MENU

sexta-feira, 16 de setembro de 2016 - 19:05F-1

SENNA X PROST

numsenpro

SÃO PAULO (sem dúvida nenhuma) - Aproveitando o ensejo, na verdade a postagem abaixo com a declaração de Bernie sobre Prost, fiz um breve levantamento dos números do francês e de Senna nas duas temporadas que correram juntos, pela McLaren — em 1988 e 1989.

Para lembrar, Ayrton foi campeão na primeira dessas temporadas, graças aos descartes de pontos, e Prost ganhou a segunda. É legal para mostrar que a dupla era muito equilibrada, com pontos altos bem claros para cada um deles. No caso do brasileiro, a velocidade em classificações, com um número de poles muito maior. Do lado do francês, a regularidade que resultou em pódios em 78% dos 32 GPs daqueles dois campeonatos.

Vejam, com negrito no “vencedor” de cada quesito:

1988
Vitórias: Senna, 8; Prost, 7
Poles: Senna, 13; Prost, 2
Melhores voltas: Senna, 3; Prost, 7
Pontos (sem descartes): Senna, 94; Prost, 105
Pódios: Senna, 11; Prost, 14
Voltas na liderança: Senna, 533; Prost, 450

1989
Vitórias: Senna, 6; Prost, 4
Poles: Senna, 13; Prost, 2
Melhores voltas: Senna, 3; Prost, 5
Pontos (sem descartes): Senna, 60; Prost, 81
Pódios: Senna, 7; Prost, 11
Voltas na liderança: Senna, 487; Prost, 258

TOTAL DE DUAS TEMPORADAS
Vitórias: Senna, 14; Prost, 11
Poles: Senna, 26; Prost, 4
Melhores voltas: Senna, 6; Prost, 12
Pontos (sem descartes): Senna, 154; Prost, 186
Pódios: Senna, 18; Prost, 25
Voltas na liderança: Senna, 1.020; Prost, 708

Agora, divirtam-se na interpretação desses dados.

84 comentários

  1. Leandro disse:

    Bom ,eu acompanho Formula 1 há 34 anos e nesse período uma coisa que aprendi é que não se faz comparações baseadas apenas em números .Bom ,vamos lá amigos em 88 Prost fez mais pontos validos do que Senna ,mas tirar o mérito de Senna por causa disso me parece contraproducente pois os descartes eram as regras do jogo , chamar Senna de pé de chumbo por isso também não tem sentido pois com os descartes venceria o piloto que somasse mais pontos e não aquele que fosse mais regular .Aliás no inicio dos anos 90 por exemplo ,Senna ganhou mais 2 títulos sem descartes , em 90 inclusive apesar de ser um tipico latino americano Senna mudou seu jeito de pilotar deixando de ser agressivo em muitas situações ,ele completou em 90 12 das 16 corridas do campeonato em todas as corridas que completou no ano ele subiu no pódio ,ele fez 12 pódios no ano contra 9 de Prost nesse campeonato . Em 91 ele ganhou o tricampeonato com 24 pontos na frente de Mansell ,bom a Williams tinha um carro mais veloz que o da MC Laren amigos ,nas corridas em que Mansell conseguiu completar sem fazer besteira ,ele foi mais rapido que Senna em boa parte delas em que os dois se confrontaram diretamente ,mas não existiam mais descartes ou seja pra ser campeão não era preciso ser o mais rápido e sim ser o mais inteligente ,ou seja Senna escolheu os melhores acertos ,os melhores pneus e as melhores estratégias ,embora eu repita Mansell foi mais rápido que Senna na maioria das corridas em que eles se confrontaram diretamente no mundial ,mas no entanto Senna fez 12 pódios contra 9 de Mansell e foi campeão com 24 pontos de vantagem . Ou seja Senna nesse ano acertou em todas as suas escolhas , enquanto Mansell mesmo tendo o carro mais rápido e na pista sendo mais rápido errou em todas as escolhas ,assim como foi em 89 em que Senna era mais rapido ,mas no entanto Prost acertou em todas as escolhas .. Senna e Prost foram os campeões que foram por que eram pilotos muito inteligentes que sabem se adaptar rapidamente as regras do jogo , os dois eram diferentes mas também se assemelhavam muito ,eram pilotos cerebrais e grandes pensadores mas a manifestação do controle mental em cada um era diferente .

