MENU

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017 - 19:25Automobilismo internacional, Caminhões

BACK TO LIFE

SÃO PAULO (palmas) – Olhem que legal isso… A Penske restaurou o caminhão que a equipe usava quando venceu pela primeira vez as 500 Milhas de Indianápolis, em 1972 — foram 16 no total. O piloto, na ocasião, era Mark Donohue, a bordo do #66 Sunoco McLaren Offy — americano adora colocar os patrocinadores no nome do carro. O caminhão era um Fleetstar azul conhecido como “The Blue Hilton” e foi usado pelo time até 1983. Levava, também, os Porsche de Can-Am para cima e para baixo.

Abandonado numa pequena cidade de Illinois sabe-se lá quando, ele foi encontrado em 2015. Estava à venda e quem viu o anúncio numa revista foi um velho funcionário da Penske. Foram atrás do dono, um certo George Boyd, que o usou para corridas depois de comprá-lo da Penske. Era o segundo dono.

Depois de constatado que era o “Blue Hilton”, a equipe fez uma oferta, comprou de volta e, depois de oito mil horas de trabalho na empresa de caminhões da Penske, ele terminou de ser restaurado. A pintura reproduz a original — nada de adesivos, letras pintadas a mão — e ele ficou pronto a tempo para o aniversário de 80 anos de Roger Penske.

Grande exemplo de preservação da história.

blue-hilton-now

11 comentários

  1. Farid Salim Junior disse:

    Como os tempos mudaram! Hoje em dia, é preciso um avião para transportar tudo o que uma equipe precisa. Há 45 anos, bastava uma coisa linda dessas e dava tudo certo… Pois é dessa simplicidade que o automobilismo precisa para não acabar, como estamos vendo. Os protótipos dos posters na foto não serão mais vistos em breve, por conta os custos, Equipes grandes demais ofuscam e fazem sucumbir as menores e, campeonatos acabam virando torneios sem competição, sem emoção, sem graça…
    O saudosista aqui clama pela volta desses tempos simples, românticos, alegres e emocionantes!
    Só queria ver a cara do velho Roger ao se deparar com a peça da foto acima.

  2. CorredorX disse:

    Alguém ainda duvida que Roger Penske é o maior dono/chefe de equipe de todos os tempos?

  3. Saima disse:

    Tivessem mandado pro Overhaulin ou pro Huck, imaginem o que teriam feito com essa relíquia.

  4. Andre Souza disse:

    Porsche+Audi ?
    Por favor, alguém pode explicar?
    Elas correram como uma única equipe, é isso?

  5. Alessandro Neri disse:

    Um país e seu povo que não valoriza e preserva sua própria história e memória, é um país, e povo, sem futuro.

  6. moisesimoes disse:

    - Parabéns à equipe e à Roger.

  7. rogerV disse:

    E.U.A é um parque de diversão em se falando de carros ‘antigos’…. delírio puro!

    • Adriano Santi disse:

      Verdade. Moro em Los Angeles e quase todo dia vejo carros antigos, tanto velhos guerreiros quanto restaurações perfeitas, por aí. Muito difícil passar um dia sem ver um antigo pela rua. Sem contar os eventos e museus automotivos que tem por aqui. Pra quem é apaixonado por carro, vale a pena a visita.

Deixe uma resposta para Alessandro Neri Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>