MENU

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017 - 18:24F-1

2017, DIA #2

stoffel17

SÃO PAULO (cheio das ideias…) – Acho o maior barato quando comentaristas de futebol dizem: “Me preocupa a defesa do São Paulo”. Te preocupa? Por quê? Você é o técnico? O presidente? Torce para o São Paulo? Jogou uma grana no São Paulo em casas de apostas?

Bom, me preocupa a McLaren. Não torço para ninguém de forma permanente na F-1, mas todo ano coloco uma ou outra no meu ranking da simpatia. Gostaria de ver o talento de Alonso ser reconhecido de novo e curti o laranjão que a equipe adotou nesta temporada. Aí os caras quebram um motor ontem e outro hoje — desta vez, com o novato Stoffel Vandoorne (na foto acima).

Foram apenas 40 voltas ao longo do dia, depois de nova troca da unidade de força, conhecida também como motor. A propósito, não vou publicar o quadrinho de tempos da FIA como ontem, porque ele contém muitos erros. Ficamos com a tabela do Grande Prêmio, que está lá acompanhando tudo. Deiva ter feito isso ontem, também. Sorry.

temposida217

Essa tabela mostra, inclusive, os pneus usados na melhor volta de cada um, o que é muito mais interessante. Por ai se vê o peso do tempo de Raikkonen, que liderou o dia. Andou com macios e foi 0s023 mais rápido que Hamilton de supermacios. Significa alguma coisa? Sim. Ontem Vettel já tinha andado bem. Hoje, Kimi. Sem problemas mecânicos, o que para a Ferrari é uma ótima notícia. Começar bem os trabalhos é essencial quando se tem uma pré-temporada tão curta, de apenas oito dias de treinos.

Foram 167 voltas para a Mercedes e 108 para os italianos. A equipe alemã já arranca na frente no quesito quilometragem, algo muito importante para a primeira fase do campeonato. Outra que vem andando bastante sem nenhum problema é a Haas, 116 voltas hoje com Magnussen.

O que não é muito animador, até agora, é o desempenho da Red Bull. A distância de Verstappinho para Raikkonen foi superior a 1s. E quem não pôde confirmar a boa forma hoje foi a Williams, graças a uma rodada do jovem Lance Stroll, que quebrou a asa dianteira e encerrou o dia com meras 12 voltas. Algo que deveria tê-lo feito bater com a cabeça na parede, mas que nada… Do alto dos milhões de euros que papai despeja na equipe, o canadense aparentou um certo desdém com a cagada, como notou Thiago Arantes na sua entrevista pós-cagada. Tem um vídeo do incidente aqui.

Coisinhas legais do dia:

- Hamilton sentiu o nabo que serão esses carros. “Fisicamente, são muito exigentes. Estou com algumas pequenas contusões e inchaços que nunca tinha tido antes”, falou. Do jeito que explicou, parece que tomou uma surra. Mas jurou que se preparou bastante durante o inverno.

- Por outro lado, o inglês, ontem, tirou uma casquinha da concorrência ao dizer que a Mercedes tem um carro “mil vezes melhor que os outros” e que por isso nem precisa forçar o ritmo. “Eles que têm de fazer isso.”

- A Mercedes continua andando com seus dois pilotos todos os dias, o que me parece uma opção interessante. Lewis e Bottas apenas alternam o período do dia. Isso faz com que ambos treinem quatro dias seguidos. Não sei por que as outras equipes não fazem o mesmo.

- Mais um que ficou impressionado com a velocidade nas curvas: Esteban Ocon, estreando como piloto titular da Force India. Outro que definiu os novos carros como “beasts”.

- A Ferrari está quietinha. Seus pilotos não estão dando entrevistas. A estratégia é falar menos e trabalhar mais. O único que não alterou em nada seu comportamento extra-pista foi Raikkonen.

E por enquanto é só. Amanhã tem mais.

36 comentários

  1. Carlos Pimenta disse:

    Mclaren parece que perdeu a mão mesmo, Que carro feio da porra.

  2. Luiz Carlos disse:

    Pelo jeito mais um ano perdido do Fernando Alonso…

  3. Ricardo disse:

    Também torço por dias melhores para a Mclarem, poderia começar pelo lado mais fácil, tirando o Alonso. Ele mais uma vez da mostras de como é “capaz” de agregar a equipe e construir um time vencedor… SQN.

  4. Luiz disse:

    Flávio, li em outro site que alguns pilotos estão achando que vai ser mais dificil ultrapassar com o novo regulamento para os carros e até falaram da maior dimensão dos carros este ano. Seria interessante de alguma forma, fazer um comparativo com carros de diversas épocas. Me lembro dos carros dos anos 1980/1990 que eram muito largos e tínhamos ultrapassagens fabulosas. Acho que o que falta para esses caras é um pouco de braço e coragem! Um pouco de sangue de Nelson Piquet, Ayrton Senna e outros grande em ultrapassagens, faria muito bem para a categoria.

  5. Luiz Carlos disse:

    Muito mi mi mi !!! Aposto que Bottas vai dar muito mais trabalho que Rosberg para o comandante Hamilton.

  6. Leandro Batista disse:

    Papai tá pagando, filhinho pode socar os bólidos da Williams a vontade no muro. O duro é quando tiver mais gente por perto e sofrer pelas cagadas do menino. O que vai ter de piloto com o cu na mão rezando pra não tomar uma pancada do Strollzinho na primeira curva não será brincadeira…

  7. Marcos Roberto disse:

    Alguém sabe me informar se tem algum lugar transmitindo a pré temporada? ou não transmite ?