  2. Ricardo disse:

    Eu assisti um video mui interessante comparando seus estilos de pilotagem, Senna extremamente agressivo. Prost parece que tá levando a filha do Bernie para passear. No entanto, no decorrer de uma corrida, o francês conseguia ser competitivo e fazer muitas voltas rápidas com regularidade, o que em quatro temporadas significou título.
    Na F-1 de hoje, onde o importante é controlar o gasto do carro, pneus e combustível, Alain estaria nadando de braçadas com seu estilo professoral. Não vejo este sucesso para o estilo do Senna, muito embora este seja muito mais vistoso quanto ao seu potencial de entretenimento.

  3. Bruno Mantovanelli disse:

    Esses números mostram a diferença de dois Gênios. Senna mais veloz, conseguia extrair o limite do carro. Prost cerebral, milimétrico. Os dois se completavam.
    Sem dúvida os dois maiores pilotos de todos os tempos.

  4. Mario Gasparotto disse:

    Se eu fosse dono da equipe McLaren na época, ficaria com o Senna. Prost foi um piloto espetacular, mas acho que o Senna podia atingir um nível acima, além de na época, ser mais novo que o Prost e, teoricamente, ter mais tempo na equipe (o que aconteceu com a McLaren)

  5. Leonel disse:

    Meu DEUS, vamos dar palpite na matéria, não ficar criticando e ofendendo nossos leitores, minha opinião, Senna the best e fim de papo, o cara era ninja, valeu Senna do Brasil.

  6. Luiz Fernando disse:

    Dois grandes pilotos! Prost era melhor!!

  7. Mônica disse:

    Só posso dizer que Senna foi grande dentro das pistas e maior ainda fora delas.

  8. Thiago Azevedo disse:

    Dados que eu acho importantes que não constam nessas tabelas acerca dos abandonos.
    Por largarem na frente, a maior parte dos acidentes deve ser de responsabilidade dos pilotos. Então, talvez não seja necessário mencionar.
    Mas a de quebras faz diferença. Pode-se dizer que o piloto tem responsabilidade pela quebra dos carros, mas certamente não tem em relação a todas. E os carros da época quebravam muito mais do que os de hoje.
    Quantos abandonos por problemas mecânicos eles tiveram? Desses abandonos, quantos não decorrem da falta de cuidado dos pilotos?

  9. Banana Joe disse:

    Pra que ficar comparando números?
    Sorte de quem pôde ver esses dois gênios em ação na melhor época da F1.

  10. Glauson disse:

    Só faltou comparar a idade dos dois pilotos. Senna era 5 anos mais novo do que o professor, portanto os números do nosso herói tupiniquim eram pra ser bem mais expressivos. 5 anos faz uma puta diferença.

    Bernie Eclestone é como o Flavio Gomes, fala muita merda que causa um impacto, uma revolta inicial. Mas depois, quando vc analisa friamente, no fim das contas os dois sempre tem razão.

  11. No duelo com Prost na equipe McLaren, Senna foi salvo pelo gongo nos descartes, principalmente em 1988. Em 1990 Senna foi salvo novamente pelo gongo com sua tática Kamikaze de vingança, senão Prost levaria fácíl por ter uma Ferrari tecnicamente superior naquele momento. Não estou desmerecendo Senna, apenas estou dando um toque de realidade. Prost também era um autêntico político, tanto que jogou umas petecas com o compatriota Balestre, o então Presidente da FIA na época, nada mais!

