MENU

quarta-feira, 7 de junho de 2017 - 18:39F-1

MAROLA

RIO (no embarque) – As atividades nem começaram em Montreal — portanto nenhum motor quebrou, ainda –, mas a fumaça está feita. Zak Brown falou que a Honda “está perdida” e que a McLaren não vai tolerar mais um ano como este.

O divórcio parece iminente. Problema é: se se separar dessa, vai casar com quem? Ferrari? Impossível. Mercedes? Os alemães não querem. Renault? Os franceses já têm problemas demais para resolver.

Faltam noivas.

45 comentários

  1. Alfredinho disse:

    A McLaren não está tão perdida assim. Os dois carros da equipe sempre conseguem achar o caminho para os boxes.

  2. Wolfpack disse:

    A única chance da McLaren é um motor próprio ou uma marca alemã como Porsche ou Audi/VW. Sem chance com outra alternativa. O brasileiro tem memório curta, na verdade a memória do brasileiro é equivalente a de uma rã. O que ocorreu com a RBR dois anos atrás???? Qual o resultado daquela novela???? Não existem motores prontos ou montadoras dispostas a entrar nesta brincadeira facilmente. Erraram a estratégia com a Honda, pois sabiam da complexidade dos sistemas hibridos atuais. O que decería-se perguntar aos japoneses, para que servem os métodos de resolução de problemas da Toyota? Resposta servem somente para encher linguiça e empregar desocupados, ratos, consultores que sugam recursos de RHs amadores nas grandes corporações por ai. Quando o bicho pega, ninguém vai recorrer a ishikawa amadores.

  3. Ron disse:

    McLaren Mercedes ou Renault-Ilmor.

  4. André Sb disse:

    Eu apostaria no rompimento com a Honda, retorno ao Mercedes (preparados pelo Illien) e manutenção do Alonso.

  5. Ajinomoto disse:

    Espeta um motor Yamaha. De preferência 2T…

  6. ags disse:

    Markilaren…joga o Pigmeu dentro da barata..
    Manda Alonso..pra Williams..e pronto,

  7. Helton Fernandes disse:

    Se arrependimento matasse o Mansour Ojjeh mandava matar o Ron Dennis por ter inventado esse pesadelo com a Honda…

  8. Jose disse:

    Para mim é barbada: vai de Mercedes, provavelmente com uma especificação anterior. A não ser que o fim do casamento tenha sido tão tumultuado que nunca mais uma queira ver a outra.

    • Luigi disse:

      Talvez você acerte,pois eu acredito que o problema de relacionamento entre Mercedes e MacLaren, chamava-se Ron Denis , com toda sua empatia e a arrogância..
      Mas pode ter um probleminha, que poderia ser a Mercedes não querer ser vencida por um carro que use o seu motor., coisa que entre os que usariam o seu motor,na minha singela opinião , a MacLaren seria a mais apta a fazer,pois a Force ainda na realidafe não é tão forte assim é a Williams, pode ter até um bom chassis e aerodinâmica, más tem dois pilotos que :um é muito fraco e estorvado o outro completamente inseguro e submisso e em estratégia de corrida , é simplesmente, das equipes que tem história, um desastre total.

  9. Clebio Junior disse:

    Quais as chances de a McLaren trazer uma nova marca de volta para o Grid como a Ford? As regras atuais permitem ou tem que adotar um dos propulsores que já estão no grid? Se tiver que ser assim aposto que eles utilizem as mesmas unidades da Red Bull.

    • Thiago Brasil disse:

      Zero. Tem que lembrar que os carros não usam motores comuns, então que já faz faz, quem não faz, esquece.
      Ninguém quer mexer com essas unidades de potência.
      Primeiro porque desenvolver isso leva anos, depois porque consome muito dinheiro.

  10. Miguel disse:

    McLaren e Jac Motors em 2018!

  11. Murio Cico disse:

    palpite: Agora que a Ferrari está voando, Marchione venderá para a McLaren motores rebatizados de Alfa Romeo.

  12. Pauo disse:

    Não faltam anéis no logo da AUDI.

  13. Laercio disse:

    Essa é fácil. Alonso foi dar umas voltas de carros de corrida aqui nas américas. Ou seja, próximo motor da mclaren será Chevrolet ou Ford…… Ou qualquer motor estadosunidenses. Todos querem mais gps por aquelas bandas e esse negócio de Alonso correr na indy é mais una jogada de marketing. Continuam falando de colocar mais gps nos Eua e isso vai de encontro com tudo o que está acontecendo.

  14. Dimaz disse:

    e correr com o motor ‘velho’ da MB??? na situacao da honda melhor fazer um 2018 com motor 2017 MB mas participar de verdade do q a situacao atual…

  15. Toni Righi disse:

    É a tal da marolinha tsunami.

  16. Rocker disse:

    Ford, Cosworth, BMW, Toyota, “Tag-Heuer”…

  17. Ewerton Calebe disse:

    Normal… Eu mesmo separo das namoradas sem pensar no próximo sábado.

