MENU

terça-feira, 20 de junho de 2017 - 1:24F-1

MCLAREN, HONDA, WILLIAMS…

RIO (só esperar) – Conheço bem essas histórias. Quando elas começam a pipocar aqui e ali, é porque já estamos na fase de definição de datas e preparação de anúncios oficiais.

A McLaren passou, nas últimas semanas, a falar abertamente em dar um pé na Honda.

A Mercedes parou de negar, nas últimas semanas, que possa vir a fornecer motores para a McLaren.

A Honda não respondeu às queixas da McLaren — nem nas últimas semanas, nem nunca.

Agora surge essa história de que a Williams poderia ser a nova equipe oficial da Honda – mais uma tentativa de revival dos japoneses.

A Honda não nega.

A McLaren não se incomoda.

A Mercedes não se manifesta.

A Williams adoraria não ter mais de pagar por motores.

Não deve demorar muito.

ATUALIZANDO…

Claire Williams negou qualquer interesse em um acordo com a Honda. Sendo assim, eu poderia apenas dizer: esqueçam este post. Mas prefiro esperar.

58 comentários

  1. Alfredinho disse:

    Massa correndo com esse Honda “bichado”? É melhor (re)aposentar.

  2. Sanzio disse:

    A Claire Williams negar, faz parte do “sim”.
    Se realmente for verdadeira a mudança, cabem algumas questões:
    1) Como anda o quadro de acionistas da equipe? Toto Wolff ainda tem um pedaço da equipe ou já vendeu todas as ações? Acredito que ele, sendo acionista da Mercedes, não teria interesse na mudança.
    2) Partindo do princípio que a Williams já tem uma fonte de renda gorda garantida, que é seu piloto pagante, a somatória do prêmio de um muito provável penúltimo lugar no campeonato (última será a Sauber) menos o que se gasta com os motores Mercedes, seria um valor pelo menos equivalente ao que a equipe ganha sendo a quinta força do campeonato pagando pelos motores? Sendo esse um cenário interessante financeiramente para a equipe, seria interessante também para Lance Stroll pagar para andar no fundão (não que ele já não esteja fazendo isso, mas a culpa é dele, não do carro)? De repente podem ganhar de um lado, mas perder do outro…

  3. Andre J G Bessa disse:

    Acho que a Williams esta em uma posição para se arriscar, se fizer uma temporada muito ruim, o que importa, antes do contrato com a Mercedes, usando os motores Cosworth, tinha um desempenho tão ruim quanto o da Mcllaren agora, podia não quebrar quanto o Honda, mas em termos de potência era triste. Agora se funcionar, se a Honda resolver o problema crônico de confiabilidade, pode ser que de muito certo e sem a limitação de crescimento que com certeza o vínculo com a Mercedes deve impor. De toda maneira tinha uma conversa de que o massa tava batendo papo com a Renault, será quem algo relacionado a isso ?

  4. Gabriel Pereira Barbosa disse:

    Pra williams é melhor brigar por um sexto e sétimo lugares na classificação do que correr um risco porém ter chance de voltar uma equipe grande vencendo corridas.
    É triste ver como se apequenou essa equipe.

  5. yeshua disse:

    Faz total sentido uma equipe Williams – Honda. A Williams terá o suporte de uma montadora, de fato. Sempre soube fazer chassis. A Honda virá “mordida”. Sempre teve tecnologia. Numa dessas acerta. É melhor ter um suporte “de fábrica” do que ser uma mera satélite da Mercedes ou Renault. Os domínios na F1 não duram muito, O da Mercedes pode estar no fim. Ferrari é sempre uma incógnita, por que não Williams? Eu sempre torci pela Williams. Quero vê-la de novo na ponta. E calando os haters da Honda. Que não entendem nada da história destes caras na F1.

  6. Lucas disse:

    JA FOI DESMENTIDO POR CLAIRE WILLIAMS.
    Não vao trocar os motores para 2018.

  7. Ninguém disse:

    Na linha do “vai que”…

    Vai que acontece um golpe de sorte e:

    1) A Honda tem um estalo e acerta o motor (competência ela tem de sobra, não é uma Ninguém Motors, Inc.);
    2) A Williams consegue fazer um chassi “da hora”; e
    3) Os dois se ajustam feito luva?

    Alguém esperava o sucesso meteórico da Brawn? Nem o próprio Ross Brawn…

  8. Robertom disse:

    Frank “caça níqueis” Williams fechará outro grande negócio para a sua equipe, motores (ruins) a custo zero e provavelmente mais um reforço financeiro…
    Vai brigar com a Sauber para ver quem fica em penúltimo.
    Isso se chama “pensar pequeno”…

  9. Roberto disse:

    Também acho que pode ser positivo para Williams cujo último grande momento foi justamente quando era equipe oficial da BMW. E acho que uma hora os japoneses vão acertar esses motores.