  12. moisesimoes disse:

    - Interessante. Quando coloco Piquet, Senna, Prost e Mansell, de longe me vem a mente que Prost é o melhor disparado.
    Mas quando vejo Senna Vs. Prost na Mclaren, apesar do empate ser justo em termos de títulos, vejo assim:

    TOTAL DE DUAS TEMPORADAS
    Vitórias: Senna, 14; Prost, 11 (ok)
    Poles: Senna, 26; Prost, 4 ( ta que pariu!)
    Melhores voltas: Senna, 6; Prost, 12 (ok, o dobro)
    Pontos (sem descartes): Senna, 154; Prost, 186 ( ok, três vitórias de 10 pontos a mais que Senna)

    Pódios: Senna, 18; Prost, 25 (ok, Prost estratégico mas Raikonen também tem pódio pra caramba)

    Voltas na liderança: Senna, 1.020; Prost, 708 ( porra, mais de quatro Gp’s de Interlagos na frente do Prost!)

    Nao tenho dúvidas:
    ” Senna wins!”

  13. AS disse:

    Como choram essas carpideiras… mimimimimimi… Le professeur !! O maior … nao… nao… era baixinho. O melhor !!!… hehehe

  14. José Ademar disse:

    Flávio Gomes,boa tarde!

    Gostei muito dessa análise e acho que se fosse Schumacher o parceiro de Senna em 88 e 89 o negócio não iria ser bom para Senna.

    Mais Flávio Gomes,será que você poderia matar uma curiosidade minha sobre estatísticas na MotoGp em especial sobre os pneus?

    Eu queria que você me ajudasse a descobrir quantas vitórias tem exatamente a Michelan,Bridgestone,Goodyear,Dunlop e outras marcas,somente na categoria MotoGP/500CC até 2015.

    Ficarei grato se puderes me dar essa informação,já que o livro de estatísticas da MotoGP eu não posso comprar,já que infelizmente com essa mudança de governo tudo piorou pra mim financeiramente.Tá péssimo,bicho!

    Obrigado.

  15. Leandro disse:

    Mesmo com esses números, ainda acho muito difícil fazer uma análise conclusiva.
    O fato é que Prost foi, disparado, o piloto mais completo e eficiente dos anos 80, vencendo corridas em todos os anos e com todos os carros entre 1981 e 1990.
    Nestes 10 anos, conseguiu 44 vitórias, 4 vices, 3 títulos e uma quantidade enorme de pódios. Teve, ainda, a competência no gerenciamento de sua carreira, o que possibilitou a ele sempre pilotar carros competitivos.
    Se analisarmos as carreiras de Prost e Senna até 1990, não tenho dúvidas de que o francês foi bem melhor no conjunto. Todo mundo se esquece, mas não foi o Balestre que tirou o título de Senna, que precisava, inclusive, vencer na Austrália para ser campeão em 1989 e abandonou a prova.
    A partir de 1991, o panorama mudou completamente. Prost, pela primeira vez desde 198o, não tinha um carro competitivo para lutar com frequência por vitórias, apenas em situações ocasionais. Sua ação nos bastidores, que sempre lhe trouxe benefícios, passou a lhe prejudicar no relacionamento com uma equipe Ferrari em crise. Começou a cometer erros crassos, como em Ímola e Silverstone. Deixou a equipe antes da temporada, sem motivação, e tirou um ano sabático.
    Enquanto isso, Senna conseguiu aliar toda a sua velocidade e competência à maturidade. Passou a saber conduzir uma corrida do início ao fim. Passou a pilotar com mais inteligência. Venceu o campeonato de 1991 claramente com um carro inferior, utilizando a inteligência. Passou a ser mais Prost.
    Quando o francês voltou à F1 em 1993, a situação já era outra. Prost realmente soube tirar vantagens do seu carro, com sua pilotagem claramente em declinio (basta lembrarmos dos GPs do Brasil, Europa e Monaco) enquanto Senna estava absolutamente no auge, tentando equilibrar a disputa com um bom carro, que carecia de mais potência, e uma pilotagem exuberante, fazendo sua melhor temporada na F1. Prost, em fim de carreira, foi campeão, mas Senna foi para a Williams muito fortalecido.
    O resto já sabemos. É difícil analisar o que Senna teria feito nos anos seguintes, disputando os títulos de 1994 a 1997, por exemplo, supondo que ele ficasse na Williams.
    Com certeza, daria muito trabalho a Schumacher em 1994 e 1995 e poderia até ter mudado o destino do alemão, que foi para a Ferrari em 1996.
    Analisando as carreiras completas de Senna e Prost, e considerando o arrojo e a capacidade de pilotagem em situações adversas, ainda acho que Senna foi mais completo que Prost.
    Quanto à comparação de Senna com Schumacher, o piloto da década de 2000, também é difícil a análise. Caso não ocorresse a fatalidade, Senna poderia ter perfeitamente virado o jogo (quantidade de títulos ) a seu favor nas temporadas seguintes, e ter números mais equilibrados com o alemão.
    E aí, considerando os adversários que os dois tiveram em suas épocas, acredito que Senna se sobrepõe a Schumacher e Prost.