  8. Felipe disse:

    Tabela do dia #1 está com ERROS!!! Tentei avisar mas você entendeu errado: era pra corrigir no site do GP, você acabou corrigindo (errado) aqui. Veja abaixo:

    ERRO 1 (gap)
    1. Hamilton 1:21.765

    10. Ericsson 1:26.841 (Gap + 3.672 está ERRADO, o correto seria 5.076)

    ERRO 2 (posições)
    Bottas aparece com # de voltas e tempos do Ricciardo (e vice versa).

    COMENTÁRIO:
    Vocês estão com um problema recorrente de revisão no site do GP.

    LINK:
    http://flaviogomes.grandepremio.uol.com.br/2017/02/2017-dia-1/

  9. Marcos Gomes disse:

    Hamilton : “Fisicamente, são muito exigentes. Estou com algumas pequenas contusões e inchaços que NUNCA TINHA TIDO ANTES”. Agora é que quero ver quantas corridas eles acabarão saltitantes, dando cambalhotas como estavam acostumados a fazer.

  10. Boca disse:

    FG,
    A cobertura está excelente mesmo, mas seria melhor ainda se a Evelyn colocasse em qual volta do “stint” foi obtido o melhor tempo, quantas voltas cada piloto dá com o jogo de pneus, a sequencia de tempos de volta em um único stint…

    Só colocar os tempos de volta “crus” não nos dá a real dimensão da “bagaça”.

    Abraço!

  11. Eduardo disse:

    É uma pena todo o planejamento de centenas de colaboradores da Mclaren e um orçamento previsto de 320 milhões de dolares ir para o ralo mais uma vez pela incompetência da Honda …. já são 3 anos de fracasso …. acho que a Mclaren deveria rescindir essa parceria com a Honda este ano e adotar a unidade de potencia da Renault para 2018 …… imagine ter que redesenhar todo motor no meio da pré temporada ….. a ano da Mclaren ja era !!!!! Esse fracasso da Honda é um aviso de alerta para outras montadoras “não venham que o treco é complicado”

  12. Clodoaldo lelli disse:

    A primeira coisa que pensei quando vi a foto foi UE essa equipe não tinha falido?
    Tá igualzinho só tem a barbatana a mais

  13. José R. disse:

    Flávio,
    Sabe se o Fábio Seixas abandonou o blog?
    Último post dele foi em 18/12/16 e de lá para cá muita coisa interessante aconteceu na F1: retorno do Massa, contratação do Botas, revelação dos carros, dois dias de testes, etc…

  14. Glauco Tavares disse:

    Tudo igual aos últimos três anos apesar de todas as mudanças. Mercedes escondendo o jogo e mesmo assim andando forte, Ferrari com lampejos, Red Bull sofrendo com a Renault, as médias dando o máximo e tendo desempenho apenas razoável, Sauber se arrastando e a Mclaren…. ah a Mclaren… Novamente um bom chassi casado com um motor manco. Melhor já correr atrás de um novo fornecedor de motores! A Honda não acerta a mão no híbrido/turbo e novamente falta potência e confiabilidade. Japonês não tolera tanto fracasso e vexame, não será espanto se os caras pularem fora no final da temporada, ou antes até! O exemplo da Nissan no Wec talvez caia bem neste caso.

  15. Pablo disse:

    A Haas está indo bem nos testes com o Magnussen. Vamos ver se o Grojã vai manter o pique.

  16. Mentecapto disse:

    Flávio, estou com você. Sou torcedor do Espanhol, que nada me tira da cabeça que é o melhor piloto do grid, bem como um dos grandes de todos os tempos, ao lado de Schumacher, Clark, Senha e Prost. Espero que a Mclaren reaja.

    Como também sou torcedor do aussie gente boa, espero que a Red Bull esteja escondendo o jogo.

    Ferrari surpreendendo em confiabilidade e velocidade. Espero que não seja fogo fátuo, para o bem da temporada.

  17. Chorez Alonso disse:

    Mas ano que vem a McLata vem hot.

  18. Celio ferreira disse:

    A F1 está como sempre , nos testes atuais nota-se que como nos anos anteriores
    a Mercedes , trabalha com 85 % de potência nos motores , nota-se pelo discurso
    de Hamilton , O GP da Australia vai confirmar isso…..o resto vai correr entre êles.

  19. André Viana disse:

    Flavio, não sei se tu acompanha a cobertura da Sky Sports, mas o Ted Kravitz (do maravilhoso Ted’s Notebook) entrevistou o Brawn lá em Barcelona. Tem MUITA coisa boa ali, acho que vale dar uma olhada:

    https://www.youtube.com/watch?v=zz6FB-buuRQ

  20. Luis disse:

    Duas coisas que achei interessante: o piloto de testes da Sauber, Antonio Giovinazzi, com o número 36, e o Lance Stroll usar o número 18, um número antes do 19 do Felipe Massa. Achei falta de personalidade, parece que colocou o número para passar a idéia de que é primeiro piloto, mas enfim…

  21. Giovanni disse:

    Sabe por que a McLaren tá andando mal? Porque estão andando com a Virgin de 2010…

    http://adn.gpupdate.net/news/158148.jpg

    • Paulo F. disse:

      A McLaren lembra a Brabhan no ocaso.

      Anda mau porque o motor Honda esta mais para motor da GP2 (palavras do Alonso)

      Nem mandando um emissário especial para Bahia e fazendo um megadespacho para a bagaça pegar no breu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>