MENU

sexta-feira, 9 de setembro de 2016 - 19:52F-1

ONE QUESTION

SÃO PAULO (respondam) – Tamas Rohonyi, promotor do GP do Brasil, disse que a aposentadoria de Felipe Massa não vai mudar nada no automobilismo brasileiro, nem afetará o público que vai ver a corrida de Interlagos.

A pergunta: vocês concordam?

82 comentários

  1. Celso Okubaro disse:

    Olá Flávio, boa noite!

    Este ano provável que Interlagos lote, devido a aposentaria do Massa. Seria legal ver a casa cheia neste que será seu último GP na Fórmula 1.

    Talvez, acredito eu, Sr. Tamas tenha razão afinal faz tempo que nenhum brasileiro tem destaque na F-1.

    Quem gosta de automobilismo continuará frequentando Interlagos.

    Abraço

  2. niva 27 disse:

    Acompanho automobilismo porque gosto de corrida, não de pilotos.

  3. Alessandro Silva disse:

    Basta a Globo fazer com Felipe Nasr o mesmo que fez com Barrichello quando da morte do Senna, depositando em um piloto recém chegado na Fórmula 1 e em uma Jordan Hart sem a menor condição de fazer nada a obrigação de substituir o tri campeão.
    Barbadinha! Isso garante público e espectadores por umas duas temporadas com certeza.

  4. Eddy Bruno disse:

    O fã de automobilismo e/ou apenas de F-1 não deixará de ir apenas por ele;
    Os fãs do Massa, talvez sim, talvez não queiram ir por simples falta de alguém pra torcer…
    Os detratores do Massa, e a maioria é brasileira, vão comemorar até 2025…

  5. Mauricio Pontes disse:

    Não creio. Acho que finalmente estamos nos acostumando a não esperar pódios para curtir o show da F1. Toda uma geração já se acostumou a amar os carros sem pachequismo. Os duelos precisam ser emocionantes, não necessariamente ter um brasileiro no meio. Acho que o que restou do pachequismo da geração anterior é essa maledicência com os pilotos brasileiros que não ganharam títulos, Fico imaginando se Vettel fosse brasileiro, o que imprensa e público não estariam fazendo com o cara, a despeito dos quatro títulos.. Mas a presença de um brasileiro no grid, por menos chances que tenha é uma tradição que não podemos perder.

  6. Paulo Emilio disse:

    Ele tem razão ! Acorrida vai ser uma chatice igual as outras ! O piloto da Mercedes que largar na frente vai ganhar , como em todas as outras provas !

  7. Araujo disse:

    Isso me lembra o presidente da Blackberry que, na época do lançamento do primeiro iPhone, disse que não afetaria em nada Blackberry “porque não tem teclado físico”.

  8. Danilo Sousa disse:

    Sabemos que a falta de um piloto brasileiro independente de quem quer que seja, na f1, afeta e muito o ânimo de muitos torcedores passionais que só veem ou assistem o esporte em função de pilotos brasileiros, mas é claro que o promotor do GP do Brasil, vai afirmar que continua tudo normal, ele tem patrocinadores para o evento e estes precisam do público para suas marcas!

  9. Gabriel P. disse:

    ´´É uma pena, pois haviam muitas esperanças nele, principalmente depois que foi para Ferrari, mas enfim…..
    Fará muita falta sim.
    Principalmente para os amantes de corrida de carros e da F1,
    SE empresários nacionais e políticos gostassem do Brasil e seu povo, não só teríamos Formulas Nacionais como pilotos em formação e talvez até equipes de F1 ou outras, mas eles odeiam o paós.
    Agora então ainda mais, sendo assim, voltamos a ser os pobres vira latas de sempre, o lixo do mundo.
    Para eles o Brasil só serve para ser surrupiado e roubado por todos os lados e seu povo explorado ao máximo.
    E como não se bastasse isso, ainda temos coxinhas pobres e burros que apóiam e aplaudem esta merda toda dos golpistas.

  10. Thiago disse:

    Ele está certo. Hoje a F1 é um esporte de nicho. Faz tanto tempo que não há um brasileiro brigando pelo título que o torcedor médio adestrado pela platinada já não acompanha, e quem acompanha é pq gosta do esporte, independente de ter ou não brasileiros.

