MENU

quinta-feira, 13 de julho de 2017 - 0:18F-1

LONDON, LONDON

LONDONF1BRU

RIO (saudades de você, cidade querida)A F-1 foi para as ruas de Londres ontem, quarta, num evento meio que marcado em cima da hora, quase singelo, que se insinuava discreto, até, pela divulgação não muito grande. E foi um sucesso. Dois carros históricos, alguns atuais, alguns recentes, e nada menos do que 19 dos 20 pilotos do grid levaram a categoria para as ruas da capital inglesa na semana da corrida de Silverstone. Só Hamilton faltou. Justo ele.

Foi ótimo para medir a popularidade da F-1 em tempos estranhos no que diz respeito às relações entre seres humanos e seres de quatro rodas que correm. Há um senso comum que aponta para um claro afastamento entre jovens e automóveis — o que traz consequências óbvias para um esporte baseado em carros. Esse desinteresse precisa ser combatido para que o automobilismo sobreviva.

Londres mostrou que as pessoas ainda amam a F-1. Como não amar?

34 comentários

  1. Vai Vettel! disse:

    A atitude de Hamilton foi vergonhosa!

  2. Igor Dusse disse:

    Hmmm. Agora eu percebi a polêmica do Hamilton por ter faltado. Todos os demais pilotos foram, menos ele.
    Realmente ficou feio.

  3. Edson disse:

    Segundo minhas fontes na liberty, eles já estão trabalhando para fazer um evento deste em SP, os locais cogitados são a estrada do M Boi Mirim ou então a Jacu Pêssego.

  4. Rafael Friedrich disse:

    Hamilton é um mala mesmo, queria ver ele fazendo a estreia pela Minardi e terminar no pódio.

  5. Pablo disse:

    Caramba, que evento! Imagina isso no Brasil… Na semana do GP do Brasil, poderiam colocar um evento desse em uma capital sem ser São Paulo (Pq já tem o GP). Nas ruas do Rio, BH, Curitiba, etc… Isso iria bombar!

  6. Rodrigo Borges disse:

    Hoje aqui num ônibus vi dois moleques ingleses de uns dez anos eufóricos porque foram ao evento de ontem. Um pedaço do diálogo:

    – Eu gosto mais do Daniel Ricciardo!
    – Eu nao gosto dele, ele bebe refrigerante no sapato!
    – Não é refrigerante, é cerveja!
    – Mas ele pode beber cerveja? Ele dirige…
    – Só depois da corrida, porque fez o trabalho dele
    – Ahhh, é como eu, que só como chocolate depois de fazer a lição da escola

    Aqui pelo menos foi dito, acho que na BBC, que foi a primeira vez que um evento reuniu fora de treinos ou corridas, todas as equipes da F1. As quatro primeiras horas foram abertas apenas a grupos de escolas. A molecada brincou de competição de pit stop, interagiram com pilotos, aprenderam sobre os carros. É numa dessas que um moleque decide ser piloto, engenheiro, designer automotivo etc. E a F1 começa a renovar seu público.

    Os caras da Liberty estao salvando a categoria.

  7. valter rodrigues disse:

    Hamilton, súdito da Rainha, teve um compromisso muito importante para não poder comparecer junto aos plebeus.

  8. Adolfo Brás disse:

    Muito estranho esse não comparecimento do Hamilton no evento, ainda mais tendo em conta que ele é piloto da casa e disputando mundial…

  9. Alexandre disse:

    Foi um evento muito legal, quem sabe a Liberty não traz algo parecido para o GP do Brasil?

  10. Ricardo Bigliazzi disse:

    Muito legal… mais legal a foto do Post… a imagem parece ter sido trabalhada para aparentar um pouco mais de idade., como se fosse da década de 70/80.

  11. Roberto disse:

    Por que o comandante Amilton faltou?
    Será que foi um troco pela lambança da não punição do Fettel?
    Será? Será? eu tenho cá minhas dúvidas. Mas acho que sim.
    E o evento foi Du carai! A cagada foi o Stroll errar o Zerinho.
    De resto como a LIBERDADE tá fazendo bem para F1. Que trocadilho tosco..

  12. Luiz Boffa disse:

    Tempos de Liberty Media.
    Flávio, você viu a senhora de 79 anos andando de Renault F1?
    https://youtu.be/4qo1Qk4y4IM
    Gostei.
    Abs.

  13. Garlet disse:

    Caro FG é louvável o fato de os jovens se afastarem dos automoveis como meio de transporte, mas não podemos confundir isso com esporte. Esporte é algo especial. Os automóveis precisam ser eliminados das ruas para o bem de todos. As maiores cidades da Europa já possuem projetos de tuneis por baixo da cidade exclusivo para automóveis, deixando a superficie dos grandes centros exclusivos para as pessoas. Copenhagen por exemplo, na decada de 60 sofria com congestionamentos, o centro da cidade era um inferno. Hoje, com o projeto de mobilidade urbana que eles fizeram, as pessoas estão com muito mais saúde, mais magros, e o turismo no centro da cidade multiplicou varias vezes, enfim, deu tudo certo. Copenhagen é fantástica.

  14. Antonio disse:

    Assisti alguns trechos pelo Instagran da F1 e me pareceu que o público gostou muito. Pareceu um laboratório, para medir a possibilidade de um GP nas ruas da cidade, coisa que tio Bernie sempre sonhou.