  16. Saima disse:

    Aí é o que FG disse: qualquer opinião sobre o maior de todos da qual saia como resposta Fangio, Clark, Stewart, Lauda, Prost, Piquet, Senna ou Schumacher é válida (sendo que dos novos dá pra falar em Alonso, Hamilton ou Vettel). Como é válido mensurar os pontos sem os descartes, ainda que o regulamento até 1990 os previsse. Entre Senna e Prost… Senna.

    • andre disse:

      Eu vivo esta época e assisiti a praticamente todas as corridas, então, vamos aos fatos:

      Enquanto Senna estava na pista Prost ficava na frente dele em no máximo 20% das vezes.

      Porque Senna terminou menos corridas ou faz menos pontos? Esta resposta e muito simples. Naquela época os carros quebravam muito, os retardatários não respeitavam os líderes, que quase sempre era Senna, atrapalharam e até batiam.

      Se fosse hoje em dia, com estes carros que dificilmente quebram, onde largar na frente e fundamental,seria um baile avassalador do Senna sobre o Prost.

      Se alguém tem dúvidas e só ver os vídeos das corridas destes 2 anos.

  17. MarcioD disse:

    Acredito que neste caso se trata mais de qual estilo se prefere o velocista(Clark, Senna, Hamilton e cia.) ou o cerebral(Stewart, Fittipaldi, Prost e cia.) do que realmente quem é melhor. Eu particularmente gosto mais dos velocistas, são mais rápidos, pilotam mais com a faca nos dentes, se arriscam mais, quebram mais, fazem tudo pela vitória, são menos regulares. O cerebral seria o oposto.
    Num calculo simplista, se tomarmos apenas de bicampeão para cima(para evitar distorções causadas por nºs pequenos) e dividirmos o nº de poles pelo de vitórias temos que os dois brasileiros citados curiosamente ocupam os extremos da tabela, que definiria o tipo de estilo. Por estes números podemos dizer que Piquet seria um meio termo em termos de estilo entre os 2 ou seja Piquet= (Fittipaldi + Senna)/2.
    No período citado 88/89 o brasileiro teve muito mais poles e mais vitórias ou seja foi mais rápido e mais eficaz na busca pela vitória do que o Francês em igualdade de condições. A questão dos descartes é algo pre-determinado, os pilotos brigam em cima desta regra, então não deve ser considerada em consideração.
    Colocaria os dois no Top 5 da F-1, mas baseado na minha preferência, nos nºs acima e no fato de Senna ser melhor na chuva eu o colocaria à frente de Prost nos Top 5, não obstante o maior nº de vitórias e títulos do Francês.

  18. nicolas disse:

    Gostei. Já tinha feito esse cálculo em particular. Senna, esteticamente, arrojado, ultrapassagens marcantes, deixou isso na memória do torcedor. Mas, tecnicamente falando, nos dois únicos que se pode fazer a comparação com equidade, Prost é melhor. Os números não mentem. A matemática é uma ciência exata. Lógico que, passional como é, o brasileiro vai reclamar disso. Eu ainda vou além, apesar de gostar de Senna: Piquet era melhor que ele.

  19. Batista Lara disse:

    Senna perde feio no numero de melhores voltas. A meu ver tem uma explicação. As primeiras voltas ele fazia num ritmo alucinante e no final da corrida, ele administrava a vantagem, enquanto os outros , com tanque vazio, faziam de tudo para alcança-lo.