  11. Alexandre Quintão disse:

    Concordo plenamente. Quem, nos últimos 6 ou 7 anos, assistiu algum GP de F1, na esperança de uma vitória do Massa?
    Eu, particularmente, nunca assisti nenhuma corrida com esse sentimento.

  12. Luciano disse:

    Quem vai se aposenta???? Felipe, o que???

  13. Basilio disse:

    Não. A grande massa de fãs que consomem o produto formula 1 é formada de pessoas que não são “especialistas” em automobilismo, e que vão ao autódromo ou assistem as corridas na tv para torcerem pelos pilotos brasileiros. É muito ruim para o automobilismo brasileiro estar cada vez menos representado na categoria, independente dos resultados. Diminui o interesse dos patrocinadores e do público.

  14. Garrett disse:

    Acho que as pessoas que assistem F1 hoje, não torcem apenas para um piloto vencer, eles querem ver tecnologia, belas ultrapassagens, carros com um belo design, algo impressionante (faltou o ronco do motor (porrada no Eclestone)), emoção, enfim, independente de ter ou não piloto brasileiro. Mas confesso que, não faz mais sentido ter corrida de F1 no Brasil. Assim como não faz sentido a Rede Globo fazer narração tendenciosa em favor do Hamilton porque ele disse que é fã do Senna (só que em outros países ele é fã do Clarke , Hill, etc). controle midiático na televisão se torna ridículo, a Globo parou no tempo, está com 30 anos de atraso.

  15. Pepe Janzantti disse:

    Só mais um fato que corrobora o despreparo e descaso de quem dirige e organiza o automobilismo brasileiro

  16. Quejo disse:

    “Não vai mudar nada” no sentido em que “vai continuar em decadência”.

  17. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : A luz apagou para Felipe Massa, não atrapalha em nada ,existe sim um público fiel da F-1,haverá muito mais com novos investidores que compraram ações do Tio Bernie , Americanos que gostam de emoção e do estilo prático do negócio mais carros,mais equipes ,garagistas e motores v8-Ford, chevrolet, Honda,Ferrari,alfa-romeu, Masserati, Renault, Porsche, BMW, Mercedes-Benz, Jaguar,outras novidades.

  18. Paulo Fonseca disse:

    Prezado F&G : Vamos esperar a terceira Geração Fittipaldi e Piquet,vai melhorar muito.

  19. EUGENIO CARLOS VIEIRA disse:

    Olha, eu sou apaixonado por fórmula 1, e não por pilotos brasileiros. Mas ele está errado. Infelizmente, brasileiro precisa de um brasileiro com destaque para dar atenção a algum esporte.

  20. Leonardo Silva Conrado disse:

    Acho que também não muda em nada com relação ao público da F1 que vai ao GP do Brasil, quem é amante da F1, sempre vai continuar indo ao autódromo e acompanhando a categoria. Exemplo disso é que a F1 continuou no Brasil mesmo com a morte do Ayrton Senna, em uma época, a partir de 1995, onde se tinha o Barrichello como único piloto brasileiro e correndo em uma equipe pequena, situação semelhante ao do Felipe Nasr, a partir do ano que vem, se ele continuar na Sauber. O que me preocupa com relação ao automobilismo brasileiro, é que atualmente se tem poucos pilotos brasileiros talentosos, para entrar na F1, e conseguir fazer sucesso na categoria, acho que piloto do nível do Felipe Massa, que brigou por título, acho que vai demorar muito para se ter outro novamente, isso sim poderá prejudicar a imagem da F1 aqui no Brasil.

  21. João Paulo disse:

    Concordo.
    Quase ninguém mais dá atenção ao automobilismo brasileiro (dirigentes e público). De fato, nada mudará com a saída de Massa.

  22. Lucas disse:

    Ano passado as arquibancadas do setor G já estavam reduzidas pela metade em relação aos anos anteriores. Já estamos em setembro e tem ingresso até no setor A pra vender, que sempre era o primeiro a acabar. Teve ano que fiquei sem ingressos pq logo nos primeiros meses de venda pq se esgotou. Tendência é cada vez pior.

  23. Rafael Mafra disse:

    Não concordo!

    Eu assisto Nascar e Dtm bem antes de o Farfus entrar. Maaaaaaaaaaaas tem gente que não pensa assim.