  18. Thiago Barbosa disse:

    Acredito que a McLaren poderia passar a correr com os próprios motores. Seria interessante também uma parceria com Audi ou Porsche, apesar de improvável. Mas na situação que está correr ao estilo Fred Flintstone nem parece má ideia.

  19. flypardal disse:

    Flávio, acredito que um dirigente jamais daria uma declaração destas sem uma carta na manga…

  20. Paulo F. disse:

    MB vendendo motores “velhos” com marcas das Aston Martin nas tampas de válvulas!

  21. Ué, mas Honda e Toyota não quebram… Não sei o que aconteceu.

    Põe o motor do Civic SI, quem sabe melhora.

  22. Amaral disse:

    Com esse namorico do Alonso com a Indy?

    Mais provável ir de EcoBoost (A Ford já forneceu motor ruim pra McLaren antes.
    E o novo Ford GT é V6, né?

  23. Douglas disse:

    A minha aposta é uma McLaren-Renault para o ano que vem.

  24. Eduardo Cordeiro disse:

    Poxa, imagina só: depois de investir um caminhão de dinheiro pra desenvolver esses motores, a Honda ficando só com a Sauber… Que fase!!!

  25. Fernando disse:

    Falta é humildade dos japas de reconhecerem que estão perdidos e aceitarem ajuda, Mercedes…Ilmor…sei lá..bota um motor gol chaleira que anda mais que isso aí.

  26. Sanzio disse:

    Eu não acho um McLaren-Ferrari tão impossível assim, viu!
    Já que a Sauber será Honda, a Ferrari terá apenas a Haas como cliente. Não duvido que a McLaren aceite inclusive correr com as unidades 2017!

  27. Paulo Pinto disse:

    Será que a profecia do motor de cortador de grama vai se concretizar na vida do Alonso?

  28. Paulo disse:

    Em qualquer curso de gestão empresarial de fim de semana é ensinado que desempenho passado não tem nada a ver com o futuro. É necessário avaliar a situação presente e olhar para o futuro. A McLaren desconsiderou esse princípio básico.
    A Honda não tinha nenhuma experiência com as atuais unidades de potência e, ao mesmo tempo, as regras atuais impõem enormes restrições às atividades que ajudariam no desenvolvimento (testes, quantidades de unidades, etc.). Nesse ambiente, os técnicos da Honda teriam que ser absurdamente melhores do que os engenheiros da Ferrari, Mercedes e Renault para conseguirem igualar o desempenho dos equipamentos.
    Ainda que os japoneses sejam mais competentes (e eu não estou certo disso), com todas a dificuldades impostas pelas centenas de regras da F1 é praticamente impossível uma nova fabricante de motor se tornar competitiva.

  29. Diego disse:

    Imagine se, diante da negativa da Mercedes, Renault e Ferrari em fornecer motores, o Liberty Media, pensando no espetáculo, deixa a Mclaren correr com os antigos V8 usados até 2013, deixando-os atualizados com o desempenho do V6 de hoje?

  30. Formiga disse:

    Um chute (chute mesmo) na Mercedes. Acho que os alemães vão comprar os ingleses como um todo (ou a McLaren ou a Austin Martin) eles queriam comprar antes mas o Ron Dennis não deixou.

    O Jeremy Clarkson analisa que falta uma marca mais elitista para Mercedes (VW tem Bugatti e Lamborghini e BMW Rolls Royce) a Mercedes não tem marca nesta fatia do mercado.

  31. Marcelo R. disse:

    A McLaren está decidida a manter Alonso e diante do andar da carruagem é quase impossível que essa trinca com a Honda continue. Alguém não fica, e pelo jeito será a Honda.

    Agora, tudo indica que será motor Mercedes e aí eu acho que eles podem dar um belo salto, ficando inclusive à frente de RBR.

    Quem deve agora estar com uma dúvida danada deve ser Alonso, já pensou se colocando o motor Mercedes essa carroça da McLaren vira um foguete ?

    • Thiago Brasil disse:

      Essa hipótese sua é plausível.

      A McLaren sabe que, se perde o Alonso, não arruma outro píloto de ponta tão cedo. E isso compromete desenvolvimento, resultados, patrocínios, e por aí vai.

      E o investimento deles no desenvolvimento do chassis parece no rumo certo. Se essa PU da Honda rende 100 cv a menos como andam estimando, dá pra chutar que ali tem um chassis muito, muito bom. Que poderia estar à frente da Red Bull sim, por exemplo.

      Agora, com esse ultimato do Alonso aí, sei não. Tá com cara que negociações avançadas pra algum rumo que a gente não sabe, rs.

  32. Farid SalimJunior disse:

    Sei lá… Esse negócio da ida da MacLaren para a F Indy correr as 500 Milhas pode ser entendido como uma busca… Quem sabe a Ilmor????

  33. Cleverson disse:

    Poderia pintar… Alguma das marcas do Império Volkswagen? Tipo Audi, Porsche… Triste isso… a Honda tem um nome a zelar… e os japoneses não costumam brincar com esse tipo de assunto… Enfim…

  34. Wilcimar disse:

    Cosworth. Ilmor. Toyota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>