MENU

terça-feira, 10 de janeiro de 2017 - 10:28Automobilismo internacional, Foto do dia

FOTO DO DIA

Essa aí é a BMW M6 GTLM, 19º carro da série “Art Car” que a montadora bávara faz para corridas — vixe, agora me veio a dúvida: “a” BMW ou “o” BMW? De qualquer forma, com esse carro Augusto Farfus começou no fim de semana os treinos para as 24 Horas de Daytona, que vai correr em parceria com o canadense Bruno Spengler, o norte-americano Bill Auberlen e o britânico Alexander Sims. A pintura, desta vez, ficou a cargo do artista norte-americano John Baldessari — temo pelo dia em que a BMW vai resolver chamar Romero Britto.

bmwart17

45 comentários

  1. Ricardo Cardoso disse:

    Não entrando no mérito da pintura do carro (estranha pro meu gosto, mas deve fazer algum sentido pra quem pintou ou pra quem solicitou esse “trabalho”) e ficando no artigo pra ser usado pra “BMW”: dependendo da situação, pode se dizer “a” BMW, quando estiver se referindo ao fabricante, ou “o” BMW quando se referir a um modelo de carro.

    Essa regra (que deve ter uma definição formal, que deve ter sido ensinada lá no ensino fundamental, mas que já esqueci) é que permite que eu ouça a Ferrari e a Ford sem me “doerem os ouvidos”, já que pra mim fica implícito que pode se tratar das fabricantes. E quando ouço “o” Ford ou “o” Ferrari, geralmente nesses casos será citado o modelo do carro também ou seja, por exemplo, “o” Ford GT40 ou “o” Ferrari F550.

    Mas sei lá, como tudo anda mudado, posso estar defasado…

  2. rama disse:

    Como diria Regina Duarte, tenho medo.

  3. Jean Rul disse:

    Bem sem graça para um Art Car. Sobre “o” ou “a” BMW, sempre tive pra mim que “o” BMW se refere a um carro específico, a um modelo; já “a” BMW se refere à marca ou fábrica. Mas, aí podem-se discutir algumas licenças poéticas como a Ferrari, ou Alfa, ou Lancia, para o carro, uma vez que os italianos chamam seu carros de machina.

  4. O “W” é “werke”, que significa “fábrica”. Como estamos falando em português, seria “a”, portanto.

  5. Adilson Faltz disse:

    Pintura horrível, até eu faço coisa melhor no Forza 6 do Xbox ou no Real Racing 3 do iPad.

  6. Antonio disse:

    Pinturinha sem graça. Qualquer grafiteiro de muro faria bem melhor.

  7. Carlos Pimenta disse:

    Esse Romero Brito, é aquele cara que pinta quadros de gosto duvidoso? Hum, acho que sei quem é.

    • guilherme disse:

      Quadros, pôsteres, canecas, mochilas, móveis e praticamente tudo mais que pode receber uma estampa.

      Minha ex-namorada adorava e a essa altura já deve ter desembolsado o par de milhares de dinheiros tupiniquins por uma poltrona pra lá de desconfortável cheia de bolinhas, riscos e outras formas geométricas em cores chamativas. Boa sorte a ela, que continue pagando preços ultrajantes por produtos feios, pelo menos movimenta a economia.

  8. pedro araujo disse:

    esqueci de por o titulo do link do meu comentario sobre o governo biônico:

    Palácio do Planalto troca obras de Cândido Portinari por Romero Brito:

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2016/12/28/interna_cidadesdf,562785/planalto-devolve-48-obras-de-portinari-djanira-e-outros-artistas.shtml

  9. moisesimoes disse:

    - De tão feia, vai aumentar o tempo de volta em 4 décimos – pode apostar.

  10. pedro araujo disse:

    o conceito de arte está um troço meio dilatado hoje em dia

    e olha que eu até gostei da coisa

    mas sobre romero brito e o governo biônico:

    http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2016/12/28/interna_cidadesdf,562785/planalto-devolve-48-obras-de-portinari-djanira-e-outros-artistas.shtml

  11. Diga Não às Dorgas disse:

    Como diria o filósofo Felipe Smith:
    “Guarapari, Búzios, minha arte! Romero Brito? PC Gusmão? SAMU? Teu c*!”