    • Micromax disse:

      ….bem simples de entender. Mas tem gente que usa esse dado para engrandecer Prost, kkkkk!! Pode isso Arnaldo?

      • Paulo Pinto disse:

        Essa teoria cai por terra com Schumacher, o maior vencedor na categoria e que ainda assim, fez 77 (SETENTA E SETE) voltas mais rápidas.

        A regra é clara!

      • Tucão disse:

        A regra é clara Arnaldo!!!!!

      • Matheus disse:

        O texto é sobre Senna x Prost. Aguarde a comparação com Schumacher para dar seu piti habitual de derrotado.

      • Paulo Pinto disse:

        Calma, “viúva”, não fique nervosa só porque citei o Maior do Mundo.
        Quis apenas mostrar que as 19 (DEZENOVE) voltas mais rápidas de Senna, não tem explicação plausível.
        Só isso.

      • Matheus disse:

        Ninguém está bravo, enfermeira. Você não consegue escrever duas linhas sem ofender alguém que pensa diferentemente de você.

      • Justino Nogueira disse:

        Entenda uma coisa: Schumacher só foi melhor em números. Ganhou 250 corridas, fez 3340 pole, 65 títulos mas, em todas as pesquisas de opinião, Senna foi melhor.

        O alemão perdeu pra Hakkinen, Hill, Villeneuve, Alonso e levou pau do Rosberg. Seu grande adversário foi a tartaruga brasileira.

      • Paulo Pinto disse:

        Resposta 1: Quem está ofendendo é você, que não suporta quando alguém mostra que o ídolo apresenta rachaduras.

        Resposta 2: Pesquisas de opinião são boas para eleger político e ainda assim, corre o risco de sair através de golpe.

      • Justino Nogueira disse:

        Ninguém lhe fez pergunta para ser respondida. Limite-se a responder apenas quando for questionado!

        Entenda que está fazendo papel de bobo neste blog. Ninguém liga para o que você acha. Todos tiram sarro da sua cara e você se dá ao trabalho de responder, passando mais vergonha!

        Sai do armário, Pinto!

      • Paulo Pinto disse:

        Vocês, viúvas e alonsitas, não imaginam o quanto são patéticas.
        Caiam na real: Senna morreu tri e Alonso não vai passar de bi. Somando os dois, não dá um Schumacher.

  20. Márcio Souza disse:

    Embora o Documentário tenha colocado Prost como vilão, quem azedou a relação entre os dois foi Senna. Prost poderia muito bem, ter vetado a contratação do Senna em 1988 e não o fez. Acho Prost melhor da história e Senna Segundo, com Shumacher em terceiro. Era uma delícia quando Senna derrotava o francês porque sabíamos, nós torcedores do Senna, que ele derrotará um gênio. Bom, é minha opinião.

  21. Cezar Martins disse:

    Esse levantamento é muito legal e mostra a primeira regra que todo piloto de corridas tem de aprender: para ganhar uma corrida, é preciso, primeiro, chegar ao final. Regularidade sempre foi o segredo desse esporte. E é difícil demais, praticamente impossível, dar uma volta em cima da outra do mesmo jeito, freiando no mesmo lugar, virando no mesmo lugar, reacelerando no mesmo lugar, do jeito mais rápido possível. O cara que é voador no treino, larga com a faca nos dentes e arrebenta o carro depois de cinco voltas, porque já não tem mais freio e pneus, é um inútil showman. Emerson Fittipaldi, pelo que li a respeito de sua carreira na F-1 e pelo que vi na Indy, era assim: um cara regularmente rápido, que vencia com frequência outros até mais rápidos que ele, só que em um número menor de voltas. E, por isso, Alonso ainda é muito melhor que o jovem Verstappen, um menino arrojado, mas que acha que carro de corrida é igual ao Mario Kart. E, talvez por isso, o público jovem ande tão desgostoso com essa F-1 que mais parece um videogame fraquinho e sem sentido. O cara pode até ser ruim e inexperiente, mas tem um carro tão melhor, que facilmente chega na frente de um piloto mais regular que se arrasta com uma Mclaren.

