MENU

quarta-feira, 3 de agosto de 2016 - 0:53Grande Prêmio

OS “CAUSOS” DO JIMENEZ

SÃO PAULO (cada um…) – Sérgio Jimenez foi o convidado do “Paddock GP” #40, que foi ao ar na noite de terça. E foi sensacional. Jimenez é, além de um ótimo piloto, um grande contador de “causos”. Vocês sabiam que ele foi companheiro de equipe de Hamilton na F-Renault? Ambos corriam pela Manor. E tome história com o inglês. Algumas, muito surpreendentes. Jimenez falou também de sua epopeia na Europa até chegar à GP2. Vendendo o almoço para pagar a janta. Tempos difíceis que ficaram para trás, deixando pelo caminho uma trajetória que orgulharia qualquer um. Ficou bom demais. Não deixem de ver!

13 comentários

  1. Giovanni disse:

    Muito boa entrevista, Jimenez demonstra ser um cara legal, honesto!

    Só acho interessante um detalhe: é incrível que pessoas com tamanha experiência em automobilismo ainda subvalorizam o Button. Mas então fica a pergunta: se o Alonso é o melhor, o que é o Button? Se o Alonso é o cara pegando o carro pelo pescoço, o que significa o Button andando limpo, suave e na frente dele? Não é a primeira vez que o Button engoliu o Alonso. Ano passado ele fez mais pontos que o Alonso e nas três temporadas que dividiu a McLaren com o Hamilton ele também fez mais pontos e ainda foi o principal fator do Hamilton sair da McLaren. Aí vem a argumentação de que ele não é tão espetacular quanto Alonso, Hamilton e Vettel….

    Então, vamos lembrar…

    E na Áustria, largando em terceiro e andando em segundo com a mesma McLaren que o Alonso chegou a andar no máximo em quarto até hoje?

    E na Austrália 2010 em que ele deu uma aula na chuva, na segunda corrida dele pela McLaren, equipe que o Hamilton cagava de porta aberta até então?

    E no Canadá em 2011, em que ele deu aula no Hamilton que bateu nele, o fez cair pra último, e mesmo assim ganhou a corrida na penúltima volta fazendo o Vettel, com a poderosa Red Bull errar?

    O que falta para elencar o Button, NO MÍNIMO, no mesmo nível do Alonso, Vettel e Hamilton?

    PS: reitero que até 2009 eu também não acreditava que o Button fosse um piloto fora de série, até em função da imagem de ele andar pau a pau com o Barrichello, porque acreditava-se que o Rubinho não era parâmetro para gênios. Porém, ele mostrou o seu valor com o Hamilton e agora com o Alonso. Talvez isso evidencia o quanto Barrichello mais uma vez não tenha dado a “sorte” de ter um cara tão fora de série ao lado dele.

    A diferença do Button é que as genialidades dele estão em aspectos que não são visíveis a qualquer olho, principalmente a quem enxerga qualidade somente em quem tem velocidade e arrojo. Piloto genial anda rápido em qualquer situação, sem cometer erros e sem comprometer o carro, e no fim conquista tanto espaço ao ponto de ser o fator principal da desistência de companheiros que até a sua chegada eram os donos das equipes (Villeneuve, Hamilton, Alonso). Button é um monstro das pistas.

  2. Andre Henrique Tamura disse:

    FANTÁSTICO! Assisti todas as edições do paddock, mas as do Sergio Gimenez e do Alexandre Barros foram as melhores! Também gostei muito da do Lucas Di Grassi, mas ele é muito sério. Além de tantas informações e histórias, o Barros e o Gimenez proporcionaram muitas risadas. Fantástico o trabalho de vocês. Será que eventualmente vocês fariam uma edição com o pessoal todo juntos? Flavio, Vitor, Gabriel, Natalia, Juliana, Evelyn, todos juntos. Mesmo apenas participando a distância, adoro ouvir papo de pessoas inteligentes e bem humoradas. Parabéns!

    • Andre Henrique Tamura disse:

      PQP, só agora vi que escrevi “Gimenez” e não “Jimenez”…. aproveito e lembro das fotos que via dele recebendo a bandeirada, cruzando a linha de chegada em pé sobre o kart! PQP também!

  3. Thiago Christao disse:

    Flavio , por favor , eu ja pergutei isso em algum outro comentario , nao é possivel disponibilizar o programa em podcast ? Existe algum podcast no grandepremium ?
    Um exercicio que me veio a cabeça quando compararam o Button e o Hill no fato de terem agarrado a oportunidade que lhes foi dada , em que teria mudado o automobilismo no Brasil e principalmente a cobertura da midia a Formula se Rubinho e Massa tivessem agarrado as suas ?

