MENU

segunda-feira, 8 de maio de 2017 - 21:23Indy, IRL, ChampCar...

LEITURA OBRIGATÓRIA

SÃO PAULO (brilhante) – A volta do nome McLaren e da cor laranja a Indianápolis — e à Fórmula Indy também — é carregada de simbolismos.

Como se sabe, ou seria recomendável que se soubesse, o mundo não começou quarta-feira da semana passada. Esta história específica começa muito tempo atrás, em meados dos anos 60, quando a Lotus resolveu fazer a América. No início dos anos 70, a McLaren foi junto. E a epopeia dos carros criados por Bruce Mclaren está contada lindamente pelo Renan Martins Frade no GRANDE PREMIUM.

A trajetória dos carros alaranjados no Brickyard inclui poles, vitórias, pilotos espetaculares, quebras, acidentes e, inclusive, a sementinha que fez da Penske o que ela é até hoje — no caso do time cliente, as cores eram outras, mas a origem estava nas oficinas da Inglaterra.

Preparem-se para a corrida do dia 28 lendo esta espetacular reportagem, pois. O passado está aí para ser conhecido. E é maravilhoso.

macindy71

10 comentários

  1. Fernando do Amaral disse:

    Na foto do post, Mark Donohue pilotou o #66 (equipe Penske) e Peter Revson 0 #86 (equipe McLaren); Donohue venceu a “500″ de 1972, se não me engano. E estes dois pilotos, dos melhores já surgidos no automobilismo norteamericano, ambos morreram em acidentes com carros de F1 .

  2. Leandro 440 magnum disse:

    Só lembrando que os motores Offy-turbo eram ajustados para renderem 1200HP nos treinos.

  3. Alexandre disse:

    Leitura realmente obrigatória, muitos detalhes e as fotos estão muito boas, belos carros.

  4. Luciano Rizzi disse:

    Meus Deus, estes carros são infinitamente mais bonitos que os atuais.

  5. Reinaldo Bascchera disse:

    Flávio,

    Houve um tempo em que a corrida de Indianápolis contava pontos também na F1, não era? Isso existiu ou estou equivocado?

  6. Rafael Rego disse:

    Muito boa a materia. Eu desconhecia completamente essa parceria Penske-McLaren.

  7. Otavio disse:

    Os M15 e M16 são lindos, com aqueles aerofólios no nível dos pneus traseiros. Particularmente, não gosto dos atuais apêndices.

  8. Chupez Alonso disse:

    Seria legal mais posts sobre a Moto GP aqui no blog.

  9. E eu até já estava achando o carro do Alonso bonitinho… que maravilha esses carros! De cair o queixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>