  22. jbchaves disse:

    14 x 11 vitórias, mas em apenas duas corridas vencidas por Prost o Senna estava na pista. Nas outras o Airton quebrou ou fez besteira…

  23. Fernando disse:

    Sempre achei o critério de descarte errado, porém era a regra do jogo.
    Portanto é ridículo dizer que Prost foi o campeão moral de 88. A regra daquele ano tinha descartes e Senna jogou melhor esse jogo , no ano seguinte Prost foi melhor.
    Sem dúvidas Senna era mais talentoso que Prost, mas ele era win or Wall, o que naquela época devido aos descartes e a muitas quebras que ocorriam nao causavam grande prejuízo .
    Agora em um campeonato nos moldes atuais , tenho certeza de que Prost sairia vencedor , pois errava muito menos, embora não saibamos como Senna iria se adaptar aos moldes atuais onde um abandono pesa muito, ele poderia mudar a forma de conduzir o carro.

  24. Alul-atsiplog disse:

    Depois que o Brasil perdeu para a Alemanha de 7 x 1 – vi que números são apenas números. Brasil 5 vezes campeão, o que mais ganhou campeonatos mundiais,mas hoje apresenta um futebol irreconhecível.
    Messi nunca ganhou uma copa do mundo.
    Villeneuve filho foi campeão mundial, Damon Hill foi campeão mundial.
    Para conquistar ou não um titulo ou números invejáveis não diz muita coisa isoladamente.

  25. Costa disse:

    Prefiro o critério numérico: Schumacher. Se é para ser subjetivo: Senna. Prost?

  26. Robertom disse:

    FG, aluno do Bernie, sempre alimentando a polêmica…

  27. Alfredinho disse:

    Um título para cada um. Empate técnico no restante. Sem mais.

  28. Jefferson disse:

    Senna humilhava o francês nas poles. Porém o “professor” era mais regular durante as corridas.

  29. Nelmo Prates disse:

    Em 1989 Senna abandonou muitas corridas. Estava em primeiro disparado, por isso que Prost tem mais pódios.

    Difícil ver corridas em que o Prost venceu e o Senna em segundo. Teve algumas, Quando o Prost ganhava a corrida, O Senna tinha quebrado, isso mostra os pontos a favor de Prost os descartes.

    A maioria das voltas mais rápida pelo Prost, foram tudo na final da corrida, onde o carro ficava mais leve e o Prost tentava alcançar Senna na liderança, este, administrava a vantagem.

  30. Kkkkk! disse:

    Senna foi muito superior, se há algum número favorável ao Prost se deu pelo momento em que os dois se encontraram. Senna em início de carreira na f1 e Prost mais maduro. Senna em algum momento na carreira passaria por esse processo de capitalizar qdo não se pode ganhar, algo que o Hamilton parece ter aprendido e que fez o Alonso o maior pontuador da f1 na época que não andava de gp2.

  31. Alex disse:

    “Ayrton foi campeão na primeira dessas temporadas, graças aos descartes de pontos, e Prost ganhou a segunda”

    “Ayrton foi campeão na primeira dessas temporadas, graças ao regulamento que era o mesmo desde 1980 e Prost ganhou a segunda, pq teve a ajuda do Balestre.

    A primeira forma de expressão quer diminuir a conquista do Ayrton, a segunda não revela a forma que Prost conseguiu bater (literalmente) o Senna.

    Essa é a mesma forma que os esquerdopatas fazem no dia a dia brasileiro, mentira e distorção dos fatos.

    E bora Tombense, jogar aquele lixo de Portuguesa para 4a divisão!

  32. Aluísio disse:

    Senna massacrou no quesito poles, teve muito mais voltas na liderança e venceu mais. Síntese: gênio da velocidade pura.
    Prost teve mais pódios, pontos e voltas rápidas.
    Síntese: fez jus ao apelido de professor. Mestre da estratégia e racionalidade no uso da velocidade.
    Resumo de tudo: dois monstros do automobilismo, dificilmente (e infelizmente) veremos duelo parecido dentro de uma mesma equipe.