  15. Paulo F. disse:

    Vai ver que Hamilton estava com a carta cassada, estourado nos pontos…..

  16. Jader disse:

    McLaren do século passado continua bonita.

  17. Giuliano disse:

    Eu assisti algumas partes, foi muito legal, quem dera pudessem fazer algo parecido em SP…, no mais eu acho que os jovens tem sim muito interesse em corridas, basta ver a quantidade de track days por aí só com moleque novo, e que a F1 da era Bernie em especial e que estava se afastando dos fãs mais jovens, e esse negócio de jovens “descolados” e “cool” que não gostam de carro, são amantes da natureza, são verdes e não poluentes é tudo cascata…quando tem chance, a primeira coisa que fazem é comprar um carro.

  18. Fern Kesnault disse:

    Automobilismo é um esporte fantastico quando se tem regras competitivas e mudanças constantes para atrair/dar o carinho e respeito ao publico; mas ele nao é so f-1, ha varias excelentes categorias internacionais, regionais e nacionais pelo planeta; como a Virgin Supercars australiana, a Super GT japonesa, as series da Blancpain GT Series, a Super TC 2000 e Turismo Carretera argentina, alem da Nascar, da IMSA e da Pirelli World Challenge norte-americana e tantas categorias de GTs e Prototipos em Europa e Asia.

  19. Askjao disse:

    Hamilton é assim… É uma de Pelé, 2 de perivaldo.

  20. Julio Mattheis disse:

    São em eventos como esse que da pra perceber o quão arrogante e “estrelinha” o Hamilton é. Não participou do evento por opção dele.
    Vale lembrar que no desfile que acontece antes das corridas, ele tem o péssimo habito de ficar de fone de ouvido e celular não mão dando a mínima pro publico presente nos autódromos.

  21. Marcos disse:

    Puxa vida, Hamilton pelo visto vai dar uma de Montoya e virar gringo ?

  22. Thiago Brasil disse:

    Várias mudanças esse ano, e mal começou a gestão dos caras.
    Acho mesmo que esse processo de renovação é promissor. Ver um carro desses de perto, funcionando, é impactante. Genial abordagem.
    Imagino que, a partir de 2020, com novo regulamento e com grid cheio, já que tem vários interessados pra essa época, teremos outra F1. Uso das redes sociais, you tube, videogame – podem esperar que teremos campeonatos de F1 virtual no futuro, esse povo vai chegar lá. A F1 entrou no século 21, em termos de comunicação com o público.

  23. Cenzi disse:

    Realmente, acompanhando pela conta do Instagram da F1, ficou claro que a categoria ainda tem muitos fãs. Tinha muita gente! E eventos desse tipo, sem dúvida alguma, atraem um novo público. Fico imaginando a criançada que pode estar presente lá. Devem ter enlouquecido.
    Quanto ao Hamilton, mais uma vez ele fala uma coisa e faz outra. Vive reclamando que a F1 tem que se aproximar dos fãs. Aí surge um evento desse, na terra dele, e ele falta. Não sei os motivos dele, mas foi vacilão.

  24. Andre Decourt disse:

    Os ingleses sempre foram diferentes, são o farol num mundo idiotizado.

  25. Felipe disse:

    Flávio Gomes, por acaso se fala em algum desses eventos aqui na semana do GP Brasil ?
    Poxa, além de mto legal, seria, talvez, uma forma de atrair um pouco também dos Brasileiros para o Autódromo,,,

    Um Abraço!

  26. Mauricio Rocha disse:

    Show!! Não vai ter uma dessa em São Paulo?

  27. RODRIGO TEIXEIRA SILVA disse:

    Bom dia Flavio,

    Juro que não consigo entender como um jovem pode não ter paixão por carros e/ou motos… Tenho 32 anos e a sensação de ser aprovado no exame de motorista foi muito maior do que a de passar no vestibular em universidade federal em 1º lugar! Ambas conquistas foram com 18 anos e hoje eu ainda arrepio com as trocas de marcha do Golzinho Rolling Stones 95 que minha mãe me emprestava! Sentimento total de liberdade… o mundo está ficando muito estranho.

  28. Diego - Floripa/SC disse:

    Que legal este evento! A F1 com estes simples gestos vai fazer as pessoas terem mais interesse pelas corridas. Porque até um tempo atrás a divulgação da F1 era zero, praticamente se auto sabotava.

    E o Hamilton, é uma diva, sempre fingindo que não precisa da F1 e que é uma pessoa “universal, super antenada”, mas pelo jeito os ingleses não se emocionam muito com ele mesmo.

  29. clodoaldo lelli disse:

    acho que deram o capacete errado pro hamilton devia ter sido do outro piloto brasileiro famoso felo talento mas tambem pela antipatia como vem demonstrando o ingles

  30. Adalberto Camargo disse:

    Eu estive lá e foi muito bacana. Destaque para Bottas e principalmente Ricciardo, pela simpatia e disposição pra dar autógrafos e tirar fotos.
    Agora Hamilton foi deselegante.

  31. Arrancada no velopark, público com mais de 20 mil pessoas.

  32. Leandro disse:

    Acompanhei alguns poucos minutos pelo Youtube ao vivo, achei muito bacana a idéia do evento e da transmissão, acredito que logo irão transmitir algumas atividades pré e pós corrida no Youtube ou Facebook e será muito bom pois, em geral, o grande público não tem acesso a isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>