MENU

segunda-feira, 6 de março de 2017 - 19:43Dica do dia, F-1

DICA DO DIA

SÃO PAULO (vamos recuperar o tempo perdido) – Daqui a 20 dias começa o Mundial de F-1. A categoria passa por nova mudança drástica de regulamento, lembrando temporadas como as de 1994, 2009 e 2014, por exemplo. Em algumas dessas revoluções, certas equipes deram o pulo do gato — todos se lembram da Brawn de 2009 e da própria Mercedes, que saiu na frente de todo mundo no início da era dos híbridos.

Pedro Henrique Marum conta algumas dessas histórias no GRANDE PREMIUM. E pergunto: alguém será capaz de algo parecido em 2017?

buttonbrawn

22 comentários

  1. Danilo Oliveira disse:

    Carros Maravilhosos foram os de 2005 com os V10 pure sound sem contar o design proporcional e se uma correção os híbridos começaram em 2009 com a introdução do Kers na categoria aonde eram dois sistemas de propulsão o motor a combustão aspirado V8 litle block de 2.4 litros com o motor elétrico em 2014 voltaram a era turbo 1.6 V6 de geladeira o que não é uma novidade também com os motores elétricos e a nomenclatura ridícula de ” unidades de força “.
    Acho que a Ferrari vem forte e por incrível que pareça a Williams poderá surpreender sim com o Massa isso se ele não pipocar. Grande abraço FG!

  2. augusto sanchez disse:

    Alguém precisa revisar o texto lá do grande premium, está cheio de erros nas descrições da parte técnica…suspensões em cromo?

  3. Guimartins disse:

    A classe de carros de 2009, embora com alguns carros com o bico alto, quadrado e bem pronunciado, foi a última classe de carros lindos, na minha humilde opinião. Aliás, esse design da Brawn me remete DEMAIS à Mercedes de hoje, guardadas as proporções.

  4. Michel disse:

    Brawn, o carro campeão mais feio da história.

  5. GArlet disse:

    A MErcedes iria correr com o carro 2016, mas então a Ferrari fez um tempo muito próximo, e eles tiveram de buscar na garagem o modelo 2017. Ao meu ver o espanco continua por parte da flecha de prata……………

  6. Victor disse:

    Legal a publicidade na asa traseira: Exterminador do futuro: a salvação!

  7. Mario Marolo disse:

    Reportagem falha… Informações erradas sobre os pneus em 98… A matéria também da a entender que o Alonso levou de barbada em 2006, o que claramente não foi o caso

  8. Toni Casagrande disse:

    Legal é o pulo do gato da McLaren 2017. Pulo do gato que subiu no telhado.

    https://www.facebook.com/TemplodoAutomobilismo/videos/729279747245143/

  9. Rafael Rego BH disse:

    Uma outra dica:
    https://www.youtube.com/watch?v=fg-mgA9g3bY

    o cara gravou os treinos de pre temporada com um audio 3d. Sei lá o que isso significa, mas dá uma sensação de estar ao lado da pista…

  10. joel lima disse:

    Pelos treinos, acho que a Mercedes ainda vai continuar mandando. A Ferrari parece que está bem, mas o problema é que a equipe não consegue melhorar o ponto de partida no início e aí o drama não é chegar na Mercedes, mas sim ver qual equipe está colada e pronta pra passá-la.

    Acho, e aí é puro palpite, que a F1 este ano terá o tetra do Lewis.

  11. valter disse:

    Pintura amarela marca texto, dizia FG na época. Barrichello não montou o “cavalo selado”.

    • mauro disse:

      Na verdade Barrichello nem era para ser o piloto da brawn, contrato inicial era para apenas as tres primeiras provas, e o equipamento não era igual ao do Buton, apesar de ser um carro da mesma equipe, tinha componentes diferentes que influíam no desempenho, mas mesmo assim fez um campeonato digno, com duas vitorias. A equipe como era sua primeira (e ultima) temporada na F1 trabalhou para o Buton, o que é compreensível, se dividissem a atenção com os dois pilotos poderia ter atrapalhado o titulo, pois a Red Bull cresceu muito do meio do campeonato para frente.

  12. Cenzi disse:

    Acho que não. Na pré temporada de 2009 a Brawn já chegou andando bem, deixando todo mundo espantado.
    Agora, os carros de 2009 eram bonitos, hein? Sem todas aquelas asas e aletas que “enfeiavam” os carros até 2008. E o campeonato foi muito bom, também. Era um bom regulamento. Começou a piorar com o DRS e foi pro saco de vez com os motores híbridos.

    • Bruno disse:

      Fiquei feliz com a intenção do Brawn de banir o DRS. Quando surgiu, no primeiro ano, até achei bacana. Depois, assim como o próprio Brawn sugeriu, as ultrapassagens tornaram-se artificiais e hoje quando alguém cola atrás na reta, a gente já sabe que antes da curva vai ter ultrapassado. Bom mesmo era quando o único “DRS” era o vácuo, rs.

  13. Paulo disse:

    Essa carro da Brawn era lindo pacas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>