  10. Paulo disse:

    As questões da F1 não são meramente esportivas. O lado financeiro pesa, e muito. Se a Honda oferecer para a Williams um acordo financeiro que compense os (enormes) riscos envolvidos na utilização dos motores japoneses, acredito que a mudança será aceita.
    De toda forma, fica uma pergunta: Será que o Massa vai encarar esse pacote?

  11. Martinho Franco disse:

    Tio Frank deve estar com a visão lá na frente, quando os motores forem simplificados, ai a Honda deverá conseguir construir um motor decente e a Williams terá apoio de fábrica. Até lá a equipe não vencerá nada mesmo, vale a tentativa.

  12. Acarloz disse:

    É capaz da Williams Honda virar um canhão, Alonso é pé frio pra kct.

  13. Marcelo Silva disse:

    Coitada da Williams …vai continuar andando para trás !!! GP2 engine…!

  14. Eduardo Cordeiro disse:

    Pra Williams vejo nessa história progresso financeiro/comercial, e retrocesso esportivo/técnico. Espero estar errado.

  15. Guimartins disse:

    A Williams adoraria não pagar por motores, não se incomoda de ter um piloto pagante abaixo da crítica… pelo jeito, também não se interessa por ganhar corridas. A gente sabe, a vida é dura, a F1 é cara, mas a saída para não virar uma Sauber é vender a alma?

  16. Danir disse:

    Aposta arriscada da Willians. De repente pode até dar certo. A outra hipótese é ficar no fim do grid por um bom tempo.

  17. Mota disse:

    O que esperar da Williams com Stroll e Honda. Além de piloto pagante terá também motor pagante.

  18. José Fernandes disse:

    Imaginem que louco se tudo se confirme e já no ano que vem a Honda consegue fazer um motor que funcione bem.. Alonso se mata!!!

  19. EUGÊNIO VIEIRA disse:

    Bom…esse mundão não para de dar voltas… Numa dessas, essa japonesada vai voltar a acertar…quem sabe não é com a Williams…

  20. Ric4rd9 disse:

    Só falta descobrirem que a causa do motor Honda não funcionar, é o projeto da Mclaren, pois no dinamômetro o motor funciona. Já pensou a Sauber e a Willimas andarem bem em 2018, e a Mclaren andar mal até de Mercedes ? Burrice foi ter uma equipe exclusiva para o motor. Poderiam ter acumulado mais experiencias se tivessem outra equipe desde 2015. Mais testes, km, engenheiros, pilotos….

  21. Peter Zero disse:

    A Honda deveria admitir que esses propulsores híbridos são complexos demais para o que ela pretende, deveria copiar soluções já adotadas pelos outros fabricantes, em vez de um pulo do gato que não vai acontecer a curto prazo. Mirar a durabilidade antes de almejar potência, duas qualidades que o atual propulsor não tem, ou firmar parceria com quem pode assistí-la.

  22. Chris Vale disse:

    Uai, mas a Williams já não paga pelos atuais motores Mercedes devido ao acordo da ida do Bottas.
    Se com os melhores motores já está andando, com os da Honda então…… fim do pelotão.

  23. Ferrarista disse:

    Como cliente da Mercedes, a Williams jamais conseguirá vencer corridas… Sempre ficará no meio do pelotão, com motor defasado, e beliscando apenas alguns pontinhos… Se eles quiserem de fato vencer corridas e disputar campeonato, a única solução é se arriscar e apostar em uma parceria com a Honda.

  24. jbchaves disse:

    Pelo tom do seu post, que certamente está bem avalizado, já deve estar tudo costurado. E não me surpreenderia se a Honda desse uma virada no jogo…

  25. Ferrarista disse:

    Quero só ver como ficarão a McLaren e o Alonso se a Honda for pra Williams no ano que vem e de repente a Williams domina a F1. Não podemos esquecer que já faz mais de 3 anos que a Honda vem fazendo tudo que é tipo de teste na McLaren pra desenvolver esse motor. Pode ser que ano que vem a Honda acerte e faça um propulsor de foguete! E quem vai se dar bem com isso é o Massa tendo o Stroll como companheiro de esquipe!

  26. fabiom disse:

    Poxa com o patrocinio da Martini + grana do papai Stroll + o dinheiro que a Honda certamente injetaria no time a Williams tiraria o pé da lama fácil!!

  27. Marcelo disse:

    O problema a Williams em não pagar motor, é ter motor que funcione para pagar.
    Primeiro Stroll, agora Honda, agora será a próxima…?

