MENU

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017 - 12:55Automobilismo internacional

2T NA VEIA

SÃO PAULO (que coisa mais linda) - O Henrique HML me escreveu perguntando se eu sabia da história de um Lola nos anos 70 com motor dois tempos, um carro que teve até Carl Haas no desenvolvimento. Não, não sabia. Mas é demais. Ele foi feito pela Wynnfurst Racing, equipe americana que disputava campeonatos dos Grupos C e D de protótipos. Um certo Jeff Miller visitou a fábrica de motores Kohler, no Canadá, e teve a ideia de usar um de seus produtos em carros de corrida.

Saiu essa coisa maravilhosa, de ronco inigualável com seus seis cilindros — e dois tempos, óbvio. Se andava bem, não sei. Vou pesquisar. E se alguém encontrar algo, mande por aqui.

13 comentários

  1. CorredorX disse:

    Um amigo tem RD 350, RD 135 e RX 125. Segundo ele, até o liquidificador lá na casa dele é 2T!!

  2. Luciano disse:

    6 Sarachus. Muito legal!

  3. Rodrigo Monass disse:

    Acho que este video é do carro do video ou outro com este motor 2T:

    https://www.youtube.com/watch?v=h4e6u3QwQAw

  4. Alex Bueno disse:

    Pelo escape parece ser um motor de alto giro… Sensacional!

  5. Ricardo Argm disse:

    Aviões como o Electra e o Viscount são coisas do passado mas sinto a falta deles nos aeroportos assim como a convivência com os motores 2T. Para provocar, um Chevrolet D60 com o lendário Detroit Diesel de 2 ciclos:
    https://www.youtube.com/watch?v=erDFz0oPlU4

  6. Flavio Guerra disse:

    Fumaça azul e barulho de motor de popa, excelente!!!!

  7. Claudio Bassi disse:

    Desde que surgiu a injeção eletrônica, tenho uma tese de que seria possível a fabricação de carros populares na faixa de 1000cc com motor 2T e 3 cilindros com um pequeno turbo (semelhante ao que saiu no Gol 1000). Com a injeção e o turbo, o 2T não implicaria na queima da gasolina junto com o óleo. Ele só faria o ciclo 2T na parte de cima e manteria óleo no cárter. Acredito que seria um motor pequeno com maior potência que os 4T, além de ficarem mais econômicos.

    Isso acontecia nos motores 2T GMC Marítimo (diesel) usado em caminhões, ônibus e barcos desde a 2ª Guerra até os anos 90, inclusive nos carros de Bombeiros (Pierce) que ainda rodam em São Paulo. Esse motor é 2T, não queima óleo 2T (tem óleo no cárter), injeção direta, superalimentador (blower) e tem uma janela para admissão do ar além de válvula de escape no cabeçote.
    Seria muito interessante em carros a gasolina.

  8. Vander disse:

    Beleza! O dia que for “Presidente do mundo” _ te cuida Flávio Gomes, só haverá motor dois tempos em toda Terra habitada. Isto posto, não há som mais lindo no Universo!

  9. Wilson disse:

    DKW 6 canecos !!!!!!

  10. Gustavo Barbosa disse:

    Sei que meu comentário não acrescenta nada na vida de ninguém, mas trabalho na Kohler e tenho muito orgulho quando vejo o nome da empresa ligado à alguma coisa de automobilismo.

    Ano passado a empresa já foi Title Sponsor de uma corrida na Indy, agora esse motor deliciosamente barulhento.

    Espero que continue nessa pegada, sem pender pro lado elétrico, ecológicamente correto, mas que não combina com o automobilismo “de raiz”.

    Abraço, Flávio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>