  12. Ulisses disse:

    Na boa, prefiro uma pintura Romero Brito do que essa aí!
    … infantil demais!
    … ou, deve existir algum conceito metafísico e quântico que a explique tanta “singularidade”!
    Mas, que ficou uma bosta, lá isso ficou!

  13. Robertom disse:

    A vida de artista famoso é uma beleza, faz qualquer coisa (m…..) e é uma obra de arte…
    Quanto ao artigo definido acho que é o BMW, falando V no final…. pois é uma sigla alemã.
    Se consultarmos os artigos no idioma alemão a coisa complica :
    Neutro para automóvel, das Auto.
    Masculino para carro, der Wagen.
    Feminino para veículo, die Fahrzeug.
    A pintura tradicional tricolor ficaria muito melhor….

  14. Hugo disse:

    Flavio,

    Em alemão quando marca/modelo do carro é usada para se referir ao carro em si e não a fabricante, o masculino é usado – nesse caso a origem é ‘der Wagen’ e assim der BMW ou der Golf. Ao mencionar carro de forma geral, usa-se o neutro ‘das Auto’, forma curta de Automobil.

    Saudações
    Hugo

  15. Thiago disse:

    Depende, se for em relação a montadora, a BMW, se for com relação ao carro, o BMW. Mas seja o ou a, e uma puta maquina

  16. Moy disse:

    Que show de trabalho escolar. O piralha que pintou fez até legal.

  17. Marcus Simões disse:

    Máquina. Mas, bem sem graça.

  18. Rodrigo disse:

    Flavio, só faltou postar a foto da pintura do carro….. rs

  19. Americo Gameiro disse:

    Romero Britto já pintou Audi
    http://g1.globo.com/Noticias/Carros/0,,MUL178201-9658,00-CURITIBA+RECEBE+AUDI+ESTILIZADO+POR+ROMERO+BRITTO.html

  20. guilherme disse:

    A BMW chamou John Baldessari para pintar o BMW.

    Não, isso tá estranho. Desde moleque, todo mundo fala “a” be eme dábliu.

    Aliás, por quê é o Ford mas a Ferrari se ambos são derivados do sobrenome do fundador?

    Vale lembrar que, em boa parte dos países gringos, carro é feminino — la voiture, la macchina, os americanos e bretões que adoram chamar qualquer coisa com motor de she de certo pra mostrar que é coisa de macho.

  21. Eduardo Bordignon disse:

    uma “nave” dum auto desse….com uma pintura de criança da pré – escola. Péssimo gosto

  22. Fábio 77 disse:

    “temo pelo dia em que a BMW vai resolver chamar Romero Britto”

    hahhahahhahahhahahha

    Eu tb !! Que coisinha mais feia isso aí. Deve ser alguma homenagem ao Japão essa bola vermelha no teto…

  23. Rodrigo Moraes disse:

    Nossa! Que pintura linda!!!

  24. Helio disse:

    Fique tranquilo, Flávio. A BMW entende do riscado. Quem já teve Andy Warhol, Alexandre Calder, Roy Lichtenstein, David Hockney e mais recentemente Jeff Koons e Olafur Eliasson entre outros, jamais vai chegar na cafonice onde habita o ultra brega e copiador Romero.

  25. THIAGO GOMES disse:

    A pintura do carro me lembrou quando eu comecei a usar o Paintbrush, da Microsoft… nao sabia de nada e ia testando o que cada icone fazia.

  26. Wender Higinotsumi disse:

    Sempre essa admiração pelo Romero kkk
    Não me esqueço da etapa da F-E que o Di Grassi usou um capacete pintado por esse cidadão. Pensei ” mas que coisa mais feia, não entendo pq falam tão bem desse sujeito” e logo depois você comentou basicamente a mesma coisa kkk

  27. GARLET disse:

    FG não tente disfarçar, você adorou a pintura, pensou até em copiar no voyage……….malandrinho………..

  28. Fabricio.RC disse:

    Falamos sempre A se nos referirmos as empresas, e O se for referente ao carro, ou automóvel, ou veículo. Pelo menos foi assim que aprendi. ;-)

    Falamos a Porche, a Mercedes, a BMW, a Volkswagen, a Audi, mas quando falamos sobre o carro dizemos o Audi R18 TDI, o 911 turbo, o Corolão Le Mans, etc, etc. rsrsrs

  29. Alessandro Silva disse:

    Oremos pois, para que esse dia nunca chegue!