  4. Thiago Azevedo disse:

    Foi muito legal a entrevista.
    Eu sei que ao longo do dia foram surgindo lembranças.
    Lembro do campeonato brasileiro de kart aqui em Londrina. Se não me engano ele correu na sudam, com motor de 100 cc. Lembro que o grid era muito maluco, só fera, taquelpa. Eles baixaram em 4 segundos o recorde da pista. Só 4! hehehe

    E é algo que sempre digo. Um grid desses, as corridas foram sensacionais e a divulgação do resultado final na Globo durou entre 5 e 10 segundos. Deu tempo de dizer que o Nelsinho havia sido campeão. Só falou do Nelsinho e boa parte desses 5 a 10 segundos foram ocupados por “o filho do tricampeão mundial de F1 Nelson Piquet”. Depois fizeram uma reportagem de uns 5 minutos falando da gravata do Vanderlei Luxemburgo. Filhos das putas. Depois dessa eu comecei a torcer contra a seleção brasileira e desencanei de futebol. Nem preciso mencionar a felicidade que tive quando a seleção perdeu de 7×1. Futebol hoje, só o Londrina importa.

    Vortando… Depois daquela corrida do brasileiro de kart comecei a acompanhar mais os pilotos que se destacaram, que dava para ver que eram diferenciados.

    Daí lembrei da F-Renault e daquele primeiro ano. A corrida havia sido sensacional aqui em Londrina. E o campeonato também. Foi tão equilibrado que o Jimenez foi campeão sem vencer. Se eu tivesse visto a entrevista ao vivo, perguntaria qual o impacto que eles tiveram naquela corrida final com o Kubica em Interlagos. hehehe

    Foda foi essa história do Hamilton aí.
    Cara, eu lembro da decepção que eu tinha quando via os brasileiros (pilotos bons) atrás dos companheiros de equipe nessas categorias de acesso. Era uma época que havia alguma divulgação nos jornais impressos dos brasileiros no exterior.
    Putz, deu pra lembrar de mim esbravejando ao ler o resultado e vendo o Jimenez posições atrás do inglês. Que louco, veio o nome do inglês na memória (se não fosse essa entrevista, eu nunca iria lembrar disso, muito louco). Sabe o que pensei na época? Vixe, esse Jimenez é fogo de palha, daqueles que vão bem no kart e desandam nos monopostos. Filha da putice total o que fizeram.

    O Hamilton é excelente piloto. Dificilmente perderia o caneco. Tava preocupado porque tava levando calorão de dois que acabaram de chegar.
    Veja como queima. Pegam 2 bons pilotos e, para promover o pequeno inglês, sabotam os carros dos companheiros. Aí quem acompanha de fora acaba tendo esse juízo, como eu tive.
    Não é mais legal ser campeão na raça? Não sabia que o Hamilton era tão pasteurizado assim.
    Será que foi só para garantir o campeonato ou foi para tentar colocar no currículo dele que ganhou quase todas as corridas do campeonato de F-Renault no ano xxxx?
    Essa história de bon vivant, festeiro veio depois do Filme do Lauda x Hunt. Já não duvido que seja uma estratégia de marketing.

    Só sei que a entrevista foi muito legal, valeu demais.
    Deita o cabelo, Jimenez!

  5. Fernando Delucena disse:

    Muito bom o programa! Coloquem o Jimenez fixo !! Pode ser no lugar do Victor! hahaha. E o Scuderia GP, já sei … o Grande premio vai comprar a Sauber e fazer uma dupla Gomes-Jimenez, com Curty no comando? Gomes vai mandar trocar o cockpit do rapaz, aposto!

  6. Claudio Aun disse:

    Excelente entrevista , O Jimenez é muito bem articulado, inteligente e com conteudo , o GP fez Pole e vitoria nessa

  7. Gabriel Pedroso disse:

    Eu não conhecia a história desse cara, e que história!!!
    Muito legal o programa, tomara que de pra levar muitos outros pilotos, chefes de equipes, engenheiros e figuras que fazem a história do esporte. Não só F1.

  8. Toni Abagge disse:

    Tem uma estória que ele escapou no final da reta do Raceland em Curitiba (Pinhais), “voou” por cima da cerca, que não é baixa, e caiu dentro da área de boxes.

    Será verdade?

  9. Diego - Floripa/SC disse:

    Excelente programa como todos os outros. Para mim o PaddockGP é como o antigo Limite, que também era ótimo de assistir, independente do assunto abordado.

    E o Jimenez é uma figura, legal a participação dele.

  10. pedro araujo disse:

    opa, que bom o jimenez ser o convidado!
    achava muito legal a participação dele naquele programa sobre a equipe brasileira na blankpain series (acho que é assim que se escreve, preguiça de ir no google)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>