  33. Ricardo Cardoso disse:

    Conclusão, por esses números só pode ser uma:

    Ron Dennis era um chefe de equipe com uma p*** de uma sorte do c*****o entre 1988 e 1989.

    Sem mais.

  34. Luciano disse:

    Continuo afirmando o que disse no post inicial. Fosse um rally de regularidade, beleza. Mas é Formula 1. Sou mais Senna. Era mais intenso. Bons tempos aqueles…

  35. Alexandre disse:

    Se regularidade fosse algo que desse o campeonato ao Prost valeria alguma coisa, Vitórias deram mais glorias a Senna, regularidade é bom para Le Mans.

  36. Luciano disse:

    Análise dos dados: não é nada , não é nada ! Não é nada mesmo.

  37. Marcos disse:

    Contem os negritos. Eles se equivaleram. Tem diferenças, sim, mas não dá pra apontar qual é o melhor. Senna era melhor na chuva, Prost era mais constante.
    Muita gente fala do arrojo do Senna e tal, mas isso é gente que só assistiu formula 1 na segunda metade dos anos 80. Esquecem que o Prost tinha mais bagagem, mais experiência, e tinha perdido títulos para pilotos que haviam sido mais cautelosos ao volante (83, 84) . Ele foi mudando a pilotagem dele ao longo dos anos, mas o Prost de 83, 84 não devia nada ao Senna de 88 nesse quesito. Realmente vai da preferência de cada um.

  38. Toni Casagrande disse:

    Duas lendas. Dois gênios. Só não vale comparar números com pista molhada.

  39. FERNANDO MAFFIA disse:

    Senna: Ganhar ou Morrer tentando. Vide GP Brasil 1991.

    Prost: grão em grão, comendo pelas beiradas, como um comentário anterior, o maior piloto de rali de regularidade.

  40. Maurício MV. disse:

    Prost sempre foi um piloto mais completo que Senna.

  41. Paulo disse:

    Acho a avaliação dos pontos sem descartes pode levar a uma distorção, uma vez que o Senna, que era mais agressivo que o Prost, competia de acordo com as regras. Acredito que se os descartes não existissem ele seria menos agressivo em determinadas situações.
    De toda forma, tenho saudades do tempo em que cada piloto podia utilizar suas melhores características. Hoje, a F1 se transformou no campeonato mundial de economia (de motores, de pneus, de combustível), nivelando todos os pilotos.
    Se tivéssemos as mesmas configurações do final dos anos 80, a disputa entre Hamilton e Rosberg seria muito mais interessante.

  42. igor disse:

    26 a 4 poles.. a diferença de pilotagem/arrojo é abissal!

  43. Renato de Mello Machado disse:

    Eu vivi essa época em sua plenitude,e posso falar quê não tinha essa de falar quê o Prost era melhor ou o Senna estava a anos luz. Tive muita sorte de ver os dois disputando, vencendo ou perdendo eram muitos bons naquilo quê faziam.

  44. Celio ferreira disse:

    Senna , velocodade pura …..Prost , mais tecnico , um relógio nas voltas .
    Mas f1 é velocidade e espetaculo , no frigir dos ovos , acho Senna mais
    piloto . Outro detalhe que desemquilibra entre ambos, Prost era um piloto
    lamentável na chuva , e Senna todo mundo conhecia na chuva.

  45. Marco disse:

    Huummmm
    Vai ter viúva do Senna chorando! Mais pontos para o Prost nas duas temporadas…além de melhores voltas.

  46. ags disse:

    Uncle Bernie é uma lenda dos idiotas do mundo..
    Pela idade dele. imagina se que nem com o geriatra ao lado dele 24 hrs..ele fala com com coisa..Deixa..ele sabe que não vale nada a opinião dele..rssssss

  47. Elmo disse:

    Dois gênios.
    Na minha opinião, as únicas ocasiões em que Senna efetivamente venceu Prost foram em 1987 e em 1991. Em 1988, o francês fez mais pontos. Em 1990, a batida proposital criminosa em Suzuka deveria ter sido motivo para desqualificar o brasileiro do campeonato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>