    Tomara que o publico aumente cada vez mais em Interlagos. Mas as arquibancadas de Interlagos no Gp do Brasil acabam refletindo como está o interesse do publico brasileiro pelo automobilismo.

  24. Eddie disse:

    Eu acho que não vai afetar em nada…… a audiencia da F1 não é de torcedores como no futebol e sim de apreciadores do esporte….. até porque desde de 2009 um pilotos brasileiro nunca esboçou chance de titulo novamente.

  25. Pdr Rms disse:

    Se o Nasr não se firmar, aposto que o GP Brasil não chega até 2020.

  26. Paulo Pinto disse:

    Quando você não consegue mudar nada à tua volta, é porque você não faz a menor diferença.

  27. Plinio Junior disse:

    Sim. Já faz mto tempo que as pessoas vão ao autódromo pq gostam de automobilismo e não por causa dos pilotos brasileiros.

  28. Paulo Fanti disse:

    Quem frequenta o autódromo não é o publico que assiste na globo porque tem brasileiro vencendo.

    Os ingressos.são caros, quem vai ber a corrida in loco é quem gosta de automobilismo..então a saida dele nao vai mudar muito.

    Agora a globo.deve mudar em relação a transmissão.. eles ja vêm mudando na verdade, o classificatorio já migrou pro canal fechado..

    Acho que vai.acabar migrando tudo de vez para.lá.. fazendo companhia para a MotoGP.que tem uma.boa cobertura pelo canal mesmo sem brasileiros disputando..

  29. rogerV disse:

    Enquanto houver a prova no BR, se verá uma depuração de fãs do esporte, eu provavelmente iria a F1 em qualquer condição…. se tivesse grana para os preços absurdos…. Esta semana ainda postei no meu FB ‘recuerdos’ de quando morei fora – Silvertone 35 libras, 38 libras (um ano após), Hockenheim 36 DM, Monaco 300 FR ….
    Acabaram com os treinos de sexta (que era o que estava dando para pagar…)…
    O público jovenzinho de hoje quer tocar, chegar dentro ver ‘embutido (se der)….
    A nova gestora da F1 vai ter um trabalho que pode se mirar no esporte motor americano… piloto dando autografo, poster, brindes a rolar…… afinal o mundo da F1 tem fãs fervorosos…. Mercadologicamente, estes ‘brindes’ são fixação de marca sai custo zero se forem feitos aos milhares!!!!

  30. YEROSHA disse:

    O “piloto” Massa já não afeta o automobilismo brasileiro desde sua saída da Ferrari.

  31. Costa disse:

    Sem brasileiros ou com brasileiros de pouca chance, vamos separar a pachecada de quem gosta realmente de automobilismo. Para os primeiros, sugiro os torneios que a Globo exibe domingo de manhã, onde geralmente o Brasil é campeão mundial de alguma coisa…

  32. Pedro Teixeira disse:

    Acho que não vai mudar muito mesmo, afinal tem muitos anos que ninguém espera nada do Massa. O verdadeiro amante do automobilismo continuará prestigiando o evento.

  33. Paulo disse:

    Acho que afeta sim. Mais gente vai assistir a corrida. Não posso acreditar que o Massa levava algum público para a corrida. Quem gosta da F1 de verdade, já esqueceu a tempos o que é ter um brasileiro vencedor.

  34. GunneR disse:

    Se perder um piloto ex-Ferrari e ter apenas um que não esbanja muito potencial pra disputar títulos não afetar alguma coisa no Brasil, corto minhas bolas, frito no azeite e como com farofa!

    Apesar de não gostar do Massa (favorável ao impeachment da Dilma “pra melhorar o país”) é impossível não acreditar na audiência que esse cara traz à F1.

  35. Adelson Travassos disse:

    É lógico que vai afetar. O’ Massacrado vai fazer falta.

  36. Lógico se tivesse um piloto brasileiro decidindo o título o torcedor brasileiro venderia até a mãe pra estar lá, mas com o Massacrado em baixa desde 2010 sua aposentadoria não vai alterar muita coisa, principalmente com o mais fiel torcedor da F-1 indo lá.

  37. Paulo Pinto disse:

    A hora de parar chega para todo mundo em qualquer atividade. Cabe ao envolvido saber quando parar.