  28. Alvaro disse:

    A Williams atualmente corre mais atrás de dinheiro do que de resultados, O Massa tem o salário pago pela Mercedes e recebe dinheiro do Strollha para compensar a incompetência na hora de administrar a equipe, o nome virou uma franquia, para o ano que vem terá um piloto aposentado que goza dando couro no mimadinho e bancada por japoneses que perderam a mão de como construir um motor vencedor, Vão andar no cú da cobra junto com outra medíocre que é a Sauber enquanto as madames Claire e Monisha vão às compras com o dinheiro dos incautos.

  29. Amaral disse:

    Torço sinceramente para que, se não deu certo com a Mclaren, que dê certo com a Williams. Com Massa ou sem. É triste ver uma marca consagrada estar nessa fase deplorável.

    • Amaral disse:

      E o fato da Williams filha ter desmentido não me convenceu. Tantos desmentidos foram confirmados depois…
      E não duvido que, depois de fazer do carro uma garrafa de drinque gigante, contratar um moleque milionário, desaposentar outro, não possam dar sobrevida a um motor moribundo.
      Aí ou vai ser o canto do cisne da equipe ou vai ser a reviravolta improvável que vai fazer a equipe ser grande de novo.
      Bem, a Honda não é fábrica de fundo de quintal. A Williams está nesse babado há décadas. Não tem amador nem aventureiro aí. Tudo vai depender dos $$ envolvidos.

  30. TOP disse:

    O Massa tem que cair fora rápido. A única coisa boa hoje na Williams é o motor Mercedes.

  31. Marcio Kabke Pinheiro disse:

    Bem, se isso se confirmar, Massa não deve continuar – imagino. Pois essa geração atual do motor da Honda definitvamente não tem mais salvação, e ele não deve aguardar mais uma mudança de regulamento.

    E se o forte da Williams hoje é justamente velocidade máxima (o carro é competitivo somente em pistas rápidas), mudar para o motor com menos potência do grid me parece um senhor tiro no pé. A economia de custos irá compensar as perdas de patrocínio indo pro final do grid?

  32. Giuliano disse:

    A Williams vai tentar dar o mesmo pulo do gato que a Mclaren tentou, só que a Mclaren não contava que a Honda não se acertaria com o Motor, de novo é uma aposta, e pra Williams vale a pena apostar, se não der certo pelo menos eles não vão gastar um caminhão de dinheiro com o motor, vão poupar milhares de euros para desenvolver o chassi e pagar as contas. E se por algum milagre os japoneses conseguem acertar, a Williams pode disputar título. Na Boa Ron Dennis está certo, quem é cliente da Mercedes e corre com seus motores nunca vai disputar o título, eles nunca irão entregar o mesmo motor que eles mesmos correm, isso é fato, tanto que só a Ferrari é que consegue assusta los e chegar perto, os outros que correm com o propulsor alemão nem chegam perto mesmo com bons chassis com a Force Índia por exemplo tem feito. Só que a Mclaren não aguenta mais passar vergonha e não quer esperar, por isso vai trocar de motor.

  33. Axl Rose ate my Buick disse:

    E eu achando que a Honda compraria a Sauber e fecharia a equipe dois anos depois…

  34. Victor Serrão disse:

    Antes das vitórias da Honda na Williams – e antes da troca da Williams pela Mclaren para 1988 – a Spirit foi quem carregou o piano do desenvolvimento da usina turbo da Honda.

    E se não foi a Mclaren a “Spirit” do momento, e a Honda vier andando uma barbaridade para 2018?… Pra mim quem está dando um belo tiro no pé é a casa de Woking.

    Essas usinas são complicadas, e o sistema atual criou na prática uma baita de uma reserva de mercado digna de um Brasil da era Sarney. Arrisco dizer que mesmo uma Audi ou uma Porsche da vida, vindas de Le Mans e extremamente capazes, passariam por via crucis parecidas até atingirem um nível aceitável de confiabilidade e desempenho.

  35. Paulo disse:

    Do jeito que o Alonso é cagado, é capaz dos japas arrumarem esse motor no próximo ano e a Wiilliams melhorar..

  36. Ed disse:

    Esse motor da Honda do jeito que está, nem de graça…

  37. Ricardo Talarico disse:

    Li em algum lugar que há estudos da marca Alfa Romeo voltar em parceria com a McLaren.
    Claro que isso manteria a McLaren na fila para o futuro, salvo se usar motor Ferrari com o logotipo da Alfa…

  38. Marcos disse:

    Agora Williams vai pro ralo. Uma pena.

    Nem posso dizer que fico feliz com minha ex-equipe predileta andando de Mercedes, porque era fã da geração MP4. Essa coisa laranja aí não me representa.

