MENU

terça-feira, 14 de novembro de 2017 - 19:58Gomes, Grande Prêmio

“GP ÀS 10″: O RISCO SÃO PAULO

13 comentários

  1. Bruno disse:

    Flavio, acredito que o foco nas forças de segurança de São Paulo é equivocado e, com todo o respeito, esconde o problema real da violência no Brasil.
    Sem entrar em questões partidárias (até pq isso pode ser colocado na conta de TODOs os partidos), o problema da violência é nacional e, infelizmente, a violência da qual equipes e pilotos foram vítimas é só uma pequena é branda amostra do que é o Brasil.
    É um problema (que abrange TODOS os estados) que começa na completa falta do Estado na prestação de serviços básicos à população – ex.: educação, saúde, saneamento – passa por níveis baixíssimos de educação (tanto privada quanto pública) que forma indivíduos que não entendem o que representa a cidadania (e aí não são só os bandidos – mas toda a sociedade) e termina no sucateamento e despreparo das forças de segurança de quase todos os estados da Federação.
    Esse problema não foi criado nos últimos 3 anos, nem nos últimos 15 ou 25 anos. Esse problema vem sendo criado há 40 anos e devidamente neglicenciado por absolutamente todos os chefes do executivo em âmbito federal e estadual desde a década de 70.
    Obviamente que o inepto populista do Bolsonaro não vai resolver o problema com suas ideias mirabolantes da década de 30 (e tais ideias provavelmente agravam ainda mais o problema) mas a realidade é que ainda não existiu um movimento político honesto e interessado que tentasse resolver o problema da violência no país.
    As consequências estão aí: nós restringimos nossa liberdade para não nos expor à violência, mesmo assim perdemos pessoas proximas, estrangeiros turistas no país sofrem com a violência local (em SP, no RJ ou no AM) e preferem deixar de vir para o Brasil. Dai recebemos pouquíssimos turistas todo ano, o ministério do turismo gasta montanha de dinheiro com campanhas de merda pelo mundo que obviamente não atraem muita gente (recebenmos menos turistas/ano do que a porcaria da cidade de Miami) uma vez que cada vez mais o turista tem medo do Brasil.
    Está tudo errado em todos os níveis desde que qualquer um que venha a ler esse comentário tem consciência de sua existência. Infelizmente o problema é sistêmico no Brasil e, mesmo que as forças de segurança do estado de SP fossem as melhores do mundo e garantissem a segurança de equipes e pilotos, nosso país ainda seria uma vergonha em termos de violência.

    Abraço!

    • Bruno disse:

      Só para deixar claro que talvez possa ter ficado confuso:
      1- o Bolsonaro não deveria nem exercer um cargo público, muito menos tentar trazer soluções para problemas complexos sociais.
      2- o seu histórico como político demonstra seu descolamento com a realidade e incompetência para resolver qualquer coisa.
      3- não existiu no Brasil um movimento político honesto e interessado para reduzir a violência de forma sustentada e sistêmica
      4- continua não existindo esse movimento.
      5- as propostas do Bolsonaro para segurança pública são desonestas, pouco inteligentes e desconectadas da realidade.

  2. sandro disse:

    Não concordo que seja incompetência das forças de segurança da cidade, o problema estão nas Leis que não deixam bandidos longe da sociedade e portanto PRESOS. Terei mais certeza do que tenho ( se isso for possível) caso esses meliantes forem presos e vermos suas fichas corridas ….bandido só serve para dar trabalho e medo na sociedade, a Polícia prende e “nossas” Leis soltam, agora você acha que deveríamos ter um par de Policiais em cada esquina da cidade? Porque isso acontece em todos os lugares e não só no entorno dos grandes eventos.

  3. No Brasil está perigoso em tudo é canto, estamos numa Guerra Civil não declarada, os políticos não estão nem aí querendo que o circo pegue fogo mesmo.

  4. Nícolas disse:

    Até na Road & Track isso virou pauta pro setorista de competição: http://www.roadandtrack.com/motorsports/a13606318/f1s-brazil-problem/

  5. Luciano disse:

    Discurso tendencioso. Flávio Gomes, há mais de 40 anos
    Conheço está região (Interlagos ) e sempre Foi perigosa. O
    Local não este tipo de evento e de estrutura. Não podemos mais gastar dinheiro Com intermináveis Reformas. Está na hora de pensar em um complexo de esportes radicais e não apenas a motor na regiao de grandes rodovias (Castelo ou Brandeirantes), eu prefiro a Bandeirantes , próximo a Campinas, com acesso rápido as estradas sem gargalos no transito. Como complexo de esportes radicais não ficaria dependente da F1 , que seria a cereja do bolo. Não tenho dúvidas que muitos vão odiar a ideia é querem ficar presos ao passado, mas convenhamos Interlagos já deu o que tinha que dar. Vende tudo e construi casas.

  6. Paulo disse:

    Dá muita vergonha. Pior que é um problema tão antigo e que piora constantemente. Não vejo nenhuma perspectiva de que venha a melhorar. O que se poderia fazer mais rapidamente e não entendo por que nossos políticos não fazem, talvez para não serem vítimas de suas próprias leis, seria endurecer as penas, diminuir privilègios, enfim, fazer algo para reduzir ao máximo a impunidade. De outro lado, mas isso demoraria anos para surtir efeito, investir em educação, saúde, emprego, cidadania….

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>