  38. Erton disse:

    Minha opinião é a seguinte:

    Sim o automobilismo brasileiro tem muito a perder a não ser que o Massa vá para a WEC que ao meu ver é o campeonato que mais cresce de público atualmente.

  39. Eduardo_SC disse:

    Concordo. Massa não fará falta ao GP do Brasil porque nunca fez diferença nenhuma tê-lo ou não tê-los na F1. Auquela molada na testa cagou tudo.

  40. Danilo Silva disse:

    Pode parecer cruel mas alguém iria assistir o GP do Brasil desse ano por causa do Massa?…

  41. Roberto Santos disse:

    Concordo, visto que o Felipe Massa não possui influência tão grande assim no automobilismo atual. Analisando seu desempenho atual, tanto faz ele continuar ou não na Fórmula 1 que o automobilismo continuará na mesma pois Felipe já não tem destaque, não é um piloto que incentiva os adolescentes/jovens a serem “iguais”. Já com relação a afetar o publico que vai a Interlagos… Bem, pra pagar ingresso caro igual ao do GP do Brasil, é mais provável que o camarada pague por amor às corridas do que pra ver os Felipes andando em oitavo… décimo… décimo quarto, etc.

  42. Cláudio F1 disse:

    Concordo pelo fato de que aquele torcedor eventual que só acompanha um esporte se tiver brasileiro disputando a vitória já abandonou faz tempo a F1, desde a morte do Senna, para ser mais preciso. De lá pra cá, com a estiagem sem fim de títulos e, mais recentemente, de vitórias, apenas os verdadeiros fãs de automobilismo é que se mantém firmes acompanhando o esporte. Por isso, tanto faz se vai ter Felipe Massa ou até Felipe Nars no grid, o público que acompanhava só pra ver brasileiro vencendo já desapareceu há muito e o que sobrou está lá pra ver a corrida em si. Seria algo mais ou menos como a Motogp, não tem brasileiro, mas tem muita gente que curte.

  43. Nicola disse:

    Acho que não muda muita coisa, desde que ele foi para a Williams se tornou insignificante. Não estará nem fazendo falta. Ou alguém torcia para o Massa? O que ele pode fazer hoje? Chegar em 6o.? Rsrs

  44. Mauro disse:

    Péssimo piloto. Outro zero a esquerda é o Felipe Nasr. Dois que vão sair invictos da
    F-1 sem ganhar nada.

  45. Felipe disse:

    Flavio, vc acha que a Globo poderá deixar a F1 quase pra escanteio no ano que vem, apesar das cotas de patrocínio? Acho que com a aposentadoria do Massa, as transmissões na TV aberta já era.

  46. Alexandre Neves disse:

    Futuro sombrio para os amantes do esporte a motor: primeiro o país vai perder a prova de F1, e depois o autódromo de Interlagos morre de inanição.

  47. FRANCISCO FILHO disse:

    Acho que vai ter impacto, principalmente na TV. Vejo comentarios ofensivos ao Felipe Massa na WEB e acho injusto. Nos sites europeus os comentarios sao muito positivos.
    Mas no fundo o Felipe tem um grande publico no Brasil!

  48. Sanzio disse:

    Eu não fui à Interlagos por causa do Massa, em 2012. Nem por causa do Barrichello.
    Só não voltei mais lá (e não pretendo voltar tão cedo) por causa do que é cobrado e do que é oferecido. WEC teve um custo/benefício dezenas de vezes maior e, nesse sim, fui à todas as edições e continuaria indo não fosse o fim triste que teve.

  49. Renato de Mello Machado disse:

    Nem pode afetar,ele escolheu ser capacho do Alonso.Porem ficou rico e dá para se aposentar na boa. Essa ninguém perdoa.

    • Marcos Abreu Ferreira disse:

      Capacho eu acho uma palavra muito pesada Renato. Foi do Alonso e depois no Schumacher. Assim como o Rubinho foi do Schumacher. Infelizmente os dois estavam em equipes de ponta, mas com pilotos com contrato melhor que o deles. Admiro muito o Rubinho, o Massa nem tanto. Que os dois curtam suas familias agora e nós fiquemos com a F1 na TV fechada num futuro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>