    A pergunta que fica: com 21 corridas no ano que vem, Alonso vai ou fica ?

  39. Marcelo disse:

    A Williams pelo seu histórico é bem capaz de faze isso, é a luta pela sobrevivência, a honda é um fiasco e o chassis da williams sabidamente não tem o refinamento dos chassis da mclaren !

  40. Leandro Pinheiro disse:

    Cai fora, Felipe Massa!!!!

  41. Paulo F. disse:

    Caminha a Willians rapidamente para o desmanche!

  42. Marcio Rodrigues disse:

    A Williams adoraria não ter mais que pagar por motores… ou talvez adoraria não ter mais que terminar corridas e mostrar o quão ruim é de estratégia.

  43. Airton Lopes disse:

    A Williams já não tem chance hoje de vitória, mas pelo menos pontua com relativa frequência, mas isso em virtude do motor Mercedes, a equipe de Grove não tem um chassis bom, então mesmo que a Honda acerte o motor a Williams não volta a vencer.
    Já a volta da McLaren para a Mercedes pode ser benéfica para os alemães por um ponto, a McLaren atrapalhar a Red Bull.
    Iniciando uma nova teoria, uma volta da parceria McLaren-Mercedes não poderia dar início ao fim da jornada da Mercedes nessa era atual da F-1? Afinal, eles já ganharam tudo que podiam ganhar, quebraram recordes e não é de hoje que se fala da Mercedes deixando o grid.

  44. Helton Fernandes disse:

    saporra não vai dar certo…
    Honda está ladeira a baixo. Williams tb. o que faz esses caras acreditarem que a associação de dois náufragos fará gerar algo vencedor???
    Já tá provado que não é só dinheiro que salva uma equipe ou um motor. Não creio que o orçamento da Honda para desenvolvimento do motor seja baixo ou que cause alguma limitação na performance. Também não creio que o orçamento da Williams seja menor que o da Force India ou da RBR.
    Honda deveria pedi o penico e ir embora da F1.

  45. Carlos Pereira disse:

    Sério que a Williams pensa em adotar a Honda ??? Ou eles não estão vendo o que acontece com os japoneses ??? Dificilmente os carros deixarão os boxes….

  46. joao disse:

    “Cilada, Bino” !!!!

    Ou melhor:

    Cilada, Claire !!!!

  47. zempa disse:

    Com Stroll e Honda… a Sauber vai ter uma forte concorrente

  48. Bruno Mantovanelli disse:

    Qual é a vantagem em não pagar pelos motores, mas ficar em último lugar no campeonato, assumindo o nariz de palhaço que hoje pertence à McLaren?
    A Williams tem carro hoje para brigar pelo quarto ou quinto lugares no campeonato de construtores, o que renderia uma boa quantia em dinheiro, mais do que suficiente para pagar pelos motores Mercedes.
    Se a Williams fizer isso, estará assinando sua sentença.

  49. Cláudio F1 disse:

    Assim que a Williams oficializasse a parceria com a Honda, Felipe Massa deveria anunciar a retomada de sua aposentadoria, só pra não jus ao apelido de Massacrado. Motor Honda no carro dos outros é refresco!

  50. Sheldonn disse:

    Flávio se o anúncio realmente acontecer tenho certeza que a quase totalidade dos fãs crucificarão a Williams, mas eu vejo isso como uma jogada, na verdade uma grande aposta. Sendo equipe de fábrica o time de Groove pode sonhar em ter um carro de ponta, porém somente com a abertura do regulamento em 2020 se não me engano. Entretanto até lá sofreria bastante, pois não consigo enxergar a Honda melhorando a não ser que aconteça uma ajuda externa.

    • Luigi disse:

      Desculpe-me discordar, mas a Honda não foi bem em nenhuma das vezes em que foi equipe de fábrica desde os anos 60, quando da sua primeira aventura na categoria e a Williams também não tem se mostrado muito competente nas suas escolhas tanto para o pessoal de projetos como todo o pessoal de Pista, excetuando-se talvez os mecânicos, que cumprem o que é determinado pelo “estrategista”da equipe.
      Mas quem sabe, você acerte,aí só precisaria de um piloto bem capaz e determinado para conseguir colocações melhores que a sexta posição. Minha aposta seria naquele piloto japonês que quebrou o recorde e fez a pole para Toyota na última 24 h de Lê Mans. Desta forma acreditaria na recuperação da equipe. Poi é uma coisa muito evidente , que está faltando piloto a equipe.

    • Marcos disse:

      Mas se fosse assim, não era pra ter acontecido no 1o ano com motores Mercedes ?

      Sei lá, acho que esses nunca mais voltarão a ser o que já foram um dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>