplesmente tentar anular quem o cara foi e colocá-lo nessa redoma é uma tremenda falta de respeito. Alias, faça uma pesquisinha de como Richard Petty tratava e ainda trata seus fãs na Nascar.

  9. Luis felipe disse:

    Desculpe, mas comoarar tais infortuneos para que ?

  10. Rogerio Kezerle disse:

    As noticias sobre a situação de Michael , até onde sei, são apenas especulações.
    Mas o que acho, por tudo que já passei em minha vida acompanhando doentes terminais, é que me parece que o ser humano é bem incoerente. Se temos um animal de estimação doente, e quando descobrimos que não existe cura e o animal vai morrer de qualquer forma, o levamos ao veterinario para acabar com seu sofrimento. Mas não somos capazes de tomar a mesma atitude quando isso ocorre com um ser humano. Somos obrigados a ver alguem que amamos sofrer, as vezes terrivelmente, pois não podemos acabar com a sua agonia, mesmo o doente tendo sido totalmente desenganado pelos medicos. Passei isso com minha mãe, minha cunhada, meu sogro, meu tio e acho isso uma incoerencia enorme. Respeito quem pensa diferente. É questão de opinião.
    Como escrevi no inicio, não tenho a menor ideia da situação do Michael, mas se ele está do jeito que os boatos dizem, torço para que o sofrimento dele termine logo.

  11. Riacardo Bigliazzi disse:

    Chega um momento em que pedimos pelo “descanso”. Seria justo???

    Mesmo nesse momento super difícil o Schummy demonstra o quão forte e lutador ele sempre foi.

    Segue a vida, como sempre digo: “a vida é para ser vivida, e não para ser entendida”.

  12. Independentemente de qual foi o melhor, da opinião das “viúvas do Senna” e das “enfermeiras do Schumacher” (fui “xingado disso esses dias…), o que vem passando o piloto alemão (e sua família, claro) é muito mais triste do que o ocorrido em 01/05/1994. Pelo menos Senna foi “pá-pum”, a agonia foi muito breve…
    Mas, concordemos que, dadas as escassas informações e as circunstâncias, Schumacher morreu de fato no dia do acidente. Isso que acompanhamos hoje não é vida.

    • João Pedro disse:

      Sério que agora nós vamos compará-los até nas tragédias?

    • João disse:

      Concordo. A família e amigos ficam na dúvida constante. O cara pode acordar ou morrer de repente. No caso do Senna, foi bastante triste, mas se teve certeza de tudo.

      Só não deve ser pior do que passou a família do Vitor Belfort quando a irmã sumiu. Por que de certo modo se sabe o que aconteceu com o Schumacher, mas a irmã dele não. Simplesmente desapareceu do mapa.

    • Garlet disse:

      Boa. Além do que, como saber quem é o melhor, se todos tem carros, e mecânicos diferentes, mesmo sendo da mesma equipe? O Brasileiro tem um mal doentio, o FANATISMO. Religioso, futebol, música, esporte a motor. Isso desvirtua totalmente o esporte. O FANATISMO é pior praga da humanidade, e quanto mais ignorante, sem cultura, o povo, pior ele fica. O Fanatismo leva as pessoas a opinarem de forma agressiva, impondo de forma baixa, o seu ponto de vista. O fanatismo leva as pessoas e se cadastrarem em blogs, com perfil fake, para xingar, ou falar baixarias, ser o chamado “barraqueiro”. é uma pena pois isso é uma falta de educação terrível que apodrece nossa sociedade. O Brasil é um país adolescente que tem muito o que aprender. É rico de recursos, pobre na sua utilização, miserável no convívio e respeito entre as pessoas. Pena. Espero que não tenhamos que passar por uma guerra, para recomeçar , como aconteceu no século passado no velho mundo.

  13. Thiago Azevedo disse:

    Muito triste.
    O cara levava e tinha tudo para continuar levando a vida mais legal do mundo.
    Desejo o melhor para ele, embora não saiba o que seja. Isso, só ele…
    Força, Schummy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>