  30. Alvaro Ferreira disse:

    Bom, eu, pelo menos, sempre chamei de “A” BMW… Essa M6 é uma beleza, mas a pintura achei meio mixuruca.

  31. TARCISIO FRASCINO FONSECA disse:

    Em 1994 cinco veículos BMW foram expostos no MASP.
    Alguns eram (e ainda são) lindos.
    Em alguns casos não deveriam ir para as pistas riscar aquelas pinturas tão criativas.
    Um dos expostos foi o BMW com pintura de Andy Warhol.
    Aqui tem mais: http://www.artcar.bmwgroup.com/en/art-car/

  32. marcelo kuba disse:

    Realmente não sei se o Romero britto consegue piorar isso, sou fã da BMW mas essa pintura ta osso!

  33. Pedro Wolthers disse:

    Arte minimalista.

  34. Paulo F. disse:

    Sempre a !
    “A” fabrica!
    “A” máquina!!!!!!!
    Mas em termos de Art Car , Calder e Stella são imbatíveis!!!!!!

    • Fernando do Amaral disse:

      Concordo quanto ao Calder — para mim um ou mais níveis acima dos outros , aquele carro resultou em masterpiece — mas o Stella (acho q o seguinte na série) é decepcionante.

      • Paulo F. disse:

        Tem que ver os dois ao vivo.
        Os dois foram usados em competição.
        Frank Stella é um autofreak. Fã de corridas e amigo de Ronnie Peterson.
        Ao vivo o carro de Stella é impressionante.
        Stella tem também um segundo Art Car, este não oficial, um M1.
        ver em:
        http://www.stanceworks.com/2016/09/the-meaning-of-the-art-peter-greggs-stella-bmw-m1-unofficial-art-car/

      • F. do Amaral disse:

        Sim , concordo , até porque nunca vi algum da série ao vivo ( perdi a exposição itinerante que esteve em SP anos atrás ).

        Sabia que ele é um auto freak , uma vez até escrevi uma carta a ele (mas nunca enviei) quando soube ele ser fã : tentei amarrar conceitos de arte , espaço relacionado a lugar e o autódromo de Interlagos …( !?!)
        Muito legal esse M1 que ele fez para o Peter Gregg , que foi um grande piloto de GTs mas de destino trágico embora fora das pistas.

        Outros que gosto muito são o do Roy Liechtenstein, com a paisagem matinal da pista estampada no entorno do carro (acho mesmo emocionante como homenagem å prova ) e o do Jeff Koons , a mim parece brilhante como solução visual de representação de alta velocidade , e plasticamente tão rico como o do Calder (em minha opinião).

        É muito rica essa história dos art cars : houve uma encomenda para o James Rosenquist , ele chegou a realizar uma pintura num modelo em escala , mas suspenderam o projeto e alguém , não se diz quem , no meio do caminho entre EUA e Europa ficou com a maquete … apropriou-se de um Rosenquist único.

        Tenho uma pequena foto da do Calder na pista que recortei de uma AutoSprint da época , é espetacular.

    • F. do Amaral disse:

      ah, e ainda : não gosto muito dos trabalhos do Baldessari ( os que conheço , em fotografias ) mas olhando esse carro na imagem máxima gostei dos detalhes , especialmente o capô , as saídas de ar do motor e as cores sobre o branco — e creio q faz falta não se ver a imagem do próprio carro q o artista imprimiu no lado direito ; a palavra FAST realmente não exerce muito fascínio , não ? abr

  35. Alvaro disse:

    O carro é lindo, mas essa pintura já teve consultoria do Romero Britto, pelo amor de Deus, está triste.

  36. Alberto disse:

    Vixe, agora eu que me perguntei: “o” ou “a”BMW!
    Acho que se for a fábrica é “a” BMW pois Bayerische é feminino. Die Bayerische Motorem Werke (A BMW)
    Se for o carro complica porque carro não é nem feminino nem masculino (Das Auto)
    Então na dúvida acho melhor: A BMW!

  37. Gabriel Milek disse:

    Quando vão mostrar o carro pronto? Pra chamar de “Art Car” falta muito ainda…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>